25 Personagens icônicos criados por Stan Lee, a lenda das HQs da Marvel

Stan Lee, um dos nomes mais lendários das HQs da Marvel, morreu aos 95 anos. No entanto, todas as suas criações - que não são poucas - fazem com que Stan "O Homem" Lee continue eternamente vivo em cada quadrinho que lemos ou em cada filme que assistimos.

Confira a nossa lista com os principais personagens da Marvel que foram criados por Stan Lee!

1. Homem-Aranha

homem aranha

Estreia: Amazing Fantasy #15 (1962)

Homem-Aranha é, sem dúvida, o personagem com mais sucesso que Stan Lee alguma vez criou. O adolescente que é mordido por uma aranha radioativa conseguiu se tornar no super-herói mais famoso de todos os tempos, estabelecendo uma forte conexão com todos os jovens que entram em contato com sua história.

Na época, Lee procurava criar um personagem diferente daquilo que os aficionados dos quadrinhos estavam habituados e foi ao reparar em uma aranha que estava passando que ele resolveu criar o adolescente com poderes de aranhiço. E, embora o diretor da Marvel não tivesse gostado muito da ideia, a HQ foi publicada e as vendas foram tais que as aventuras do Homem Aranha continuaram até hoje.

Dentro do Aranhaverso, Lee criou também alguns dos personagens mais icônicos dos quadrinhos como os tios de Peter Parker, Gwen Stacy e Mary Jane e vilões como Doutor Octopus, Homem-Areia, Duende Verde e Abutre.

2. O Incrível Hulk

hulk

Estreia: O Incrível Hulk #1 (1962)

Ao contrário dos outros super-heróis, Bruce Banner é um personagem ciente da destruição que seus poderes podem causar. Stan Lee se juntou ao artista Steve Ditko para criar um personagem baseado nos personagens clássicos Frankenstein e Dr. Jekyll e Mr. Hyde. O Incrível Hulk não é mais do que uma alegoria sobre a perda do auto-controle e como a raiva pode ser canalizada para algo positivo.

Infelizmente, os quadrinhos originais do personagem não duraram muito tempo, forçando Lee a transferir Bruce Banner para a HQ Tales of Atonish. Porém, sua popularidade acabou por ganhar força com o passar do tempo e, com isso, o Incrível Hulk ganhou novamente seus próprios quadrinhos e seu lugar na cultura pop.

Abominável, o nêmesis mais conhecido de Hulk, foi também criado por Lee, desta vez junto com o artista Gil Kane. O vilão teve sua estreia em Tales to Atonish #90.

3. Homem de Ferro

homem de ferro

Estreia: Tales of Suspense #39 (1963)

Homem de Ferro é um personagem conhecido por ter pegado em uma situação extremamente má e se tornar em um super-herói. Com a ajuda de dinheiro e genialidade, claro.

Um dos Vingadores originais, o bilionário excêntrico Tony Stark é o mais parecido com Batman que existe no universo Marvel. Stan Lee o criou como um símbolo do capitalismo durante a Guerra Fria, explorando temas relacionados com terrorismo e crime empresarial.

Curiosamente, e embora seja um personagem com uma personalidade desprezível, os quadrinhos de Homem de Ferro foram sempre os mais populares entre o público feminino.

Stan Lee criou também alguns dos personagens mais queridos do universo do Homem de Ferro, como Pepper Potts e o fiel Edwin Jarvis.

4. Doutor Estranho

doutor estranho

Estreia: Strange Tales #110 (1963)

Stan Lee pode ter explorado o cosmos com o Quarteto Fantástico, mas foi com Doutor Estranho que ele navegou pelas dimensões alternativas do multiverso da Marvel.

Baseado no programa de rádio dos anos 30 Chandu, o Mágico, a ideia era desenvolver diferentes conceitos de magia e feitiçaria com a ajuda das ilustrações surrealistas de Steve Ditko. E, além de uma mistura entre o mundo real com o mágico, existe também um misto entre a cultura oriental e ocidental.

Doutor Estranho pode ter realmente poderes fantásticos, mas não deixa de ser um homem ruim e, talvez por isso, se tenha tornado em um dos personagens com maior desenvolvimento no universo Marvel.

Deste universo místico, Lee criou também outros personagens importantes como Wong, Ancião e Pesadelo.

