Conheça as casas mais tradicionais de Game of Thrones

Existe um elemento que chama bastante atenção no mundo criado pela série de TV e nos livros de Game of Thrones, as Casas nobres das famílias de Westeros. Cada uma possui uma particularidade, um brasão único, lemas marcantes, castelos em lugares inusitados, histórias de fundação lendárias. Ou seja, é um elemento que dá um gosto especial para a série. Além de ser impossível de simpatizar com algumas dessas Casas. Selecionamos aqui as principais casas que governam os Sete Reinos. Confira!

Casa Mormont - Os resistentes ursos

Mormont

"Aqui Nós Resistimos"

A Casa Mormont é uma família antiga e nobre do norte de Westeros, juramentada e extremamente leal aos Starks. Contudo, não são uma Casa muito rica, devido a escassez de recursos naturais do norte. Sua fortaleza fica na Ilha dos Ursos, na Baía de Gelo, bastante próximos da Muralha. Portanto, são uma das primeiras defesas dos Sete Reinos contra uma possível invasão dos povos bárbaros.

Os Mormonts eram também uma das poucas famílias que possuíam uma arma ancestral de aço valiriano, a Garralonga. Essa espada, no entanto, foi presenteada a Jon Snow por Jeor Mormont, quando este era o Lorde Comandante da Patrulha da Noite.

Entre os membros notórios dessa família estão o já citado Jeor Mormont, o Velho Urso, que abdicou de sua posição como lorde em favor ao seu filho e assumiu um posto entre a Patrulha da Noite. Jorah Mormont, filho de Jeor, foi exilado de Westeros e perdeu seu título nobre após ser descoberto traficando escravos. Maege Mormont, a Mulher-Urso, Senhora da Ilha dos Ursos e líder dos Mormonts. A jovem Lyanna Mormont que aparece na série é uma das herdeiras de Maege.

Casa Bolton - Os torturadores do norte

bolton

"Nossas lâminas são afiadas"

Uma casa que possui uma reputação sinistra entre os Sete Reinos. Os Boltons são uma família nortista impiedosa e vingativa que possuem o costume de esfolar seus inimigos. Não perdem uma oportunidade de perpetuar essa fama, estampando um homem sem pele em seu brasão e batizando sua fortaleza de Forte do Pavor.

Os dizeres de sua casa, "Nossas Lâminas são Afiadas", é bastante ameaçador. Contudo, possuem um segundo dizer não oficial que é ainda mais aterrorizante: "Um homem nu possui poucos segredos, mas um homem esfolado não possui nenhum".

Apesar de possuírem uma longa e histórica rivalidade contra os Starks, os Boltons são uma das várias famílias nortistas que juraram fidelidade aos senhores de Winterfell. O que não os impediu de se aliar aos Lannisters e trair Robb Stark em sua campanha para se tornar o Rei do Norte, tomando o título de Guardião do Norte para si.

Notórios membros da Casa: Roose Bolton, o Lorde Sangue-Suga, que possui esse título pelo seu hábito de ter o sangue drenado por essas criaturas. É o patriarca e líder dos Boltons. Ramsey Bolton, antigamente um bastardo de sobrenome Snow, mas foi reconhecido como herdeiro por seu pai Roose. Ramsey é um rapaz impiedoso e sádico.

Casa Stark - Os lobos do inverno

stark

"O Inverno Está Chegando"

Uma das sete grandes Casas de Westeros, responsável por manter a ordem no Norte. Nos tempos antigos eles eram independentes e comandavam o norte com seus Reis do Inverno. Isso, no entanto, mudou com a conquista de Aegon Targaryen, e os Starks juraram lealdade ao recém-unificado Sete Reinos.

A fortaleza dos Starks é Winterfell e ele são uma das poucas Casas cujo dizer oficial é uma advertência e não uma vanglória. Também eram uma das casas a possuir uma lâmina ancestral de aço valiriano. No caso era uma espada enorme e pesada chamada Gelo. Essa espada foi tomada de Eddard Stark pelos Lannisters, que a destruiu para fabricar outras duas espadas valirianas.

Os Starks comumente possuem traços semelhantes entre si, apresentando faces longas, cabelos castanhos e olhos cinzentos. Também é comum que sejam melancólicos e frios. Acredita-se que alguns deles possuem "sangue de lobo", uma selvageria inata, por vezes associada aos troca-peles dos povos bárbaros de além da Muralha.

