Conheça o Carnificina, o filho sociopata de Venom

Não há dúvidas de que Venom é assustador. Um ser enorme com garras e dentes afiados e uma atitude muito violenta. Contudo, para os quadrinistas David Michelinie e Chris Marrinan, Venom ainda não era violento o suficiente e ainda tinha muita consideração pela vida humana. Foi então que essa dupla criou um personagem cujo o principal objetivo é matar todos que cruzassem seu caminho. Assim surgiu o Carnificina.

Origem nos quadrinhos

origem

Carnificina é um simbionte, um membro de uma raça alienígena chamada klyntar, e filho de Venom, um dos mais reconhecidos vilões do universo Marvel. Diferente de seu progenitor, Carnificina tem muito prazer em assassinar pessoas, traço de sua personalidade que aprendeu diretamente de seu primeiro hospedeiro.

A história de como esse vilão surgiu está diretamente relacionada com Eddie Brock, o principal hospedeiro de Venom. Certa vez, quando Brock foi aprisionado por suas ações como um supervilão, teve que dividir cela com Cletus Kasady, um perigoso serial killer. Não demorou muito para que o simbionte reaparecesse para resgatar Brock e voltar a ser Venom.

Contudo, os klyntar são uma espécie assexuada e, em certo momento da vida, se reproduzem espontaneamente. Foi exatamente isso que aconteceu durante o resgate de Eddie Brock. Por causa da pressa para fugir, Venom deixou para trás seu descendente, que instintivamente buscou um organismo para ser seu hospedeiro. Foi assim que o simbionte recém nascido se juntou a Cletus, tornando-se Carnificina. 

Cletus Kasady

Cletus

Apesar da principal referência de um Klyntar ser Venom, nem todos os membros dessa raça alienígena são malignos. Na verdade, os membros malignos surgem por causa da ligação dos simbiontes com hospedeiros desequilibrados e maus. Portanto, nada de bom poderia resultar na união do filho de Venom com Cletus.

Desde que era criança, Cletus Kasady apresentava comportamento sociopata. Foi responsável pela morte de sua avó e fez com que seu pai matasse sua mãe. Após a condenação do pai, foi mandado para um orfanato, onde continuou com sua matança. Empurrou uma garota na frente de um ônibus por ter sido rejeitado por ela, e assassinou um dos tutores do orfanato.

Ao chegar a idade adulta, Cletus se tornou um terrível assassino em série. Foi capturado e julgado por seus crimes, condenado a cumprir onze sentenças de vida na prisão da Ilha Ryker. Contudo, graças ao simbionte, conseguiu escapar para continuar com seus atos de terror.

Carreira criminosa

Vilão

Carnificina, escapou da prisão e não perdeu tempo para dar continuidade aos trabalhos de Cletus, que, por conta de seus recém adquiridos poderes, estava mais motivado do que nunca. Começou uma onda de assassinatos, escolhendo aleatoriamente quem morreria. Como se as mortes brutais não bastassem, o vilão ainda assinava as paredes do local do crime usando seu próprio sangue para escrever "Carnificina".

Esses assassinatos começaram a chamar muita atenção, e Homem-Aranha começou a investigá-los. O herói encontrou Carnificina e imediatamente soube que estava lidando com um novo simbionte. Contudo, apesar de sua experiência em combate contra Venom, Homem-Aranha foi incapaz de derrotar Carnificina. O vilão só foi derrotado quando Homem-Aranha e Venom juntaram suas forças para combater essa nova ameaça.

Hospedeiros

Hospedeiros

Cletus Kasady

O primeiro hospedeiro de Carnificina e o responsável por tornar o simbionte em um maníaco com sede de sangue. Carnificina considera Cletus o seu hospedeiro perfeito, sendo extremamente leal a ele, ao ponto de agir em perfeita sincronia com o sociopata. Carnificina teve outras pessoas como hospedeiros, mas sempre voltava para Cletus.

John Jameson

O filho de J. Jonah Jameson do Clarim Diário. John Jameson foi controlado pelo Carnificina quando trabalhava para o Instituto Ravencroft. A união do simbionte e de Jameson foi bastante breve.

Ben Reiley

Certa vez, quando o simbionte Carnificina escapou do Instituto Ravencroft, ele usou o corpo de Ben Rilley, o Aranha Escarlate, como hospedeiro. Na verdade, foi o próprio Ben quem se ofereceu, pois assim poderia manter o simbionte sob controle e impedir que ele continuasse a matar mais gente.

Surfista Prateado

Ao se juntar ao Surfista Prateado, adotou o nome de Carnificina Cósmico. Contudo, a união desses dois personagens foi bastante breve.

Dr. Tanis Nieves

Por um breve momento, Carnificina se juntou ao corpo da Doutora Tanis Nieves. A união pode ter sido breve, mas marcou para sempre, pois Carnificina deixou nela um descendente. Tanis se tornou a hospedeira de Escárnio, simbionte filho de Carnificina.

Karl Malus e Mago

Com o plano de formar uma novo Quarteto Terrível, o supervilão Mago forçou Carnificina a se juntar ao corpo do cientista Karl Malus, a quem Mago conseguiria controlar a mente. Contudo, em certo momento o plano deu errado e Mago perdeu o controle sobre Carnificina e seu hospedeiro. Carnificina se apodera do corpo do Mago e devora Karl Malus.

Norman Osborn

Em certo momento, Norman Osborn obtém acesso a Carnifcina e se junta a ele. Embora, a princípio, o simbionte tenha tomado total controle sobre o corpo de Osborn, isso muda assim que Osborn propõe ensinar ao Carnificina outros modos de causar sofrimento nas pessoas além da morte. Carnificina, então, voluntariamente cede o controle a Osborn. Juntos eles assumiram o nome de Duende Vermelho

Poderes

Poderes

Habilidades sobre-humanas

Ao se unir a um hospedeiro, Carnificina amplia drasticamente suas habilidades físicas, como força, vigor, reflexos, resistência, sentidos e velocidade.

Fator de cura regenerativo

Também é capaz de curar o organismo de seu hospedeiro, seja de doenças em estado terminais ou de ferimentos mortais, e tudo isso em uma velocidade sem tamanho.

Memória genética

Os Klyntar possuem parte da memória de seus progenitores, uma espécie de pensamento coletivo. É por conta disso que Carnificina possui poderes tão similares aos do Homem-Aranha, sem nunca ter se juntado a ele. Alguns poderes que possui graças à memória genética são: lançar teia, escalar paredes e a imunidade ao sentido-aranha.

Rearranjamento de biomassa

Carnificina pode gerar mais massa corporal e é capaz de moldá-la nos mais diversos formatos, mais comumente na forma de tentáculos, garras e objetos cortantes. Venom também possui essa habilidade, contudo Carnificina possui um controle muito mais poderoso. Carnificina é o único simbionte capaz de remover parte da massa de seu corpo e controlá-la à distância, podendo criar várias cópias de si mesmo.

Ligação telepática

Como todo klyntar, Carnificina possui uma ligação telepática com seu hospedeiro. No caso de Carnificina, isso quer dizer que ele tem uma via de acesso para perturbar a mente de quem estiver habitando o corpo. Sua preferência é sempre se unir a Cletus Kasady, mas quando isso não é possível, Carnificina tortura a mente de seu hospedeiro com as memórias de Cletus, ao ponto que eles também tenham os impulsos assassinos do serial killer.

Camuflagem

Carnificina é capaz de assumir a forma de qualquer peça de roupa para ficar irreconhecível.