5. Pantera Negra

pantera negra

Estreia: Quarteto Fantástico #52 (1966)

Foi Stan Lee que criou o primeiro super-herói negro com sua própria HQ nos quadrinhos estadunidenses. O personagem começou com um papel secundário na HQ do Quarteto Fantástico para estudar a reação do público. Porém, seu sucesso foi tão grande que ele acabou ganhando seus próprios quadrinhos.

O personagem não vai buscar seu valor apenas em sua riqueza e seu poder, mas também no seu coração, sendo genuinamente uma boa pessoa. Na verdade, Pantera Negra teve direito a histórias tão ricas e complexas que culminou com seu arco Panther’s Rage se transformando em uma novela gráfica.

6. Viúva Negra

viuva negra

Estreia: Tales of Suspense #52 (1964)

Natasha Romanova foi criada inicialmente como inimiga de Homem de Ferro. Durante dois anos, ela era uma espiã russa dando trabalho ao super-herói, até que em 1966 Lee deu uma reviravolta na sua história, fazendo com que a Viúva Negra se juntasse à S.H.I.E.L.D..

Embora nos quadrinhos, Natasha tenha sido o interesse romântico de vários outros personagens como Capitão América, Soldado Invernal, Gavião Arqueiro e até Demolidor, Stan Lee desenvolveu sua história de uma maneira a que o foco fosse na heroína e em seus poderes e não quem ela namorava na altura.

7. Thor

thor

Estreia: Journey into Mystery #83 (1962)

Stan Lee se inspirou na mitologia nórdica para criar um conjunto de personagens super-poderosos, incluindo Thor, o Deus do Trovão. Na época, o escritor procurava criar um personagem mais poderoso que tudo o que havia sido visto nos quadrinhos até então e a melhor opção foi criar um deus.

Porém, a viagem de Thor não fácil, começando suas aventuras separado de seu martelo e de sua verdadeira identidade ele teve de lutar por ser uma pessoa melhor e merecedora de seus poderes.

O personagem teve tanto sucesso que acabou ganhando seus próprios quadrinhos e até se tornou um dos fundadores dos Vingadores.

8. Feiticeira Escarlate

feiticeira escarlate

Estreia: Uncanny X-Men #4 (1964)

Originalmente membro da Irmandade dos Mutantes liderada por Magneto, Feiticeira Escarlate e seu irmão Mercúrio percorreram um extraordinário caminho de vilões até heróis. Com estes personagens, Stan Lee criou uma das maiores histórias de redenção dos quadrinhos, com personagens cinzentos em um universo muito preto no branco.

Feiticeira Escarlate foi um sucesso abismal entre os aficionados das HQ’s da Marvel, principalmente devido a seus poderes magníficos e à influência que causou em muitos dos mais importantes arcos do universo Marvel.

9. Galactus

galactos

Estreia: Quarteto Fantástico #48 (1966)

Criado pela dupla Stan Lee e Jack Kirby, Galactus é uma entidade cósmica que consome planetas como sustento.

Na época, Stan Lee queria criar um vilão que fosse diferente do comum, então criou uma entidade que se alimenta da energia de planetas e que opera para além da moral dos comuns mortais.

Galactus é um dos vilões mais duradouros da carreira de Lee, continuando até hoje a ter influência nos desenvolvimentos dos quadrinhos modernos e considerado um dos melhores e mais aterrorizadores vilões alguma vez criados.

10. Loki

Loki

Estreia: Journey into Mystery #85 (1962)

Loki começa sua saga como um vilão, mas no fundo, ele é um dos anti-heróis mais adorados dos quadrinhos. Tal como Thor, Stan Lee se baseou na mitologia nórdica para criar esse personagem e fez isso de forma a criar um personagem que, na verdade, não é exclusivamente mau.

É verdade que tudo o que Loki faz é para seu próprio proveito, sendo um personagem extremamente egoísta, e suas malfeitorias levaram até à fundação dos Vingadores. Porém, a ligação emocional que Loki sente pelo irmão, leva a que ele acabe se redimindo em muitos dos arcos em que participa.

11. Gavião Arqueiro

gavião arqueiro

Estreia: Tales of Suspense #57 (1964)

Tal como Viúva Negra, Gavião Arqueiro começou sua carreira nos quadrinhos da Marvel como vilão. Mais tarde, o personagem se redimiu e entrou para os quadros dos Vingadores.

Gavião Arqueiro é um dos personagens mais versáteis criados por Lee e um dos membros mais importantes dos Vingadores até aos dias de hoje.

