Conheça os 10 jogos mais difíceis de todos os tempos

É normal encontrar uma fase ou um inimigo específico que faça o jogador gastar horas para poder continuar a progressão de um vídeo game. Isso que é um jogo, desafios a serem superados. Contudo, alguns games levam esse conceito ao limite, de modo que são desafiadores o tempo todo. Aqui estão alguns jogos que se tornaram lendários por serem difíceis. 

Contra (1987, Arcade, e muitas outras plataformas)

Contra

Já começamos com um clássico dos vídeo games, lendário pela sua dificuldade. Em Contra, você é praticamente um Rambo, um exército de um homem só com munição infinita enfrentando ondas e mais ondas de inimigos no meio de uma selva. O que faz desse jogo quase impossível de vencer é que qualquer peteleco dado por um inimigo significa na morte do personagem, e só tem três vidas durante o jogo inteiro!

É um jogo em que o truque para ter vidas infinitas é praticamente indispensável. Caso você tenha ficado curioso ou para os saudosos, aqui está o truque. Na tela inicial, assim que a palavra "jungle" aparecer, aperte os botões: cima, baixo, cima, baixo, esquerda, direita, esquerda direita, A, B, A, B, select, e start.

Super Meat Boy (2010, Xbox 360, PC)

Super Meat Boy

Super Meat Boy é um jogo frenético extremamente recompensador e igualmente frustrante. A premissa é simples, você é Meat Boy e precisa atravessar as fases para resgatar sua namorada, a Bandage Girl. Contudo, as fases apresentam os designs mais agressivose as armadilhas mais ameaçadoras da história dos games. São serras, montanhas de seringas afiadas, serras em movimento, espinhos, serras voadoras, lava, demônios, serras que giram em volta de outras serras, mísseis teleguiados.

Como se as fases tradicionais não fosse impossível o suficiente, todas elas apresentam uma versão ainda mais difícil, o chamado "Dark World". Adicione a isso conseguir terminar as fases dentro do desafio de tempo e conseguir as bandagens que estão escondidas no cenário. A parte recompensadora é ver, ao vencer cada fase, um replay simultâneo de todas as vezes que você falhou. A graça disso é perceber o quanto você foi melhorando ao longo da fase.

Megaman (1987/2010, NES)

Megaman

Esse robôzinho azul já possui dez títulos em sua franquia de jogos e todos eles são notáveis pela dificuldade. Especialmente Megaman 9, lançado em 2008 para ressuscitar a franquia, é tido como um dos jogos mais difíceis (senão o mais) da série.

A história por trás é praticamente a mesma em todos os jogos, você é Megaman, um robô herói que precisa impedir os plano do cientista maluco Dr. Willy. Antes disso, porém, você deve derrotar oito chefes robôs que estão a serviço desse cientista maligno. Cada um desses chefes se encontra em uma fase própria que testam nos jogadores os seus reflexos, a habilidade de evitar ou destruir seus inimigos, e a serenidade de não jogar o controle contra a parede.

Ikaruga (2001, Arcade, Dremcast, GameCube)

Ikaruga

Se você está confuso e não sabe muito bem o que está acontecendo na imagem acima, isso é parte da dificuldade de Ikaruga. É um jogo de naves em que você atira constantemente enquanto os inimigos atiram de volta e para todos os lados, te forçando a esquivar dos projéteis de energia.

Um traço distinto desse jogo é a existência de dois tipos de disparos, um de energia branca e outro de energia preta. Quando você está com o escudo branco, você absorve os disparos brancos do inimigo, mas se torna vulnerável à energia preta. O contrário acontece quando o escudo é preto. Portanto, no meio dessa confusão visual toda, você deve atirar, esquivar e ainda saber quando ativar cada tipo de escudo.

Ghosts 'n Goblins (1985, Arcade, Famicon)

Ghosts 'n Goblins

Nesse jogo você é um cavaleiro medieval em uma batalha contra as forças das trevas, tendo que lutar contra zumbis, demônios e outras tantas criaturas sobrenaturais. Você pode estar pensando, "Ao menos o cavaleiro tem a proteção de sua armadura de metal." Antes fosse! Essa armadura parece ser feita de papel, pois o menor golpe já é o suficiente para destruí-la. Acostume-se com a visão do cavaleiro usando apenas uma cueca.

