Anti-heróis: os personagens que nos lembram que o mundo não é nem preto nem branco, é feito em tons de cinza. Caminhando na linha tênue entre o herói e o vilão, essas são nossas 10 escolhas de anti-heróis mais impactantes do mundo dos quadrinhos.

10. V

V de Vendetta

V é a personificação de que os fins justificam os meios. V sofreu na pele graves injustiças por poderosos que tornaram a Grã-Bretanha uma ditadura.

Quando V se transforma na figura que o conhecemos, nada vai fazê-lo parar de punir os culpados e destruir o governo totalitário. Suas ações são ilegais, claro. Mas a violência com que as perpetua faz muitos questionarem a moral de V.

Os seus métodos fascinam e assustam ao mesmo tempo, deixando a pergunta no ar: V é um herói ou um terrorista?

9. Elektra

Elektra

Elektra Natchios foi uma das primeiras mulheres das HQs escritas na categoria anti-herói. Sua personalidade perigosa e instável a tornam tanto uma possível aliada como inimiga.

Já lutou várias vezes contra heróis, incluindo seu amor Matt Murdock. Mas também os salvou outras tantas vezes. Elektra é explosiva e impulsiva, mas sua essência é mista, variando conforme as situações.

8. Rorschach

Rorschach

O senso de certo e errado em Rorschach é tão forte que se torna a única coisa que importa. A moral do vigilante justifica tudo, mesmo que isso signifique torturar e assassinar de forma insana os criminosos.

Ele se considerava acima da lei, mas acabou dentro da prisão devido aos seus métodos violentos. Mesmo quando o Governo passou a regular as atividades dos super-heróis, Rorschach ignorou e continuou praticando a sua justiça impiedosa.

Seu nome verdadeiro é Walter Kovacs, mas ele se recusa a aceitar que é um homem normal. Apesar da sua elevada moral, a sua insanidade faz dele alguém verdadeiramente perigoso.

7. Lobo

Lobo

Sádico, louco e selvagem: deêm as boas-vindas a Lobo! O anti-herói da DC é popular entre os fãs, apesar de (ou por causa disso mesmo) ser realmente bárbaro.

Nada parece violento demais para Lobo e ele adora se divertir fazendo o errado. A adoração dos fãs por seu jeito sarcástico e polêmico o tornaram um anti-herói, apesar de suas ações típicas de vilão.

6. Spawn

Spawn

Mais um anti-herói que acredita em fazer justiça brutal pelas próprias mãos. Al Simmons (o nome original de Spawn) já morreu e esteve no Inferno, e só voltou ao mundo dos vivos depois de um pacto com um demônio. Esse acordo mudou sua aparência e seu nome, para parecer um ser infernal – Spawn.

De volta à Terra e com sua nova identidade, esse anti-herói continua lutando contra as injustiças, mas segundo suas próprias (e violentas) regras.

5. Capuz Vermelho

Capuz Vermelho lutando contra Batman

Antes de se transformar em Capuz Vermelho, Jason Todd era o Robin de Batman. Após ser morto pelo Coringa, Todd ressuscitou e adotou uma identidade longe dos ideais do seu antigo mentor.

Capuz Vermelho é um assassino, matando os criminosos de Gotham sem piedade. Os seus atos são justificados como punições à altura dos crimes cometidos e a inocência do antigo Robin está perdida nas sombras de Gotham.

4. Mulher-Gato

Mulher-Gato

Seu caminho entre a luz e a escuridão é comparável a sua turbulenta paixão por Batman. Um ícone das páginas do Morcego, Selina Kyle era originalmente uma vilã, mas percorreu uma longa jornada desde seu início.

A Mulher-Gato não está nem aí para a lei e tem seu próprio código de honra, protegendo os mais fracos, desde que isso não interfira com seus planos. Selina é uma anti-heroína por excelência, sendo típico ver ela fazendo a coisa certa mas com métodos ilegais.

Uma personagem com um bom coração, cujo instinto de sobrevivência a faz pensar duas vezes antes de se arriscar pelos outros.

3. Wolverine

Wolverine

Wolverine é o mutante mais popular dos X-Men e também o mais mortífero. Personificando uma arma letal sem limites, Logan tem seu passado manchado por guerra e banhos de sangue.

Os seus instintos animais, o seu superpoder de cura e suas garras terríveis fazem dele a perfeita máquina da morte. E por isso mesmo foi usado por outros em experimentos, que só intensificaram sua sede de vingança.

Conhecido por sua obstinação, Wolverine é altruísta e procura fazer o melhor pelos outros, mesmo que isso o prejudique. A Marvel explorou com frequência os dois lados de Logan: herói e professor dos X-Men, ou o assassino que destrói quem for preciso para manter o mundo um lugar mais seguro.

2. Justiceiro

Justiceiro

Com um nome como Justiceiro, só poderíamos falar de um verdadeiro anti-herói. Frank Castle não só assassina qualquer criminoso que acha que merece a morte, como ele realmente gosta do ato de matar.

Um veterano de guerra cuja família foi assassinada por criminosos, Castle é um homem sem nada a perder. Depois dessa tragédia, Frank se transforma em Justiceiro e decide “limpar” a sua cidade, um fora-da-lei por vez.

Da brutalidade da guerra para o combate nas ruas, o Justiceiro vive permanentemente como um soldado em campo de batalha. Ele não acredita em meias medidas, e os fãs das HQs o adoram porque ele faz o que outros heróis não estão dispostos a fazer.

Popular e polêmico, o Justiceiro é um dos favoritos do público devido a sua personalidade e histórias épicas cheias de violência.

1. Deadpool

Deadpool

Violento? Sim! Meio insano? Sim! Personalidade carismática? Sim! Deadpool cumpre todos os requisitos de um anti-herói e junta sua própria marca de humor negro que tanto sucesso fez nos cinemas.

O Mercenário Tagarela é um ser à parte dos demais com sua capacidade de falar diretamente com o leitor. É verdade: Deadpool sabe que é um personagem nos quadrinhos, quebrando assim a chamada “quarta parede”.

Deadpool faz o que quer, seja ajudar os vilões ou os heróis e sua regra número 1 é não ter qualquer regra. Ele tem a capacidade de ser alguém decente e já fez muitas boas ações, mas também se juntou aos vilões quando foi conveniente. A sua imprevisibilidade, irreverência e humor o tornam um dos anti-heróis mais amados das HQs.

Para ele não tem problema em matar quem for preciso, desde que seja pago ou consiga umas boas gargalhadas com isso. Deadpool vive insanamente, fruto da sua condição de praticamente imortalidade.