Star Trek Discovery: conheça a obscura Seção 31

A temporada 2 de Star Trek: Discovery trouxe novos aliados e novas ameaças à tripulação da USS Discovery, incluindo o retorno de uma das organizações mais bem escondidas da Galáxia: a Seção 31.

Na verdade, esse grupo de espionagem sempre existiu desde os primórdios da Federação, mas qual é seu verdadeiro objetivo?

Conheça a Seção 31 e seu papel na franquia!

O que é a Seção 31

secção 31

Oficialmente, a Seção 31 não existe, mas de forma não oficial, é uma organização clandestina dedicada a proteger os interesses da Federação através de formas duvidosas.

O nome vem do original Charter da Frota Estelar, mais concretamente o seu Artigo 14, Seção 31, que permite que medidas extraordinárias possam ser tomadas em tempos de ameaças extremas.

E, alegadamente, a existência da Seção 31 é um segredo bem guardado, apesar de seus oficiais poderem ser identificados por seus emblemas pretos únicos na Frota Estelar.

A organização tem também licença para matar e é possível tomarem qualquer ação que achem ser necessária para a salvaguarda da Federação. Seu objetivo principal é a paz galática, mas eles acreditam que isso vem através de vigilância constante e por vezes de medidas moralmente questionáveis.

Em uma cena bônus do último episódio da temporada 1 de Star Trek: Discovery, um dos operativos da Seção 31 já havia mencionado que a organização tinha mais recursos que a própria Federação.

E, na verdade, durante os eventos de Jornada nas Estrelas: Deep Space Nine no futuro, esta já terá agentes trabalhando a todos os níveis na Frota Estelar.

A Seção 31 na franquia

Quem não for um verdadeiro aficionado do universo Jornada nas Estrelas, pode ver com curiosidade esta organização secreta, mas na verdade ela já está estabelecida na franquia há décadas.

Em Jornada nas Estrelas: Deep Space Nine

deep space nine

A Seção 31 foi introduzida em Jornada nas Estrelas: Deep Space Nine, quando alguns agentes tentaram recrutar o Doutor Julian Bashir. O personagem ficou horrorizado com a falta de vigilância que a organização teria e inicialmente recusou a oferta. Mas foi persuadido a aceitar por Sisko e Odo, que tinham como objetivo expor e destruir o grupo secreto.

Eles provaram ser uma força perigosa, ao infectar Odo com um vírus artificial, na esperança que ele o transmitisse aos Fundadores. Além disso, a Seção 31 estaria também a trabalhar nas sombras tentando neutralizar a nação Romulana.

Em Jornada nas Estrelas: Enterprise

enterprise

A Seção 31 foi também mencionada em Jornada nas Estrelas: Enterprise, revelando que a organização existia desde os primórdios da Federação. Embora o nome “Seção 31” nunca tenha sido usada durante essa fase, o Charter foi mencionado, e, em entrevistas, o elenco confirmou acreditar que esta seria uma organização secreta.

A Seção 31 mais tarde ajudou também a tripulação da USS Enterprise a expor um grupo terrorista humano em Terra Prime, que ameaçava a integridade da Federação com suas visões xenófobas.

Na cronologia Kelvin

kelvin

Uma versão da organização também apareceu na telona, na realidade alternativa de J.J. Abrams. Em Star Trek: Além da Escuridão, a Seção 31 era liderada pelo Almirante Alexander Marcus e foi a responsável por acordar Khan da criostática.

Kirk falou abertamente contra a agenda da Seção 31 durante um serviço público, se colocando assim como inimigo da organização secreta.

Em Star Trek: Discovery

discovery

Na verdade, a Seção 31 tem estado a operar nas sombras de Star Trek: Discovery já por algum tempo. Houve pistas que indicaram que a própria USS Discovery seria um projeto da organização, o que explica os seus recursos quase ilimitados e a liberdade dada ao Capitão Lorca. De facto, na temporada 1 foi visto um emblema preto da Seção 31 e é certo que devem existir agentes dentro da nave estelar.

Embora em Star Trek: Discovery os membros recrutados como Georgiou e Ash tenham passados diversos e obscuros, os agentes que apareceram em séries anteriores eram conhecidos por serem extremamente dedicados à organização, aceitando cometer suicídio para não arriscar se exporem ou de forma a avançar sua causa.

Como vai a Seção 31 voltar ao segredo?

discovery

A Seção 31 sendo uma organização secreta e clandestina durante toda a franquia, parece muito exposta na temporada 2 de Star Trek: Discovery. Na verdade, todo mundo parece saber de sua existência.

No futuro, em Jornada nas Estrelas: Deep Space Nine, sabemos que é rara a pessoa que ouviu falar da organização antes de Luther Sloan tentar recrutar o Doutor Bashir. Isso é muito diferente do que vemos em Star Trek: Discovery, com Leland, Georgiou e Tyler trabalhando abertamente com Pike, Burnham e a Almirante Cornwell.

As décadas que separam as duas séries podem explicar o que irá acontecer à organização, mas é difícil perceber como para já. Apesar da tripulação da USS Discovery e do Império Klingon de L’Rell saberem que ela existe, Star Trek: Discovery vai ter que conseguir explicar como a organização não-canônica vai retornar às sombras.