Ragnarok | Final explicado e teorias para 3ª temporada

A segunda temporada de Ragnarok já está entre nós, e seguiu o mesmo caminho da 1ª em termos de "ok, precisamos de uma explicação". Assim como fez no primeiro ano, a série deu um episódio com várias cenas potencialmente confusas, mas que podem ser explicadas a partir das referências mitológicas nas quais foram baseadas. Mas fica ligado, porque este artigo também traz teorias para uma potencial 3ª temporada e ainda relembra a explicação do final da 1ª.

Final da 2ª temporada explicado

Diferente do que aconteceu no final da primeira temporada de Ragnarok, a segunda temporada não trouxe apenas uma cena que precisa ser explicada, mas sim algumas.

A ira de Fjor

ragnarok final explicado

Para muitos espectadores da série, a mudança radical de Fjor Jutul pode ter vindo como uma surpresa, uma decepção e algo meio confuso. Desde a primeira temporada, o gigante demonstrava estar acessando um lado mais humano que nem sabia que existia em si. Seu amor pela humana Gry fortaleceu esse lado nele. Ele deixou sua família para trás, participou de um protesto contra as Indústrias Jutul (já na segunda temporada), decidiu deixar a cidade ao lado de Gry e inicialmente deixou de lado uma possível vingança pela morte de Vidar. Até que voltou atrás em tudo.

Contudo, a série retrata em mais de um cena a batalha que Fjor travou com sua natureza gigante durante essa transição e sua decisão de retornar a sua família e assumir o comando das Indústrias Jutul. No primeiro momento em que Magne oferece uma batalha para ele vingar a morte de Vidar, Fjor parece sofrer quase fisicamente, mas resiste ao que parece ser sua natureza gigante querendo assumir o controle.

É durante o velório de Vidar, porém, que o lado gigante do personagem prevalece sobre seu recém descoberto lado humano. E é isso que é precisamos entender. Fjor não é humano. Ele é uma criatura mitológica cujos todos extintos apontam para uma vingança e a imposição de um poder sobre seres que considerem inferiores. O que a série dá a entender é que deuses, gigantes e outras criaturas da época do primeiro Ragnarok processam sentimentos e emoções de forma diferente dos humanos.

"Ah, mas o Magne mantém seu lado humano". Sim, porque ele é um humano que se tornou a reencarnação do deus Thor. Mas ele é um humano, um jovem de 18 anos. Fjor é um gigante, com mais de 700 anos. Nada mais natural que seu lado gigante fale mais alto biologicamente e comportamentalmente.

Magne + Saxa

ragnarok final explicado

Esta foi outra cena que deve ter deixado muita gente pensando "Mas é o quê?!". Inimigos declarados, Magne e Saxa nunca demonstraram quaisquer sinais de amizade, muito menos de uma possível atração física. OK, Magne parece ir ganhando pelo menos o respeito da gigante bem aos poucos, mas o status dos dois segue como inimigos. O que explica essa cena de atração irresistível do nada? Podemos dizer que, naquele momento, Saxa conseguiu se conectar com o lado Thor de Magne.

Explicando: sim, Magne é a reincarnação de Thor. Mas Wenche só ativou isso no jovem quando ele tinha 17 anos. Por 17 anos, ele foi magne, com história, família e características próprias. Mesmo depois de ganhar seus poderes, Magne ainda é Magne, e vai aos poucos acessando cada vez mais sua identidade como Thor. Mas Saxa tem história antiga com Thor, e foi capaz de se conectar com ele, quase que "desligando" o lado Magne por um momento.

Saxa é a representação moderna da gigante Járnsaxa. Na mitologia nódica, Járnsaxa foi amante de Thor. E tem mais! Os dois chegaram a ter um filho juntos, chamado de Magni. Conforme narra a Edda Poética, Magni se destaca por sua força extraordinária, ficando abaixo apenas do próprio Thor. Como a série já parece ter usado a figura de Magni como inspiração para Magne, é provável que não aborde essa parte do filho. Mas sim, há uma ligação forte entre Saxa e Thor. A própria cena indica que o momento de intimidade parece acontecer num nível não humano, com Magne acabando o momento sem ter consciência completa sobre o que aconteceu ou como aconteceu.

A cena final e a Jörmungandr

ragnarok final explicado

A cena final foi pra deixar fã confuso mesmo. Depois de uma temporada com direito a Magne/Thor perder e recuperar seus poderes, Vidar morrer, Fjor retornar aos Jutul, entre outros acontecimentos importantes, a cena final mostra Laurits soltando sua cobra no rio. E é isso, a temporada acaba. Mas agora vamos aos detalhes.

