Crítica Animais Fantásticos e Onde Habitam: o retorno da magia

Finalmente chegou o dia da estreia de Animais Fantásticos e Onde Habitam! Descubra se o mundo místico de J.K. Rowling mantém a sua magia com a transição para um novo herói e novas aventuras. Leia nossa crítica sem spoilers.

A magia dos animais fantásticos

animais fantásticos 4 estrelas

Os animais fantásticos dão o título ao filme e são realmente o coração do longa. A sua diversidade e caracterização mostram o cuidado que houve na construção desta fauna mágica. Cada animal tem características únicas que são fascinantes de assistir na telona e a sua interação com os humanos garantem momentos de diversão genuína.

Pássaro-Trovão

Claro que tudo isto não seria possível se o CGI não fosse absolutamente impecável. Com efeitos especiais exemplares, o filme cria um balanço perfeito entre acreditarmos na veracidade desses animais sem se perder em movimentos espalhafatosos sem conteúdo.

Pode Newt Scamander ser o próximo Harry Potter?

Newt Scamander

Uma das grandes dúvidas em torno do filme é se a transição da história de Harry Potter consegue sobreviver com um novo personagem central. Harry Potter e Newt Scamander não podiam ser mais diferentes, desde a sua personalidade, motivações e história.

Você pode se perguntar: vou me interessar pela história do Newt como me interessei pela de Harry? E a resposta é sim. O drama na história de Harry Potter era bem mais pesado do que de Newt, mas com o magizoologista você entra em um mundo de aventuras fantásticas.

O respeito e cuidado pelas criaturas mágicas é algo central na vida de Newt Scamander, e existe uma mensagem forte sobre a preservação das espécies fantásticas. É interessante ver como a narrativa tradicional do herói no centro da ação foi modificada para um herói menos centrado em si mesmo e em sintonia com os outros.

Quarteto fantástico

Tina, Newt, Queenie e Jacob

Tal como Harry teve a ajuda e amizade indispensáveis de Hermione e Ron, Newt também vai se cercar de pessoas de valor. Pouco depois da sua chegada a Nova York, o magizoologista conhece, por acidente, Jacob Kowalski e as irmãs Tina e Queenie Goldestein.

Curiosamente, Jacob é o personagem do filme com a melhor caracterização e desenvolvimento narrativo. Ele tem o papel de representar o público trouxa, se maravilhando com o admirável mundo novo que se abre diante de seus olhos. Quando Jacob fica incrédulo mas entusiasmado por fazer parte do mundo mágico, ele está representando todos os Potterheads.

As irmãs feiticeiras Tina e Queenie são muito diferentes entre si, mas igualmente leais e corajosas. Tina é séria, esforçada e dedicada no seu trabalho, onde não encontra qualquer reconhecimento. Seu espírito crítico e talento para a investigação são grandes marcas da personagem. Por seu lado, Queenie é a sonhadora, adora flertar mas tem um grande coração, se destacando por seu otimismo.

A América de Newt é profundamente diferente de Hogwarts

Newt

Uma das coisas que marca maior distinção entre os filmes da saga anterior e Animais Fantásticos é a mudança de cenário e tom. Agora sem crianças liderando a história, o filme de Newt Scamander aborda diretamente temas pesados mas atuais, como a ameaça da guerra, perseguição e discriminação de minorias, e até o abuso infantil.

Se em Harry Potter existia sempre uma mensagem política de luta contra a repressão, em Animais Fantásticos isso é um tema central do filme. Já não estamos em uma escola mágica, agora mudamos para a Nova York dos anos 20 onde os bruxos vivem com medo, se escondendo, e nem relações com trouxas são permitidas.

A tensão entre a comunidade mágica e os trouxas é melhor representada pela autoritária Mary Lou Barebone, a criadora do movimento Sociedade Filantrópica Nova Salem. Em uma clara referência à caça às bruxas de Salem, esta nova sociedade busca alertar a população para a ameaça mágica que se esconde em solo americano.

O humor em destaque

Newt e Jacob

Felizmente, em um mundo onde o medo impera, o humor de Jacob é a poção mágica. Os feiticeiros de Nova York têm vidas cinzentas e a alegria é rara. A introdução do trouxa como amigo inesperado de Newt traz algumas das cenas mais cômicas de todo o filme, como brisas de ar fresco no ambiente soturno.

Curiosamente, Animais Fantásticos e Onde Habitam é o filme mais cômico do mundo mágico de J.K. Rowling. Raras vezes um longa de Harry Potter fez rir às gargalhadas, mas este filme consegue esse efeito – e é muito bem-vindo.

Ezra Miller surpreende e Colin Farrell deixa a desejar

Percival Graves e Credence Barebone

O tímido e reprimido Credence Barebone, interpretado por Ezra Miller, é um dos personagens que causa maior impacto no filme. O filho adotivo da terrível Mary Lou Barebone é um adolescente carente e traumatizado pela sua própria mãe adotiva e pela ideologia por ela imposta.

Com sua interpretação irrepreensível, Ezra Miller mostra por que é um dos atores que precisamos prestar atenção nos próximos anos.

Colin Farrel como Percival Graves é competente, mas deixa a sensação que não explorou todas as possibilidades que o personagem oferecia.

Veredito: 4 estrelas

Newt

Sabemos que nada existe de melhor para um Potterhead do que um filme de Harry Potter. Animais Fantásticos não é um filme de Harry Potter – e ainda bem. A saga desse bruxo terminou e agora começou a de Newt. Qualquer fã de magia e da escrita de J.K. Rowling não vai se decepcionar em seguir esta nova jornada.

Se você não é um grande fã deste universo mágico, mesmo assim vai se divertir e se maravilhar com as criaturas fantásticas.