Embora Pantera Negra não seja um filme tão carregado com easter eggs como outros da mega franquia da Marvel, continua sendo preciso ser um aficionado dos quadrinhos para descobrir todas as referências.

Confira todos os detalhes que encontramos no filme e entre a fundo no mundo do Pantera Negra!

Atenção: contém spoilers do filme!

1. Bashenga, o primeiro Pantera Negra

bashenga

No filme, a mina que se encontra no subsolo de Wakanda, onde o vibranium está localizado, fica dentro do monte Bashenga.

O nome é em honra do primeiro rei de Wakanda e Pantera Negra original, que formou o Culto da Pantera para guardar o monte contra intrusos. O rei Bashenga, segundo a mitologia dos quadrinhos, recebeu seus poderes e conhecimentos diretamente da deusa Bast.

2. Raízes em Oakland

oakland

O filme começa em Oakland, Califórnia e a maior parte do público parte do princípio que essa cidade foi escolhida pelo diretor Ryan Coogler por ser a sua terra natal. Porém, as ligações de Pantera Negra com Oakland vão mais além disso.

Na verdade, foi nessa cidade que foi fundado o partido político Black Panther, em 1966. O personagem Pantera Negra havia sido criado apenas umas semanas antes, então a Marvel alterou temporariamente o codinome do super-herói para Leopardo Negro. No entanto, rapidamente eles voltaram ao nome original do personagem, assumindo uma conexão política sutil desde então.

3. Ouvindo Public Enemy

public enemy

No apartamento de N’Jobu, em Oakland, podemos ver seu entusiasmo por hip-hop impresso em um cartaz do grupo Public Enemy.

Esse grupo se conecta, também, à ideologia do partido político Black Panther, através de suas roupas e das letras de suas composições.

4. A máscara de Killmonger

máscara

Um dos adereços mais vistosos do filme é a máscara tribal que Killmonger pega no Museu Britânico e utiliza no salvamento de Klaue.

Essa máscara é, na realidade, uma referência à utilizada pelo personagem em batalha contra T’Challa, na HQ Pantera Negra #37. Embora com uma cor ligeiramente diferente, o design é muito similar.

5. M'Baku, o homem gorila

man ape

Adaptar quadrinhos criados em um período de exploração negra é difícil e o mais óbvio desses exemplos passa por Homem Gorila (Man-Ape, no original), o líder do clã de guerreiros adoradores de gorilas. Nos quadrinhos, esse personagem se veste com um uniforme de gorila, representando, assim, o deus gorila branco protetor de sua tribo.

No filme, o personagem é representado de uma forma mais sutil como M’Baku. Mas, embora o filme tenha ignorado os seus aspectos mais controversos, ele continua honrando suas raízes dos quadrinhos. M’Baku usa um uniforme de pelo cobrindo seus ombros, uma armadura que exagera seu torso e uma máscara de gorila durante os rituais.

6. Djalia, o plano etéreo de Wakanda

djalia

Antes de assumir o trono, T’Challa visita o reino ancestral do seu povo após ingerir a erva em forma de coração que permite falar com os espíritos de seus antepassados.

Esse local de céu roxo é baseado em Djalia, o reino místico dos quadrinhos criado através da memória coletiva de todos os habitantes de Wakanda.

7. "What are those?!"

Wakanda pode ser um país isolacionista, mas não ignora totalmente o mundo exterior. Principalmente quando estamos falando de uma adolescente de 16 anos com acesso à internet.

Shuri, a irmã caçula de T’Challa, faz uma referência ao vídeo viral de 2015what are those” (o que é isso?), ao olhar indignada para a escolha de sapatos do irmão. No vídeo original, a mesma pergunta é feita a um policial com uma escolha pouco feliz de calçado.

8. Tênis futuristas

sapatos

Na cena em que Shuri mostra seus novos avanços tecnológicos ao irmão, a garota menciona um filme americano antigo favorito de seu pai. Aí, ela mostra a T’Challa uns tênis que se calçam sozinhos, parecidas com as Nike que Marty McFly utiliza em De Volta para o Futuro 2.

Além disso, estas são feitas com solas de vibranium, para que não façam qualquer som. Essa é outra referência aos quadrinhos, em que Pantera Negra utiliza umas botas similares, que o permitem cair de grandes alturas sem se machucar ou fazer barulho.