Eddard Stark, o Lobo Quieto, era o Lorde de Winterfell e Guardião do Norte no início de Game of Thrones. Ele morre ao descobrir a verdade acerca de Jeoffrey Baratheon, passando as responsabilidades do Norte para seus filhos. Seus filhos são, Robb, Sansa, Arya, Brandon, Rickon, e o bastardo Jon Snow.

Casa Greyjoy - O terror dos mares

Greyjoy

"Nós Não Semeamos"

Outra das grandes Casas de Westeros. Os Greyjoys são orgulhosos e habilidosos guerreiros do mar. Seu trono fica no castelo de Pyke, de onde governam as Ilhas de Ferro, um arquipélago de clima chuvoso e severo, de terreno rochoso que não possibilita o cultivo de muita coisa, e cercado por mares tempestuosos.

Seus dizeres "Nós Não Semeamos" refletem um traço da cultura local. Pois no passado costumam atacar e saquear o continente para conquistar comida, tesouros, mulheres e escravos para trabalharem no cultivo. Os Greyjoys e o povo das Ilhas de Ferro são os vikings de Game of Thrones.

As ilhas de Ferro também são conhecidas como a Terra dos Mil Reis, pois é dito que em seu navio, todo capitão é um rei. Isso também possui um paralelo em seu sistema de governo. Apesar dos Greyjoy estarem no comando da região, isso não é garantia de que o poder será passado para seus descendentes. Todas as famílias que se acharem no direito de tomar o título Senhor das Ilhas de Ferro podem se candidatar após a morte do último comandante. O mesmo deve ser feito pelo herdeiro Greyjoy. Contudo, ao longo dos anos, nenhuma outra Casa produziu tantos Senhores quanto a Greyjoy.

Ao início da série, Balon Greyjoy, um homem rancoroso e amargurado, está sob o comando das Ilhas de Ferro. Seu filho Theon é mantido como refém em Winterfell desde que Balon e as Ilhas de Ferro se rebelaram há anos atrás. Yara (Asha, nos livros) é a destemida filha que permanece ao lado de Balon. Euron Greyjoy, irmão de Balon, após anos distante das Ilhas de Ferro, surge para concorrer ao trono de Pyke contra sua sobrinha Yara. 

Casa Frey - Os reguladores da travessia

frey

Os Frey são uma nobre e rica família das Terras Fluviais, subordinadas ao comando da Casa Tully de Correrrio. Chegaram ao poder que possuem graças à astúcia de seus antepassados, que viram um ponto estratégico no Ramo Verde, um dos rios que compõe o Tridente. Lá construíram uma ponte e a protegeram com duas fortalezas idênticas, as Gêmeas, uma em cada extremidade da ponte.

As Gêmeas se tornaram uma passagem imprescindível em uma viagem entre o sul e o norte de Westeros, e através de favores e pedágios, os Freys conquistaram sua relevância no cenário político dos Sete Reinos. É por essa razão que o Senhor das Gêmeas também é conhecido pelo título de Senhor da Travessia.

Walder Frey é o atual Senhor da Travessia, e ainda parece que o será por muitos outros anos, apesar de sua idade extremamente avançada, beirando os noventa anos. Sobreviveu à várias esposas, estando casado com sua oitava. Por conta disso também possui centenas de herdeiros (literalmente!), contando com 22 filhos e 7 filhas legítimas, fora os diversos bastardos.

Casa Tully - A truta fazedora de alianças

tully

"Família, Dever, Honra"

Os Tullys são uma das mais nobres Casas de Westeros, e um dos guardiões dos Sete Reinos. São os responsáveis pelas Terras Fluviais, e por isso possuem o título de Senhor do Tridente. Sua sede é Correrrio, uma fortaleza que se localiza na confluência dos rios Pedregoso e Ramo Vermelho, cujas águas formam uma defesa natural para o castelo.

Essa casa chegou ao poder e influência que possuem por serem uma das primeiras famílias a apoiarem a Conquista de Aegon Targaryen. Após isso, firmaram sua posição através de várias alianças com outras Casas de Westeros, principalmente sob a forma de casamentos.

Hoster Tully era o líder dessa Casa. Contudo, devido à sua debilitada saúde, morreu e o título foi passado ao seu filho Edmure Tully. Catelyn Stark, esposa de Eddard Stark é uma Tully, filha de Hoster e irmã de Edmure. Outro integrante dessa família é Brynden Tully, o Peixe Negro, que renunciou o irmão Holster, após esse ter arranjado seu casamento sem antes consultá-lo.

