Pantera Negra: Diretor e produtor relevam 10 segredos do filme

Pantera Negra segue quebrando recordes de bilheteria por todo o mundo e já conquistou milhares de fãs. E para incluir os espectadores cada vez mais no universo do herói, o diretor e roteirista Ryan Coogler e o produtor Nate Moore recentemente revelaram 10 segredos e curiosidades sobre o filme.

As informações abaixo trazem grandes spoilers de Pantera Negra.

10 coisas que você ainda não sabia sobre Pantera Negra

Em uma recente participação em um podcast, Ryan Coogler e Nate Moore revelaram algumas informações exclusivas das gravações de Pantera Negra, bem como inspirações, decisões sobre personagens, entre outros segredos. Confira:

1. Bucky quase apareceu com o braço mecânico

Bucky PAntera Negra

Na cena pós-crédito, vemos um Bucky recuperado, mas ainda sem o braço mecânico que Shuri deve lhe dar. Moore, confirmou que a cena foi feita para ligar o filme aos eventos de Vingadores: Guerra Infinita. Mas a cena quase foi diferente. A princípio, Bucky apareceria já usando o novo braço.

"Nós discutimos isso. Havia uma versão que incluía o braço e uma que não incluía. A verdade era que ele se sentia mais humano quando não estava inteiro em Soldado Invernal. Ele poderia ser apenas Bucky, e é por isso que eu acho que era importante para ele, como personagem, poder dizer 'Não sargento Barnes, meu nome é Bucky. Eu sou uma pessoa, já não sou um soldado'."

2. A origem do plano de Killmonger

killmonger

Foi uma visita de Coogler ao Museu Britânico que inspirou o diretor e roteirista a desenvolver aquele que seria o plano de Killmonger.

"Eu tive a ideia para aquela cena ali, eu estava no Reino Unido em um tour de imprensa para Creed. O Museu Britânico é incrível, só estar lá e pensar sobre o personagem de Killmonger, pensando em Wakanda [...] seu relacionamento com a colonização [...] estando neste museu e vendo essas coisas incríveis de todo o mundo e pensando no quão complicado isso é."

Uma vez que o Museu Britânico não permitiria os tiros da cena, a Marvel criou o Museu da Grã-Bretanha, com base na inspiração que Coogler teve no local real.

3. Há uma cena deletada de Okoye e W'Kabi

Okoye
Um rumor apontou que o corte original de Coogler teria quatro horas de duração, o que deixa os fãs na expectativa para ver as cenas deletadas que devem ser incluídas no Blu-ray/DVD. Agora, já sabemos que uma delas aprofunda o relacionamento do casal Okoye e W'Kabi.

Aparentemente, a cena mostra os personagens discutindo se deveriam ou não obedecer ao novo rei Killmonger. Sobre a sequência, Moore destacou:

"Foi uma das cenas com melhores atuações da qual já fiz parte."

4. O título de produção era outro

Pantera Negra

Como é feito com outras grandes produções, Pantera Negra tinha um "nome de trabalho" diferente de seu título final. O objetivo é evitar curiosos e spoilers durante as gravações em locações externas. O longa, por exemplo, teve cenas gravadas na Argentina e em Atlanta. Durante o podcast, Coogler revelou que o nome de produção do filme era "Motherland".

"Acabei de sair de dois anos durante os quais tudo era segredo. Nós não podíamos sequer usar o título do filme. As pessoas dizem 'Pantera Negra', eu ainda preciso pensar um pouco para entender. Foi 'Motherland' por tanto tempo."

5. A identidade do narrador do prólogo

wakanda

Diferente do que muitos fãs podem pensar, o narrador do prólogo nem é T'Chaka, nem apenas uma voz genérica. O narrador era N'Jobu. Conforme Moore confirmou, a narração nada mais é que o personagem falando sobre Wakanda para seu filho. A princípio, o nome de Shuri também surgiu entre as possibilidades para a narração.

