As lendas que inspiraram J.K. Rowling a criar Pumaruna

Os fãs do universo mágico de J.K. Rowling já se dedicaram a saber tudo sobre Ilvermorny e suas Casas. Mas será que sabem onde a autora se inspirou para escrever este novo mundo?

Descubra as histórias mitológicas do Pumaruna e do Wampus, a Casa dos guerreiros da escola mágica de Ilvermorny!

De onde é originária a expressão “pumaruna”?

Tribo quíchua

As velhas lendas amazônicas falam de um ser chamado de “runapuma” ou “yanapuma”. Acredita-se que a inspiração para a tradução brasileira “pumaruna” seja baseada nesses seres mitológicos.

"Runapuma" é uma expressão da línguia quíchua, linguagem indígena da América do Sul. É uma das línguas oficiais do Equador, Peru e Bolívia, mas também é falada na Argentina, Chile e Colômbia.

Runa significa “pessoa” e puma refere-se ao animal felino da família dos jaguares e panteras.

A lenda do runapuma

Puma negro

Os antigos contam que os bruxos praticantes de magia negra faziam pactos com os demônios da selva. Estes bruxos viviam em locais remotos e aprenderam os segredos para se transformarem em “runapumas”, grandes felinos de pele negra.

A ambição destes poderosos feiticeiros levou-os a atravessar a fronteira da humanidade e a comerem os seus iguais. A sua transformação em “runapumas” acontecia através de invocações mágicas aos demônios da floresta nas quais pediam extraordinária força.

Protegidos pelos seres malignos da floresta, os “runapuma” saíam em busca de alimento, atacando as vítimas sem piedade. Quando saciavam o seu apetite, retornavam ao aspecto de homens normais.

Ainda hoje em dia existe um certo temor sobre os jaguares inteiramente pretos, por acreditar-se serem mensageiros da morte, capazes de transformações mágicas.

A origem do Wampus

Montes Apalache

As lendas descrevem o Wampus como um felino hideondo híbrido, meio mulher e meio gato. Semelhante a um puma mas caminhando de pé, os seus olhos são incandescentes e tem longas presas.

A origem deste ser místico surgiu nos Montes Apalache (Estados Unidos) mas existem menções históricas no Tennessee, Carolina do Norte, Kentucky, Alabama, Virgínia e Virgínia Ocidental.

A lenda do Wampus

Wampus

Uma jovem mulher da tribo Cherokee queria saber o que o seu marido fazia quando saia em longas caçadas. Curiosa, a jovem vestiu a pele de um gato-bravo e foi à procura do grupo de caçadores.

Ela encontrou o seu marido e os outros membros da tribo em volta de uma fogueira, escutando histórias do bruxo e curandeiro da tribo. O feiticeiro encontrou-a espiando e amaldiçoou a mulher a tornar-se um híbrido humano-felino para todos os tempos.

Assim nasceu o Wampus. Diz-se que o monstro em que a mulher se tornou ainda percorre as montanhas à noite, gritando e chorando o seu terrível destino.