Casa Arryn - O falcão que vigia do alto

Arryn

"Tão Alto Como a Honra"

Uma das principais e mais orgulhosas Casas de Westeros, os Arryns são a família que possui a guarda do Vale, uma região que engloba as Montanhas da Lua, o Vale de Arryn, as penínsulas conhecidas como os Dedos, e as ilhas Três Irmãs. 

O Vale é uma região de difícil acesso, cuja geografia montanhosa dificulta qualquer viagem. Sua rota principal é fortemente guardada pelo Portão Sangrento, uma fortaleza que serve como ponto de parada para qualquer um que queira entra no Vale. Também serve como uma proteção do reino contra os Clãs das Montanhas, grupos rebeldes e selvagens, que não obedecem às leis vigentes em Westeros.

Os Arryns vivem na Lança do Gigante, o pico mais alto das Montanhas da Lua. Lá se encontra o palácio conhecido como o Ninho da Águia, uma fortaleza considerada intransponível por todos os Sete Reinos. Contudo, devido ao clima da região, durante o inverno a família se muda para o pé da montanha, para a fortaleza conhecida como Portão da Lua.

Jon Arryn era o líder dessa nobre Casa, e após a vitoriosa rebelião de Robert Baratheon, foi nomeado Mão do Rei. Antes mesmo do início da série, Jon morreu misteriosamente, evento que faz com que toda a história comece a se desenvolver. Jon deixou apenas um herdeiro, o mimado Robert Arryn, ainda uma criança.

Casa Lannister - O leão dourado do oeste

lannister

"Ouça-me Rugir"

Considerada a Casa mais rica de Westeros, os Lannisters são também uma das Casas a proteger uma das regiões dos Sete Reinos. No caso, são os Senhores das Terras Ocidentais. Sua morada é Rochedo Casterly, um palácio construído sobre um enorme rochedo à beira mar. Tal rochedo também é abundante em depósitos de ouro, fonte de toda a riqueza da família.

Assim como os Boltons do norte, os Lannisters possuem um lema não oficial, além do "Ouça-me Rugir". Esse segundo lema é "Um Lannister sempre paga suas dívidas." Um lema que evidencia muito mais o lado vingativo e premeditado comum aos membros dessa casa, do que uma mera menção à seu compromisso com palavras ou dinheiro.

Como foi dito anteriormente, os Lannisters são famosos por serem pessoas astutas e inteligentes. Entre as características físicas, os Lannisters normalmente possuem cabelos dourados e olhos verde-esmeralda.

A história dessa casa começou quando Lann, o Esperto, um vigarista lendário da antiguidade que enganou a Casa Casterly a presentear o Rochedo Casterly a ele. O vigarista manteve o nome da antiga família para humilhá-los. Desde então, os Lannisters surgiram e se tronaram uma orgulhosa família de Westeros.

Possuíam uma espada ancestral, a Rugido Brilhante, mas que foi perdida ao longo dos séculos. Visando mudar isso, Tywin confiscou a espada Gelo dos Stark e com ela forjou duas novas espadas para sua família. Uma delas foi Cumpridora de Promessas, que foi dada a Jamie Lannister. A outra é Lamento da Viúva, que foi dada ao rei Jeoffrey Baratheon.

Tywin Lannister é o chefe da Casa, um homem frio, grande estrategista e impiedoso conquistador militar. Possui três filhos. Cersei, esposa de Robert Baratheon e rainha de Westeros. Jamie, irmão gêmeo de Cersei e membro da Guarda Real. Tyrion, anão e um homem extremamente inteligente, odiado por seu pai.

Casa Targaryen - O dragão com sede de sangue

targaryen

"Fogo e Sangue"

Os Targaryens são uma família descendente de Valíria, tendo partido dessa lendária cidade doze anos antes do misterioso cataclismo que a destruiu completamente. Por causa disso, se tornaram os últimos senhores de dragão a existir no mundo. Fizeram sua casa na ilha Pedra do Dragão, em Westeros, onde permaneceram por mais de um século, até que decidissem conquistar Westeros.

Aegon e suas irmãs-esposas Visenya, e Rahenys invadiram Westeros montados em dragões e começaram as suas Guerras de Conquista. Westeros já era dividida em sete reinos, cada um comandado por um rei diferente. Com a força descomunal do fogo de seus dragões, e com o derramamento de muito sangue em batalhas, os Targaryen fizeram todos os reinos, exceto Dorne, se curvarem.