Nos momentos finais do episódio, Laurits estava prestes a ser morto por Ran e Fjor por ter entregue a chave Jutul para Magne. Chateado pela mentira de Magne para conseguir a chave, guiado por seu extinto de sobrevivência e por sua "índole Loki" de trapaça, Laurits oferece aos Jutul a arma para matar Thor: a cobra Jörmungandr.

Como já sabemos, Laurits é a reencarnação de Loki, deus da trapaça. Segundo a mitologia Loki teve três filhos: Jörmungandr, Lobo Fenrir e Hela. A série nos mostrou Laurits gerando a também chamada Serpente de Midgard. E um dos pontos mais importantes para lembrarmos da mitologia nórdica, neste caso, é que é a Jörmungandr que mata Thor no primeiro Ragnarok. Na verdade, eles matam um ao outro ao mesmo tempo e o Ragnarok chega ao fim.

O que vemos na cena final é Laurits/Loki se despedindo de seu filho para deixá-lo em um local em que tenha o devido espaço para crescer. Tudo isso em acordo com Ran e Fjor Jutul. Contudo, a cena ainda nos lembra que Laurits também é parte deus, além de parte gigante, deixando o futuro do personagem como um mistério. A 2ª temporada, portanto, termina com os dois lados da guerra em plena preparação para a batalha. Magne/Thor já tem seu martelo Mjölnir; seus poderes de volta; e a companhia de Wotan/Odin, Iman/Freyia e Harry/Týr. Os Jutul já têm um pacto com Laurits/Loki para terem o poder da Jörmungandr ao seu dispor.

Teorias para a 3ª temporada

Magne e Saxa podem ter um filho, mas não do jeito habitual

ragnarok final explicado

Conforme citamos acima, a mitologia nórdica conta que a gigante Járnsaxa e Thor tiveram um relacionamento na era original dos deuses e gigantes. Desse romance, os dois têm um filho, chamado Magni. Logo que a série foi lançada, e os fãs testemunharam aquela cena de intimidade entre Saxa e Magne, a teoria de que os dois teriam um filho se espalhou pela internet. A princípio, não levamos a teoria muito a sério, porém depois reformulamos a teoria e vimos uma possibilidade de isso acontecer. Já explico.

Não levamos a teoria muito a sério porque é difícil imaginar um bebê no meio de toda essa história do Ragnarok. Além disso, na mitologia nórdica, Magni cresce e se torna o segundo deus mais forte, ficando atrás apenas de Thor; e a série não teria tempo de mostrar o crescimento do filho de Saxa e Thor. Mais um motivo é o fato de o nome de Magne já parecer uma referência a Magni.

E o que fez a gente mudar de ideia? O fato de que Magni também era um deus nórdico do passado, e que também á pode ter reencarnado. Nossa teoria é de que a cena entre Saxa e Magne tenha sido um indicativo de que a reencarnação de Magni possa aparece na próxima temporada. De repente, é Magne e Saxa que têm o poder de "despertar" os poderes e a identidade de deus nesta pessoa, como Wenche fez com Magne e Iman. O que acham?

Jörmungandr não deve matar Magne/Thor

ragnarok final explicado

Na mitologia nórdica, Jörmungandr é um dos três filhos de Loki e acaba matando o deus do trovão no final do Ragnarok. Com a apresentação da Serpente de Midgard na série, logo as teorias sobre toda a história se repetir começaram a surgir. Mas a verdade é que o programa traz a mitologia para os dias atuais, e algumas mudanças importantes foram feitas.

No que seria o período original dos deuses e gigantes, Loki tem seus três filhos - Jörmungandr, Lobo Fenrir e Hela - a a partir de sua relação com a gigante Angrboda. Mas na série, Laurits não tem essa relação com nenhum dos gigantes. Na verdade, ele gera Jörmungandr após misturar o sangue de Wotan/Odin com o seu, numa releitura do pacto que, na época do primeiro Ragnarok, fez Loki e Odin serem irmãos de sangue.

É neste momento também que Laurits se torna meio deus e meio gigante. E a série nos relembra isso na cena final. Enquanto Laurits está soltando Jörmungandr no rio, supostamente em acordo com os Jutul para que eles a usem futuramente contr Magne. Mas neste momento, a cena foa em Laurits, com um olho de cada cor. Naquele momento, ele está com os gigantes, mas ele também é parte deus.

