Em sua segunda temporada, a série animada Rick and Morty chega com ainda mais piadas, referências e easter eggs acerca da vida, o universo e tudo mais. Confira todas as menções feitas à cultura pop que encontramos nessa temporada.

Ep. 1 - Fratura Temporal (A Rickle in Time)

A rickle in time

Referência do título do episódio: O livro Uma Dobra no Tempo (A Wrinkle in Time) da escritora Madeleine L'Engle.

Logo no início do episódio Rick faz uma referência a um tal "Redgren Gumbholdt". Contudo, é uma referência inventada. Trata-se de uma crítica aos próprios fãs da série que acreditam entender e perceber todas as referências nos episódios, mesmo quando não existe uma (e este artigo está indo na contramão do que ele critica).

O agente temporal é uma referência às criaturas langoliers da mini série de TV Uma Fenda no Tempo (The Langoliers, 1995) baseado em um livro de Stephen King. O modo como esse agente viaja no tempo é muito semelhante ao modo utilizado na série de filmes Exterminador do Futuro (Terminator, 1984-2015).

O gato de Schrodinger é um experimento teórico de mecânica quântica para exemplificar o princípio da incerteza. Muito resumidamente, o experimento é o seguinte: o gato está preso em uma caixa junto de isótopo radioativo de um elemento que pode ou não matá-lo dentro de um período de tempo. Enquanto não abrirmos a caixa para ver como está o gato, ele pode ser considerado vivo e morto ao mesmo tempo.

O cientista agredido na cena pós-créditos é Albert Einstein.

Ep.2 - Expresso da Meia-noite (Mortynight Run)

Mortynight run

Referência do título do episódio: O filme Fuga à Meia-Noite (Midnight Run, 1988).

O arcade Blips and Chitz que Rick e Morty vão é uma referência à franquia de arcades Dave & Buster's.

A frase usada por Peido, o ser gasoso de outra dimensão, para ser libertado pode ser uma referência ao "Would you kindly" dito no vídeo game BioShock. Tanto a voz e a canção de Peido são referências ao cantor David Bowie. Já a animação psicodélica de seu número musical é uma referência ao trabalho do animador Vincent Collins.

Ep.3 - Assimilação Autoerótica (Auto Erotic Assimilation)

Auto erotic assimilation

Referência do título do episódio: Uma piada com o termo "asfixia autoerótica".

Na cena antes da abertura, Rick faz uma menção aos facehuggers, a primeira fase da vida dos xenomorfos do filme Alien - O Oitavo Passageiro (Alien, 1979).

Os alienígenas sob controle da Unidade gritam e apontam como no filme Os Invasores de Corpos (Invasion of the Body Snatchers, 1978), esse gesto também é repetido pelo personagem Beta Seven.

Beta Seven possui o design bastante semelhante aos borgs de Star Trek, que também possuem uma mente coletiva.

No porão de Rick existem duas silhuetas que parecem Cthullu e um xenomorfo em desenvolvimentos, ambos estão em jarros.

Morty repete a frase "Não há lugar como o nosso lar" do filme O Mágico de Oz (The Wizard of Oz, 1939), e uma das notícias na TV faz referência ao filme Cara, Cadê meu Carro? (Dude, Where's my Car?, 2000)

A série que Rick pede para Unidade cancelar e trazer de volta várias vezes é uma referência descarada a Community (Community, 2009-2015), série criada por Dan Harmon, uma das mentes por trás de Rick and Morty.

Ep.4 - Parasitas Invasores Alienígenas (Total Rickall)

Total Rickall

Referência do título do episódio: O filme O Vingador do Futuro (Total Recall, 1990).

A premissa desse episódio de descobrir quem é o parasita alienígena entre as pessoas dentro da casa é bastante similar ao filme O Enigma de Outro Mundo (The Thing, 1982). Além disso, existe uma quantidade absurda de personagens que fazem referências a outras obras. A seguir estão aluns que percebemos:

Primo Nick se refere ao filme Perdidos na Noite (Midnight Cowboy, 1969). Outros que aparecem são: O Monstro de Frankesntein do livro de Mary Shelley, William Shkespear, Cleopatra, uma versão do Oscar da Vila Sésamo, Elvis, William Wallace de Coração Valente, Carmen Miranda e um jogador do Harlem Globetrotters.

