Precisamos falar sobre a relação de David e Sydney em Legion

Em "Chapter 3", a relação de Sydney e David progrediu significativamente e cada vez mais o casal parece feito um para o outro. Neste artigo vemos o que torna Sydney perfeita para David e o que torna essa relação tão fascinante para quem assiste.

David, o homem fragmentado

Legion

David Haller é alguém definido pela fragmentação da sua personalidade, um personagem assombrado por memórias traumatizantes e monstros que assumem diferentes formas.

Em "Chapter 3", o artista da memória Ptonomy questiona David: “o que é você?” Essa é uma pergunta que persegue o mutante desde criança. David cresceu lutando contra as suas visões, caiu no vício e escapismo das drogas, mas durante todo esse tempo ele fugia de algo que ele mesmo desconhecida: o seu extraordinário subconsciente.

Conheça a origem e história do Legião nos quadrinhos

Sydney, a garota sem corpo

Sydney

O poder de Sydney pode parecer uma maldição: quando alguém a toca, ela troca de corpo com essa pessoa durante um período limitado. Contudo, no episódio 3, a mutante parece estar em paz consigo mesma e com o seu superpoder.

Sydney descreve a David o que é possuir essa capacidade e revela que não vê o corpo como sendo seu. Para ela, o seu corpo é uma porta de entrada e saída que pode ser usada por qualquer um, algo que a faz sentir como separada da sua própria pele.

O que Sydney aprendeu com isso foi algo extraordinário: quando outros duvidam da existência da alma, ela sabe que existe e é com a sua alma que se define. Como a própria diz: “onde quer que eu vá, sou eu.”

Saiba mais sobre Sydney Barrett

O que David pode aprender com a namorada

Sydney e David

A calma e aceitação de Sydney dos seus poderes são ensinamentos valiosos para David. O mutante vive em uma luta constante contra si mesmo, algo perfeitamente compreensível mas também extremamente perigoso. Não aceitar quem é e aquilo de que é capaz, é também não saber controlar o seu dom e permitir o domínio de outros.

A segurança de Sydney sobre a sua identidade, independentemente do corpo que habite, é fundamental para David. Onde quer que vá, a sua namorada tem uma âncora em si mesma e nada desvia ela do seu eu. O futuro Legião (como o próprio nome indica) precisa de encontrar essa âncora em si mesmo, afastando as vozes reais e imaginárias e escutando a sua própria voz.

Vivendo experiências em conjunto

Legion

“Chapter 3” revelou a capacidade de Sydney compartilhar experiências e visões com David, algo que não tinha acontecido com mais ninguém.

Quando David estava sendo novamente sujeito a procedimentos científicos, a ideia da sua irmã estar sendo estuprada pela Divisão 3 lançou ele em um ataque de fúria. O mutante revelou o poder da levitação e sua raiva fez ele perder o controle até Sydney ir ao seu encontro. Quando viu a namorada e ela mostrou não recear, David conseguiu se projetar astralmente para junto da irmã e levou consigo Sydney.

Durante o episódio assistimos também Sydney enxergando o Diabo Com Olhos Amarelos e o protagonista do livro infantil de terror. Nem Ptonomy nem Melanie conseguem ver esses seres, mesmo estando a compartilhar as memórias com David.

O fato de Sydney estar vivendo estas experiências e visões do namorado mostra que a união dos dois está cada vez mais profunda. David sempre descreveu este tipo de situações como algo de um mundo inteiramente seu. Mas agora, Sydney pode vir a ter um papel importante para o desvendar do mistério que é David.

Confira 5 easter eggs impressionantes do episódio Chapter 3!

O fascínio por esse casal

David e Sydney

Algo inegável para o fascínio por esse casal é a química fantástica entre os atores Dan Stevens e Rachel Keller. As cenas em que estão juntos mostram o quanto eles foram a escolha acertada para interpretar um casal complexo como o dos seus personagens.

Como história de amor, a série poderia ter optado por uma via mais trágica ou turbulenta como a da Vampira dos X-Men. Mas Sydney e David se complementam de uma forma singular, com ela trazendo o melhor dele e, consequentemente, ele entendendo e aceitando a natureza do seu amor.

Para um casal que não pode se beijar ou abraçar, as suas cenas são repletas de uma intimidade palpável. O “romance da mente”, como David descreveu, está se tornando cada vez mais um dos pontos fortes da Legion e já não conseguimos imaginar ele sem ela.

É fã desse casal? Compartilhe conosco a sua visão sobre eles em nosso grupo de Legion no Facebook!