9. Marvel que é Marvel não esquece Stan Lee

stan lee

Pantera Negra não seria um filme da Marvel sem um cameo da lenda dos quadrinhos, Stan Lee. Desta vez, o criador se encontra em um cassino, em Busan, quando T’Challa e suas aliadas tentam pegar o traficante de armas Ulysses Klaue.

Após T’Challa ter feito uma aposta na roleta, Lee aparece para se apropriar dos ganhos, enquanto o Pantera Negra se afasta para cuidar de assuntos mais importantes.

10. O poderoso braço biônico de Klaue

klaue

Os negócios sujos de Ulysses Klaue com vibranium o deixaram famoso, mas o que os fãs dos quadrinhos mais queriam ver era seu braço de energia sônica. Quando, em Vingadores: a Era de Ultron, o vilão se enraivece e corta o braço do traficante, os aficionados ficaram esperando ansiosamente pelo momento em que veriam Klaue disparar com seu mini-canhão.

Em Pantera Negra, ele finalmente o faz, explicando até a origem de seu braço biônico especial, que é feito com a mesma tecnologia do equipamento sônico utilizado para minar vibranium em Wakanda. Infelizmente, o papel deste vilão no Universo Marvel terminou em Pantera Negra.

11. Caras brancos

white boy

Quando Everett Ross é transportado para o laboratório de Shuri após ter sido baleado, a garota exclama “another broken white boy for me to fix!” (outro cara branco quebrado para eu consertar).

Isso é uma referência óbvia a Bucky, o qual ficou em criostasia em Wakanda até ser “curado” de sua lavagem cerebral.

12. Jogado de uma cascata

waterfall

Matar nosso herói e o fazer reaparecer miraculosamente pode parecer uma ferramenta das histórias modernas, mas no caso de Pantera Negra é exatamente isso que acontece no arco A Raiva da Pantera.

Quando Killmonger derrota T’Challa e o joga de uma cascata, estamos vendo de forma fiel o que aconteceu nos quadrinhos. A única diferença é que, na HQ, T’Challa acaba sobrevivendo sem a ajuda de uma tribo aliada.

13. Mais do que um simples colar

colar

Em Capitão América: Guerra Civil, ficou estabelecido que as cores do Pantera Negra eram o preto e o prateado, logo o colar que ele escolhe para acolher seu uniforme é prateado e discreto.

Já o colar de ouro eventualmente usado por Erik é uma cópia quase perfeita da versão utilizada por Pantera Negra nos quadrinhos.

14. O Leopardo Negro

leopardo

Quando Erik derrota T’Challa e assume o trono de Wakanda, ele se apodera de um dos uniformes de Pantera Negra. A alteração mais visível em relação ao de T’Challa é a cor dourada em vez das nuances roxas. E a verdade é que essa é a cor que está de acordo com o seu visual nos quadrinhos.

Além disso, o padrão de leopardo do uniforme é uma referência ao famoso companheiro de Killmonger, o leopardo Preyy, e ao nome temporário do super-herói, Leopardo Negro.

15. Gato vs. Rinoceronte

rino

Em Pantera Negra, vemos um combate que honra um dos momentos mais memoráveis dos primórdios dos quadrinhos do super-herói.

É apenas na luta final do filme, que W’Kabi lança seus rinocerontes para o combate. Aí, as acrobacias e dotes de combate de T’Challa acabam derrotando um dos animais assim como no seu primeiro arco A Raiva da Pantera, nas páginas da HQ Jungle Action.

16. Quem é o Lobo Branco?

white wolf

A cena final dos pós-créditos de Pantera Negra mostra Bucky vivo e acordado em Wakanda, após ter sido deixado em criostasia. A surpresa não foi grande, pois já o tínhamos visto no trailer de Vingadores: Guerra Infinita do lado dos heróis.

O aspecto mais importante desta cena foi, no entanto, o fato das crianças chamarem Lobo Branco a Barnes. Nos quadrinhos, esse é o codinome de Hunter, o irmão branco adotivo de T’Challa. Após seus pais terem morrido em um acidente de avião em Wakanda, ele foi adotado por T’Chaka e criado como seu filho, se tornando no líder dos Cães de Guerra de Wakanda.