O coração de Hogwarts: 7 razões para admirar a Casa Lufa-Lufa

Ah, ser Lufano! A Casa de Hogwarts que durante anos sofreu a pior reputação de todas e da qual ninguém queria ser. Lufa-Lufa era considerada por muitos como a Casa daqueles sem personalidade, sem valentia ou sem astúcia.

Mas como eles estavam enganados. Pensar isso de um Lufano é não conhecer a história da Casa, e da própria escola de Hogwarts. Quem pode continuar pensando assim depois de assistir a Animais Fantásticos e Onde Habitam com o maravilhoso Lufano Newt Scamander?

Essa é a matéria que você vai mostrar quando quiser dizer orgulhosamente “sou de Lufa-Lufa”!

1. J.K. Rowling assumiu que Lufa-Lufa era sua Casa favorita

J.K. Rowling

A escritora desse mundo fantástico é Grifinória mas sua admiração vai para a Casa do texugo. Ela explicou que seus motivos estavam relacionados com a Batalha de Hogwarts:

“Os Lufanos, praticamente todos eles, ficaram – tal como os Grifinórios. Os Grifinórios têm muitas pessoas imprudentes e que gostam de dar nas vistas. Eu sou Grifinória, eu posso dizer isso. Sabe, existe coragem e existe exibicionismo, e por vezes, os dois vão junto. Os Lufanos ficaram por uma razão diferente. Eles não estavam tentando se mostrar, eles não estavam sendo precipitados. Essa é a essência da Casa Lufa-Lufa.”

Os Lufanos podem ser tão corajosos quanto os Grifinórios, mas não o são pelo reconhecimento. Eles agem por que faz parte da sua natureza agir por uma causa nobre.

2. Um Lufano é leal como ninguém

Tonks e Lupin

Ter um amigo Lufano é ter alguém ao seu lado capaz da maior dedicação. Os alunos de Lufa-Lufa valorizam profundamente a lealdade e são ferozmente dedicados às suas relações pessoais. Por vezes, eles mesmos se prejudicam ao fazerem de tudo para não magoar os sentimentos dos outros.

Para um Lufano, o outro está sempre em primeiro lugar. Eles são cuidadores por excelência e a sua natureza se completa com as relações com os que amam.

3. É essencial o esforço no trabalho

Newt Scamander e Frank

Em tudo o que um Lufano faz, ele deixa muito de si. Com sua dedicação inata, qualquer trabalho é encarado como uma tarefa onde se deve dar o máximo possível. Seja na escola ou no trabalho, um Lufano se sente realizado quando se esforça e dá o seu melhor.

A isso está também associado a sua filosofia de jogar limpo; para alguém de Lufa-Lufa, trabalhar arduamente é a única forma de conquistar algo. Graças à sua honestidade, um Lufano tem horror a colar numa prova ou ficar com os créditos de algo que não fez.

4. Helga Hufflepuff ensinou a aceitar todos como iguais

Helga Hufflepuff

A fundadora da Casa Lufa-Lufa teve suas palavras imortalizadas na Canção do Chapéu Seletor: “Ensinarei a todos e os tratarei como iguais”. Essa se tornaria a tradição dentro da Casa do texugo, que valoriza cada um dos seus alunos.

Lufa-Lufa não faz distinção entre um filho de trouxas ou o mais nobre dos herdeiros de uma linhagem de feiticeiros. Todos são bem-vindos e a todos é ensinado o respeito e aceitação dos seus colegas.

Isso faz com que os Lufanos estejam menos suscetíveis de seguirem estereótipos ou fazerem julgamentos precipitados.

5. Despretensiosos nas suas conquistas

Cedric Diggory

Algo que une os Lufanos é a sua modéstia perante as suas conquistas. Como eles não buscam o reconhecimento pelas suas ações, é fácil esquecer ou nem saber tudo aquilo que fizeram de meritório.

Muito da sua reputação negativa tem como origem esta modéstia, tão característica dos Lufanos. Eles se preocupam em fazer um trabalho caprichado, não em receber uma medalha. Pense assim: um Lufano não vai fugir do reconhecimento se ele surgir, mas também não o busca ativamente.

6. O texugo é a melhor representação da Casa

Lufa-Lufa

Com serpentes, águias e leões como as mascotes das outras Casas, é fácil pensar que um texugo não é tão feroz ou imponente. Mas esse pequeno animal representa na perfeição o espírito dos Lufanos.

O Perfeito Gabriel Truman, de Lufa-Lufa, descreveu o texugo como “um animal que é frequentemente subestimado porque vive tranquilamente até ser atacado. Mas quando provocado, pode lutar com animais muito maiores que ele, incluindo lobos.”

Tal como o texugo, os Lufanos sabem como se defender com tudo o que for necessário – e podem até surpreender quem os ataca. Não é por serem ponderados e amigáveis que vão deixar um ataque sair sem resposta. Afinal, até a paciência de um Lufano tem limites!

7. É a casa com menos feiticeiros de magia negra

Sala Comum Lufa-Lufa

De todas as Casas de Hogwarts, é Lufa-Lufa quem pode se orgulhar de ter o menor número de bruxos das artes das trevas. Os motivos para entender isso estão justamente na essência bondosa e pacífica dos Lufanos.

Desconfiamos que ter uma Sala Comum nas cozinhas da escola também é um fator a ter em conta. Na hora de escolher entre aprender um feitiço negro ou comer mais 1 ou 5 fatias do bolo de Caldeirão, você acha que um Lufano prefere o quê?