12. Tribunal Vivo

tribunal vivo

Estreia: Strange Tales #157

Essa entidade cósmica é considerada o poder supremo de todo o universo Marvel. Tribunal Vivo teve sua estreia no arco The Sands of Death, mas continuou aparecendo em vários quadrinhos como observador e juiz, mantendo o balanço entre as realidades do multiverso Marvel.

Stan Lee criou o personagem com três cabeças, uma representando a justiça, outra a vingança e a terceira a necessidade. Em conjunto, as três cabeças conseguem olhar em todas as direções e, assim, cuida de todos os universos ao mesmo tempo.

13. Professor Charles Xavier

professor x

Estreia: Uncanny X-Men #1 (1963)

Sem o Professor X não existiam os X-Men nem local algum que servisse de abrigo aos mutantes. Um telepata poderoso que lê e controla mentes, Charles está felizmente do lado dos bons, usando seus poderes para ajudar a tornar o mundo um local melhor.

Na verdade, Lee criou o personagem de forma a ser um ícone de esperança, sendo o único super-herói que nunca alguma vez duvidou da ideia de que humanos e mutantes podem viver em paz.

Além disso, o Professor Charles Xavier é representado como paraplégico na maior parte dos quadrinhos em que aparece, provando que uma deficiência física não pode travar a força de espírito.

14. Magneto

magneto

Estreia: Uncanny X-Men #1 (1963)

Magneto é um dos mais populares e poderosos anti-heróis da história dos quadrinhos. É verdade que suas ações contra os humanos são terríveis, mas ele tem uma justificação para o que faz, tentando sempre conseguir o que é melhor para o seu próprio povo. Inicialmente, ele e o Professor X eram amigos, mas suas ideologias opostas fizeram deles rivais.

Stan Lee criou uma história complexa envolvendo o personagem. Sobrevivente do Holocausto, Magneto viu seu povo morrer enquanto subsistia devido a seus poderes, que o levaram por um caminho sombrio a fim de sobreviver.

15. Demolidor

demolidor

Estreia: Demolidor #1 (1964)

A lição mais importante que Stan Lee transmitiu através do Demolidor é que não existe qualquer deficiência capaz de impedir alguém de se tornar em um herói.

Matt Murdock foi o primeiro super-herói com uma deficiência física a ter seus próprios quadrinhos e mostrou ao mundo como o trabalho duro e a paciência podem o ajudar a salvar o mundo.

Stan Lee tem um lugar especial no coração para o Homem sem Medo, visto que sozinho se encarregou de seus quadrinhos até ao número #50. Nesse universo, ele criou outro personagem icônico para aterrorizar Nova Iorque: Wilson Fisk, o Rei do Crime.

16. Nick Fury

nick fury

Estreia: Sgt. Fury e seu Comando Selvagem (1963)

Nick Fury é o personagem sem poderes mais popular do universo Marvel. Mas antes de se tornar o diretor da S.H.I.E.L.D. e de juntar os Vingadores, ele combateu em várias aventuras como Sargento Fury.

Na verdade, Lee criou um destino para Fury parecida com o de Capitão América. Ele começou combatendo na Segunda Guerra Mundial, para depois ser trazido para o mundo moderno e se tornar no Nick Fury que conhecemos hoje.

Nick Fury é a prova de que não é preciso poderes nem dinheiro para proteger a humanidade.

17. Adam Warlock

adam warlock

Estreia: Quarteto Fantástico #66 (1967)

Conhecido originalmente como Ele ou Adam, esse personagem super-poderoso começou com um papel secundário nos quadrinhos do Quarteto Fantástico. Foi apenas em 1972, na HQ Marvel Premiere #1, que ele se transformou no messias pelo qual hoje é conhecido. Aliás, seu paralelismo com Jesus Cristo vai até ao ponto de o vermos morrer crucificado, apenas para mais tarde ressuscitar.

Adam Warlock acabou ganhando enorme popularidade, fazendo parte de alguns dos arcos mais significativos do Universo Marvel, incluindo um papel central na Guerra Infinita.

18. Jean Grey

jean grey

Estreia: Uncanny X-Men #1 (1963)

A maior batalha de Jean sempre foi contra seus próprios poderes destrutivos, em uma tentativa de não perder sua humanidade.

Esta mutante é uma das criações mais complexas de Stan Lee. Munida de um poder extraordinário, Jean teve papel central em alguns dos arcos mais trágicos do universo Marvel. Felizmente, a mutante esteve quase sempre do lado do bem, ou correríamos o risco de ver todo o multiverso destruído.