Com fim dos conflitos, o Trono de Ferro foi construído com todas as espadas dos senhores que juraram lealdade ao reinado de Aegon. Assim os Seis Reinos foram unificados e começou a Dinastia Targaryen. Apenas anos mais tarde é que conseguiriam juntar Dorne ao seu domínio.

 A Casa Targaryen reinou Westeros por 276 anos, período pelo qual enfrentou vários problemas, como a morte de seus dragões, rebeliões, epidemias, e mais guerras. Por fim, durante o reinado de Aerys II, conhecido como Rei Louco, Robert Baratheon liderou a revolta contra contra os Targaryen e assumiu o trono após destituí-los.

Contudo, esse não foi o fim dos Targaryens. Aerys, seu filho Rhaegar e sua família foram mortos durante a Guerra Civil, mas dois herdeiros conseguiram atravessar o Mar Estreito, se abrigando em uma das cidades livres de Essos. Os dois sobreviventes eram Viserys e Daenerys, irmãos, filhos do Rei Louco. 

Casa Baratheon - O veado que conquistou a coroa

Baratheon

"Nossa é a Fúria"

Uma das sete nobres Casas de Westeros a receberem o dever de guardar um dos Sete Reinos após a conquista dos Targaryen. A eles foi dado a proteção das Terras da Tempestade, e seu trono fica em Ponta Tempestade, um antigo castelo construído pelos Reis da Tempestade de outrora e antiga moradia da extinta Casa Durrandon.

A linhagem dos Baratheon começou quando Orys Baratheon, um dos generais de Aegon Taragryen, conquistou o castelo de Ponta Tempestade durante as Guerras de Conquista. Ele se casou com a princesa Argella Durrandon, única descendente do último Rei da Tempestade. Tomou para si não apenas o castelo e as terras, mas também o brasão e o lema dos Durrandons. Desde então a Casa Baratheon mostrou ser uma das famílias mais leais ao reinado Targaryen.

Contudo, até mesmo a lealdade possui um limite. Quando o príncipe Rhaegar, filho do Rei Louco Aerys, sequestrou para si a Lady Lyanna Stark, isso despertou a famosa fúria dos Baratheon. Lyanna era a amada e prometida noiva de Robert Baratheon. Esse foi o início da Guerra Civil dos Sete Reinos. Os Baratheons, aliado aos Tullys, Starks e Arryns, destronou os Targaryen. No final do conflito, Lyanna estava morta, mas Robert Baratheon tomou para si o Trono de Ferro e se tornou o novo Rei de Westeros.

Ao início da série, somos apresentados a três principais integrantes dessa casa. O primeiro é Robert, o rei de Westeros, é casado com Cersei Lannister, com quem "teve" três filhos: Jeoffrey, Tommen e Myrcella. Renly Baratheon é o carismático irmão mais novo de Robert e Senhor de Ponta Tempestade. Após a morte do irmão, Renly conquista o apoio da Casa Tyrell reclama o trono para si. Por último temos Stannis Baratheon, o irmão do meio e Senhor de Pedra do Dragão. Também reclama para si o trono de Westeros.

Casa Tyrell - A rosa de raízes fortes

Tyrell

"Crescendo Forte"

A família guardiã do sul de Westeros e detentores do título de Senhor da Campina. A Casa Tyrell é uma das sete nobres casas dos Sete Reinos, e a segunda mais rica, perdendo apenas para os Lannisters de Rochedo Casterly. Sua morada é em Jardim de Cima.

Os Tyrells nunca foram reis no passado. Possuem um início bastante humilde, pois eram apenas uma Casa que trabalhava como administradores e servos para a Casa Gardener, os antigos senhores de Jardim de Cima. Chegaram ao poder durante as Guerras de Conquista de Aegon Targaryen. Após a derrota dos Gardeners e suas tropas na Batalha do Campo de Fogo, foram os Tyrells que renderam Jardim de Cima para os Targaryen. Em gratidão, Aegon passou a eles o comando da Campina. Esse foi começo de uma longa aliança com os Targaryen.

O dever de guardião do sul fazia com que os Tyrells entrassem em recorrentes conflitos contra os Dorneses, que ainda se mantiveram livres após o fim das Guerras de Conquista. Um dos motivos pelos quais Tyrell e Martell não são famílias que se dão tão bem.

A lealdade dos Tyrells para com os Targaryen durou até o último minuto. Eles não apoiaram a causa dos Baratheon durante a Guerra Civil e lutaram diretamente contra eles. Haviam conseguido fazer um cerco em Ponta Tempestade e era apenas uma questão de tempo até que a capital dos Baratheon se rendesse. No entanto, o rei Aerys foi derrotado antes em Porto Real pelos Lannisters. Após o fim do reinado Targaryen, os Tyrell se ajoelharam imediatamente, prezando pela sua posição e pela paz.