Em resumo, nossa teoria é que há diferenças significantes na forma como Jörmungandr foi gerada para que a história do Ragnarok simplesmente se repita.

O pai de Magne tentou enfrentar os Jutul

ragnarok teorias

A primeira temporada nos deu bem poucos informações sobre o pai de Magne, morto quando o jovem ainda era uma criança pequena. Mas no último capítulo, Vitar Jutul volta a falar do pai do novo portador dos poderes de Thor. Enquanto ameaça o garoto, ele diz:

"Eu estava enganado. Você não é o deus Thor. Você não é o velho arqui-inimigo dos gigantes. Você é só um rapaz. Um rapazinho assustado. Assim como seu pai."

É difícil saber se o pai de Magne também se tornou portador dos poderes de algum deus nórdico ou mesmo se sabia que a família Jutul era, na verdade, alguns dos últimos gigantes.

O fato é que ele parece ter enfrentado Vidar de alguma forma. Ele também descobriu os crimes das Indústrias Jutul? Ele também tentou deter Vidar? A segunda temporada não citou o pai de Magne. Quem sabe a terceira...

Final da 1ª temporada explicado

A cena

ragnarok final explicado

Nos últimos momentos da 1ª temporada, Magne chega ao galpão abandonado a tempo de salvar Gry da tentativa de Fjor de matá-la. Já certo da identidade do jovem, o gigante Vitar Jutul aparece para enfrentá-lo.

Magne manda Gry e Fjor, que já voltou a si, saírem de lá, e confronta Vitar. Porrada vai, porrada vem, os dois acabam fora do galpão. Quando Vitar parece preste a ganhar a luta, Magne instintivamente levanta suas mãos na direção do céu.

Um raio cai em direção aos dois, que são lançados para longe com a força da explosão e acabam desmaiados. Ali próximo, escondida, Wenche, a senhora idosa que deu/ativou os poderes de Magne, parece se transformar em um corvo.

Enquanto ela voa para longe, ouvimos sua voz dizer que, ao contrário do que muitos pensam, o Ragnarok não é o fim, mas sim o começo.

A história por trás

ragnarok final

Antes de explicarmos a cena, precisamos falar rapidinho sobre parte da mitologia nórdica em que a série se baseia. Nas lendas nórdicas, o Ragnarok é o fim do mundo, marcado pela batalha final entre deuses e gigantes.

Ele teria início com catástrofes naturais (ok, a série cobriu isso com o derretimento das geleiras) e com a morte prematura do filho de Odin associado a justiça e sabedoria, Balder (referenciado na Isolde, talvez?). Seguiria-se, então, uma grande batalha, um incêndio global e a submersão da terra pelo mar. A terra ressurgiria fértil e seria repovoada pelos poucos sobreviventes dos deuses (Thor morre, caso esteja se perguntando...) e dos humanos.

Outro detalhe importante é o fato de que o primeiro registro que se tem da explicação do Ragnarok é o Völuspá, um poema que está no livro Edda em prosa (sim, o mesmo nome da cidade da série!), do século XIII.

O poema narra o momento em que uma völva (vidente) revelou A Profecia da Vidente (Völuspá) a Odin: o Ragnarok. Ela revelou a ele os acontecimentos que antecediam o evento, a batalha e a nova chance que o planeta teria.

A explicação

ragnarok final

Talvez você já tenha entendido tudo com os fatos acima da mitologia nórdica, mas vamos lá!

Inicialmente, a batalha entre Vidar e Magne parece desesperadamente desigual porque Magne ainda não tinha aceito por completo os poderes de Thor. No momento em que está para ser derrotado, o jovem ergue os braços para o céu em um instinto, mas com isso se rende por completo aos novos poderes e ao seu destino.

Wenche, a senhora misteriosa cheia de palavras aparentemente sem sentido, é ninguém menos que a vidente. Basta perceber sua função de guia, ou mesmo o senhor na cadeira de rodas que ela tanto acompanha. Ele tem apenas um olho... assim como, você sabe, Odin!

Embora os espectadores talvez tenham esperado um pouco mais da batalha final, esta primeira temporada teve como função apresentar os personagens e ver Magne conhecendo e aceitando seu destino e seus poderes.

FIQUE POR DENTRO

Séries incríveis para ver na Amazon Prime Vídeo este ano

As melhores séries da Netflix para ver este ano

Conheça grandes séries de Ficção Pós-Apocalíptica

Séries marcantes que valem a pena ver de novo!