"Nós decidimos por N'Jobu contando a história a seu filho. Não era nossa primeira escolha, mas ficamos muito satisfeitos com ela. Espero que, após ver novamente o filme, os fãs pensem 'Ah, era ele que eu estava ouvindo, ok, isso é legal'. Eles eram todos viáveis e interessantes, mas, em termos de emoção, acredito que essa seja a melhor versão."

6. A inspiração para a morte e Ulysses Klaue

pantera negra

A decisão de Killmonger sobre matar Ulysses Klaue e, com isso, comprar sua entrada em Wakanda foi inspirada em ninguém menos que Bin Laden e Barack Obama. Segundo Coogler, ele ficou imaginando o que aconteceria se uma situação similar houvesse ocorrido com o ex-presidente dos Estados Unidos.

"Nós escrevemos isso quando Obama estava na presidência, então meio que há um paralelo com Bin Laden aqui. E se outra pessoa tivesse capturado Bin Laden em vez de Obama? Para T'Challa, é importante que seja ele a capturar esse cara, é importante para seu país. Aí, outra pessoa faz isso joga na cara dele."

7. A fala de T'Challa na ONU foi inspirada em um provérbio africano

pantera negra onu

A cena apresentada entre os créditos do filme traz T'Challa na Organização das Nações Unidas (ONU) passando uma forte mensagem.

"Em tempos de crise, os sábio constroem pontes, enquanto os tolos constroem barreiras."

Embora as atuais ações do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, tenham levado os espectadores a relacionar a fala à política americana, a declaração de T'Challa foi, na verdade, baseada em um provérbio africano encontrado pela esposa de Coogler, conforme o diretor confirmou.

"Nós estávamos procurando provérbios africanos para usar no discurso e achamos esse. Esse ditado é tão antigo que várias tribos africanas o usam. É um provérbio muito comum no continente."

8. O discurso na ONU quase foi a cena final do filme

pantera negra

A cena do discurso de T'Challa na ONU por pouco não foi a cena final do filme. Coogler afirmou, durante o podcast, que gosta de filmes que terminam onde começaram.

"Nós tentamos várias diferentes cenas para finalizar o filme. Voltamos para a mais emocionante. Quem emociona mais, aquele menino ou as pessoas sentadas na ONU? Para quem aquilo é mais importante?"

9. Por que gravar em Oakland?

killmonger

Além de Wakanda e Coreia do Sul, Oakland também foi uma das principais locações. Além de ser a cidade-natal de Coogler, Oakland tem grande importância tanto para Erik Killmonger quanto para seu pai.

"Nos anos 1990, onde poderíamos colocar o pai de Erik? Um espião de Wakanda poderia ser exposto a esses pontos de vista? Não são pontos de vista radicais, mas ele sendo de Wakanda e sendo exposto a eles, poderia leva-lo às escolhas que tomou. Oakland foi isso."

O diretor revelou ainda que Tupac Shakur foi uma grande inspiração para o filme e para a escolha da cidade.

"Nós queríamos trazer a energia de Tupac para um filme da Marvel. Foi lá que Tupac passou boa parte de seu tempo."

10. Por que apresentar o Pantera Negra em Capitão América: Guerra Civil?

pantera negra guerra civil
Simples: para, no filme solo do herói, fugir de histórias clichês de origem. Segundo Moore, Pantera Negra começou a ser desenvolvido em 2010 com um roteirista muito talentoso. Mas logo eles perceberam que estavam caindo na familiar e previsível estrutura de filmes que contam a origem de heróis.

"Nós vimos uma oportunidade de apresentar o personagem de uma forma diferente que tanto serviu para aquele filme [Capitão América: Guerra Civil], como foi uma ótima maneira de trazer o personagem e nos permitiu fazer um filme [solo] que poderia pular toda essa parte de origem e apenas contar uma história legal."

Pantera Negra segue em cartaz nos cinemas.

TChalla e Shuri