Margaery Tyrell é a ambiciosa filha de Mace Tyrell, Senhor de Jardim de Cima, e almeja ser rainha de Westeros. Seu irmão é Loras Tyrell, belo e habilidoso cavaleiro, chamado de Cavaleiro das Rosas. Possui um caso amoroso com Renly Baratheon.

Casa Tarly - O caçador destemido

tarly

"Primeiros em Batalha"

Uma orgulhosa família da Campina, juramentados aos Tyrells de Jardim de cima. A Casa Tarly tem sua moradia na fortaleza de Monte Chifre, aos pés das Montanhas Vermelhas, a fronteira natural com Dorne. São uma das poucas famílias de Westeros a possuir uma arma de aço valiriano, uma espada chamada Veneno do Coração.

Os Tarlys são pessoas orgulhosas e destemidas. O lema de sua casa, "Primeiros em Batalha", pode ser confirmado pela tradição de assumirem a vanguarda das tropas durante as guerras. Isso aconteceu durante a rebelião do Robert Baratheon, quando Lorde Randyll Tarly, do lado dos Targaryen, comandou as tropas da Campina na Batalha de Vaufreixo.

O senhor de Monte Chifre e líder dos Tarlys é o previamente citado Randyll Tarly, um homem intransigente, astuto, determinado e orgulhoso. Ele mandou seu filho mais velho e sucessor, Samwell Tarly, para a muralha, após esse não conseguir superar as expectativas do pai. No lugar de seu primogênito, Randyll favoreceu seu filho mais novo, Dickon, como sucessor da Casa. 

Casa Martell - A lança que resistiu ao fogo

martell

"Insubmissos, Não Curvados, Não Quebrados"

A última das sete grandes e nobres Casas de Westeros. Os Martells são os senhores de Dorne, a árida região ao extremo sul dos Sete Reinos. Vivem no Palácio Antigo, na cidade de Lança Solar.

No princípio, a Casa Martell era apenas uma pequena família de Dorne que disputava o poder da região com outras Casas, como os Yronwoods e os Allyrions. Nessa época, o brasão dos Martell exibia apenas a figura de uma lança. Tanto o brasão quanto a situação da família mudaria com a chegada de Nymeria.

Nymeria era a rainha guerreira de Rhoinar, um reino em Essos. Contudo, após sua terra ser invadida pelos valirianos e seus dragões, ela fugiu para Dorne com os sobrevivente de seu povo. Ao chegar na nova região, ela queimou os próprios navios para que ninguém se arrependesse e quisesse voltar.

A chegada de Nymeria foi vista como uma oportunidade pelos Martell. O líder da Casa, Mors Martell, se uniu a rainha guerreira e se casou com ela, adicionando seu símbolo do sol ao seu brasão. Juntos, os Nymeros-Martell conquistaram Dorne e se tornaram a Casa mais poderosa da região.

Os Martell resistiram a todas as investidas militares dos Targaryen durante e depois das Guerras de Conquista. Dorne foi o único reino que não se ajoelhou e não cedeu suas espadas para forjar o Trono de Ferro. A região só foi unificada ao reino do Trono de Ferro 160 anos depois, quando o príncipe Daeron Targaryen se casou com Mariah Martell.

Diferente dos outros seis reinos, Dorne não vê as mulheres como inferiores aos homens. Por lá as mulheres também podem ser guerreiras e assumir título nobres, sendo a líder de uma Casa. Muito disso se deve a lendária Nymeria, rainha guerreira.

Entre os membros famosos dessa Casa de Dorne está Ellia Martell, esposa do príncipe Rhaegar Targaryen durante a época da rebelião de Robert Baratheon. Foi morta por Gregor Clegane, o Montanha, a mando de Tywin Lannister. Oberyn Martell, o Víbora Vermelha, é o seu vingativo irmão, exímio guerreiro com uma lança e famoso por sua vida luxuriosa. Possui oito filhas guerreiras, as Serpentes de Areia, como são chamadas em conjunto. Doran Martell é o terceiro irmão, Senhor de Lança Solar. É um homem calmo, estrategista e inteligente. Sofre de um caso grave de gota.

Essas são algumas das centenas de Casas que compõem o cenário político de Game of Thrones. Tem alguma que foi deixada de fora e que você gostaria de ver por aqui?