Precisamos falar da transformação de David Mazouz em Batman

O episódio “The Gentle Art of Making Enemies” marcou em definitivo a série Gotham com o nascimento do Batman. O primeiro passo na transformação de Bruce Wayne no super-herói aconteceu pela interpretação fantástica de David Mazouz.

Confira agora todos os detalhes do episódio que mostraram a criação do Morcego.

Atenção: artigo com spoilers para o episódio 14 da temporada 3.

Todo o treinamento de Bruce levou a este momento

Bruce Wayne

Quando Bruce perdeu seus pais, ele encontrou um refúgio no treinamento de combate com Alfred. Se inicialmente o motivo era a sua proteção pessoal, agora ficou claro que Bruce já há muito atingiu esse objetivo.

No episódio 14 da terceira temporada, o seu treinamento deu provas de eficácia quando Bruce enfrentou Jerome. O Filho de Gotham mostrava agora a sua determinação e engenho, surpreendendo até seu próprio inimigo.

O nascimento do Batman (só podia acontecer com o Coringa)

Bruce e Jerome

Embora na série nunca tenham realmente chamado Jerome Valeska de Coringa, o público sempre o viu dessa forma. Os produtores de Gotham disseram em vários momentos que ele seria uma inspiração para o futuro Palhaço do Crime, mas isso parece ter mudado com a interpretação sensacional de Cameron Monaghan.

Assumindo que Jerome é o Coringa, faz todo o sentido que o grande confronto que dá origem ao Batman seja com esse vilão. O mestre criminoso da gargalhada é o inimigo mais icônico do Morcego – e o mais popular também junto dos fãs.

A explosão da raiva latente de Bruce

Jerome

Durante o confronto na Sala de Espelhos, Bruce consegue dominar Jerome, subindo para cima dele e batendo violentamente no vilão sem um pingo de piedade. Conseguimos ver toda a explosão de raiva do garoto a cada soco, e os olhos de David Mazouz não o traem: ele realmente encarnou toda essa revolta do personagem.

Jerome não consegue evitar rir com o que está acontecendo; afinal, ele está transformando Bruce em algo que ele nem mesmo tinha anteriormente enxergado. A capacidade de violência do herdeiro Wayne é arrepiante, com a câmera não desviando do rosto sangrento do Jerome enquanto a sua cara vai sendo literalmente removida por Bruce – soco após soco.

A dinâmica e química entre Cameron Monaghan e David Mazouz sempre foi visível, mas atingiu um novo nível em “The Gentle Art of Making Enemies”. Os dois atores funcionam de forma perfeita juntos e não é possível desviar o olhar por um segundo desses dois.

A primeira regra: não matar

Bruce Wayne

Ainda na Sala de Espelhos, Bruce agarra um pedaço de espelho quebrado e vemos o quanto ele queria matar Jerome. Ele está quase fazendo isso quando se olha no espelho e vê o seu reflexo transfigurado; fica claro que ele não reconhece o garoto que olha de volta para ele com a maquiagem de palhaço e a vontade de matar em seus olhos.

Bruce vê aquilo em que se poderá tornar: um vilão. Jerome vê o mesmo e sua alegria demente é quase total com o mocinho a um passo de se transformar em alguém como ele mesmo.

O Filho de Gotham não cede ao seu impulso assassino e, mais tarde, revive o momento com o sempre fiel Alfred. Um dos mais importantes diálogos da série acontece nesse momento, com Alfred e Bruce criando a primeira regra para o futuro herói: não matar.

Uma das regras mais icônicas do Batman pode ter sido ignorada ou contornada em outras adaptações do super-herói, mas Gotham promete resgatar essa ideia tão essencial ao personagem.

Uma missão maior

Batman

Ao longo das 3 temporadas de Gotham que assistimos a Bruce Wayne lidar com diferentes crimes, enigmas e mistérios. Após esse episódio, é possível dizer que uma missão maior surgiu na vida do futuro Batman.

Na sua batalha pela alma da cidade, Bruce e Jerome tiveram um duelo também mental: existem ou não heróis em Gotham? Bruce mostrou que sim e ele está pronto para assumir esse papel, e com o apoio de Alfred.

Novamente, David Mazouz mostrou a sua maturidade enquanto ator ao interpretar com sobriedade na medida certa. O olhar contido mas feito de aço aliado a um domínio da voz (ocasionalmente até falando com a tradicional “voz de Batman") mostraram que esse é definitivamente o Batman que os fãs merecem.

Gotham retorna em 24 de abril com um novo Bruce Wayne – e nunca a espera foi tão sofrida para os fãs.