A cena dos sonhos de Summer é em referência a Uma Aventura Lego (The Lego Movie, 2014).

O filme do Tom Cruise que Rick tenta fazer referência é Cocktail, de 1988.

O arsenal de Rick possui algumas armas muito semelhantes às armas dos jogos Halo.

Ep.5 - Planeta Música (Get Schwifty)

Show me what you got!

A referência óbvia é o programa que as cabeças gigantes fazem com que a Terra participe, fazendo alusão à programas de talento como American Idol, X-Factor e America's Got Talent.

O personagem que é executado com balões e possui a placa "Ladrão" no pescoço é um dos criadores da série, Justin Roiland.

Na cena pós-créditos, Water T atira contra os numerais 6 e 7, uma referência ao álbum 6's and 7's do rapper Tech N9ne.

Ep.6 - Bateria Esgotada (The Ricks Must Be Crazy)

That's slavery with extra steps!

Referência do título do episódio: O filme Os Deuses Devem Estar Loucos (The Gods Must Be Crazy) de 1980.

A morte da primeira pessoa que a nave de Rick mata é uma referência a morte de um personagem do filme Cubo (Cube, 1997).

O design das construções presentes no miniverso é uma referência aos trabalhos do arquiteto Frank Lloyd Wright.

Os sapatos-esquis de Rick são uma referência ao desenho animado dos anos oitenta Inspetor Buginganga (Inspector Gadget, 1983-1985).

A frase dita pela aranha gigante telepata é uma referência ao romance em versos, Marmion, do escritor Sir Walter Scott. 

Ep.7 - Confusão em Little Sanchez (Big Trouble in Little Sanchez)

Little Riiiick!

Referência do título do episódio: O filme Os Aventureiros do Bairro Proibido (Little Trouble in Little China) de 1986.

Nesse episódio há mais uma referência ao filme alien, trata-se da representação da percepção que Jerry tem de sua esposa, um monstro preto de cabeça alongada muito parecido com um xenomorfo.

Pequeno Rick chama seus netos de "Meus Helsings", isso é em referência ao peronagem Dr. Abraham Van Helsing, um caçador de vampiros do livro Drácula de Bram Stoker.

O professor Feratu possui esse nome em referência ao filme de vampiro Nosferatu, de 1922. 

O desenho que Pequeno Rick faz de si mesmo em um pedido de socorro se parece com a primeira versão de design do personagem Rick Sanchez.

A percepção divina que Jerry tem de Beth é baseada no deus Brahma do hinduísmo.

Em um dos computadores do Instituto de Aconselhamento de Casais é possível ver a imagem de Bill Cypher, um vilão da série animada Gravity Falls.

Ep.8 - TV Interdimensional (Interdimensional Cable 2: Tempting Fate)

Plumbus, everybody has one

Mais uma referência ao Alien! No hospital, um dos pacientes possui um facehugger agarrado à sua cabeça.

O programa que eles estão assistindo, o Como fazem isso, é uma referência ao programa real O Segredo das Coisas (How It's Made, 2001-2017) do Discovery Channel.

O programa do Homem-Polvo é uma paródia a super-heróis como o Homem-Aranha.

Ep.9 - Olha Quem está Expurgando Agora (Look Who's Purging Now)

Taddy Mason

Referência do título do episódio: O filme Olha Quem Está Falando Agora (Look Who's Talking Now,1993).

O episódio inteiro é uma baseado no filme Uma Noite de Crime (The Purge, 2013) que é citado por Rick.

Ep.10 - Casamento intergalático (The Wedding Squanchers)

Squanch you later

Referência do título do episódio: O filme Penetras bons de bico (Wedding Crashers,2005).

Um dos pratos servidos durante o casamento é uma cabeça de macaco, referência direta ao filme Indiana Jones e o Templo da Perdição (Indiana Jones and the Temple of Doom, 1984).

Os pais de Tammy são baseados nos personagens Número 6 e Gaius Baltar da série Battlestar Galactica, que foi exibida entre 2005 e 2009. A voz original em inglês é feita pelos atores Tricia Helfer e James Callis que interpretaram esses personagens. 

Gostou dessas referências? Tem alguma que você notou e que não listamos aqui?