Stan Lee é conhecido por ter criado algumas das personagens femininas mais fortes dos quadrinhos, mas nenhuma é tão complexa ou poderosa quanto Jean Grey.

19. Visão

visão marvel

Estreia: Os Vingadores #57 (1968)

Stan Lee pegou em um policial extra-dimensional dos anos 30, quando a Marvel ainda se chamava Timely Comics, e o transformou no super-herói que agora conhecemos. Lee insistiu que queria um super-herói androide se juntando ao time dos Vingadores e, assim, alterou completamente a aparência e personalidade do personagem original, restando apenas o nome.

Visão acabou protagonizando alguns dos arcos mais emocionantes do universo Marvel, com uma história de amor trágica e complexa do lado de Feiticeira Escarlate.

20. Mar-vell

mar vell

Estreia: Marvel Super-Heroes #12 (1967)

Mar-Vell é um extraterrestre Kree enviado para a Terra a fim de espiar os humanos. Porém, mais uma vez Stan Lee transforma esse vilão em um super-herói. O extraterrestre começa criando ligações emocionais entre os humanos, jurando os proteger com a identidade Capitão Marvel.

O personagem é, na verdade, o mais forte de todos os super-heróis do universo Marvel, protegendo a Terra até aos dias de hoje.

21. Mulher-Hulk

mulher hulk

Estreia: Savage She-Hulk #1 (1980)

Criada por Stan Lee e o artista John Buscena, Mulher-Hulk tem feito sucesso desde os anos 80 até aos dias de hoje, integrando vários times diferentes de super-heróis.

Prima do mal-fadado Dr. Bruce Banner, Jennifer Walters ganhou seus poderes ao receber uma transfusão de sangue urgente de seu primo. Porém, ela tem uma vantagem que dá uma dinâmica interessante à personagem, Mulher-Hulk consegue controlar suas emoções e suas transformações.

22. Anjo

anjo

Estreia: Uncanny X-Men #1 (1963)

Originalmente conhecido como Anjo, esse mutante foi criado pela dupla Stan Lee e Jack Kirby, sendo um dos fundadores dos X-Men. Nesses primeiros tempos, Anjo era caracterizado por ter uma personalidade de garoto mimado, herdeiro de uma fortuna milionária, e que usava suas asas feitas de penas em suas aventuras.

Mais tarde, sua personalidade foi reformulado, dando origem à sua fase sombria e à sua identidade Arcanjo. Suas asas foram também substituídas por umas metálicas.

Anjo continua popular até aos dias de hoje, aparecendo frequentemente nos quadrinhos modernos da Marvel.

23. Surfista Prateado

surfista prateado

Estreia: Quarteto Fantástico #48 (1966)

O Surfista Prateado é um dos super-heróis mais importantes e mais complexos a nível moral alguma vez criado por Stan Lee. Ele percorre o vazio do espaço, em uma atitude quase meditativa, procurando planetas para que Galactus se possa alimentar.

Porém, e o que torna esse anti-herói tão trágico, é o facto de apenas ajudar o vilão para que seu planeta mãe Zenn-La e sua amada Shalla-Bal fiquem a salvo da fome de Galactus.

24. Quarteto Fantástico

quarteto fantástico

Estreia: Quarteto Fantástico #1 (1961)

A primeira família criada pela Marvel foi a primeira aventura criada em conjunto por Lee e Kirby. Sem dúvida dos heróis mais antigos criados pelo escritor, Senhor Fantástico, Garota Invisível, A Coisa e Tocha Humana, nasceram para fazer frente ao time de super-heróis da DC, a Liga da Justiça.

A popularidade que o Quarteto Fantástico alcançou, porém, foi devido à inovação que Lee trouxe a suas personalidades. Na verdade, os personagens eram tão imperfeitos, que mais pareciam humanos. Isso trouxe uma lufada de ar fresco à indústria.

25. Homem-Formiga

homem formiga

Estreia: Tales to Atonish #27 (1962)

Nos quadrinhos do universo Marvel, Hank Pym foi um homem de várias personalidades e codinomes, sendo a mais proeminente a de Homem-Formiga, e Lee esteve por detrás da maior parte dessas personas.

Pym, um cientista brilhante, descobriu como manipular os tamanhos das substâncias, conseguindo, assim, aumentar e diminuir seu próprio tamanho.

Mais tarde, em Tales to Atonish #44, Lee introduziria A Vespa no universo. Os dois super-heróis tiveram grande proeminência em vários arcos importantes, se juntando ao time dos Vingadores.