A dificuldade do jogo não se resume a fragilidade de sua vestimenta, você também não pode alterar a direção de seus pulos, o que exige que seus movimentos sejam sempre precisos e perfeitos. Entretanto, o que enlouquece os jogadores é o final. Quando o jogo é "terminado", tudo se revela um esquema de Satã, que te força a jogar todas as fases de novo (agora tudo é ainda mais difícil) para poder ver o final verdadeiro do jogo.

I Wanna Be The Guy (2007, PC)

I Wanna Be The Guy

I Wanna Be The Guy (IWBTG) é um jogo criado tanto como uma homenagem aos jogos 8-bits do passado, como um modo de torturar jogadores. Nesse jogo você é "O Garoto" em sua busca para se tornar "O Cara" e para isso deve superar fases em que tudo quer te matar e vencer chefes de vídeo games clássicos, como Bowser, Dr. Willy e o Mike Tyson.

O que faz esse jogo ser tão difícil é o fato dele ter suas fases planejadas para te matar. Não apenas os símbolos clássicos de perigo como espinhos e inimigos causam a morte do personagem, mas também coisas menos óbvias, como vários inimigos escondidos, o chão que desaparece, coisas que caem do céu. É um jogo que só pode ser vencido através de repetição e erro. Em um dos spin-offs de IWBTG, é possível morrer até mesmo no mapa de seleção de fases.

Esse jogo foi criado por Michael "Kayin" O'Reilly e é gratuito para jogar. Você pode baixar o game aqui.

Super Mario Bros.: The Lost Levels (1986, Famicon)

Super Mario Bros.: The Lost Levels

Esse não é o jogo do Mario divertido com a quantidade certa de desafio. Esse é um Mario de dor e sofrimento. Originalmente lançado no Japão como Super Mario Bros. 2, seu lançado foi cancelado no ocidente por ser excessivamente difícil. A sequência do jogo do encanador italiano que chegou por aqui fosse uma modificação do jogo Doki Doki Panic, porém com os personagens substituídos por aqueles da franquia Mario. O ocidente só teve acesso ao Lost Levels na coletânea de Super Mario All Stars do SNES.

Cuphead (2017, Xbox One, PC)

Cuphead

O título mais recente a incorporar esta lista é Cuphead, um jogo cujo estilo de sua arte faz homenagem aos desenhos animados dos anos 30. Contudo, não é porque tem uma aparência animada que esse jogo seria amigável com seus jogadores. Cuphead possui chefes impiedosos que deixam a tela coberta de seus disparos, você não existe nenhum checkpoint durante as fases e três danos são suficientes para matar seu personagem, sem ter nada para recuperar sua saúde.

Battletoads (1991, NES, Famicon)

Battletoads

Outro jogo clássico famoso pelo jeito desumano que tratava seus jogadores. Battletoads foi um jogo feito em resposta ao sucesso do jogo das Tartarugas Ninjas. Contudo, ganhou fama própria por causa de seus golpes comicamente exagerados e pelas dificuldade de suas fases. O jogo permite que você tenha a ajuda de um amigo, jogando cooperativamente. Isso não quer dizer que as coisas fiquem mais fáceis, pois, se um dos dois jogadores morrer, ambos terão que começar a fase desde o início.

Uma fase de Battletoads que ficou emblemática por sua dificuldade quase injusta é a que os personagens precisam pilotar uma espécie de moto voadora e esquivar de obstáculos. Esses objetos a serem desviados surgiam tão rapidamente que os jogadores precisavam possuir reflexos tão rápidos que beiravam a premonição. Battletoads poderia facilmente ser utilizado em testes para descobrir pessoas com poderes paranormais.

Série Souls (2009/2014, PS4, Xbox One, PC)

Dark Souls

Muitos criticam que a série de jogos Souls (Demon Souls, Dark Souls e suas sequências) é injusta e nada divertida, enquanto outros contra-argumentarão que são jogos para quem gosta de ser desafiado. O que nenhuma das duas partes jamais negará é que Souls é difícil. O desafio dessa franquia de jogos de RPG é tão grande que até mesmo o mais básico dos inimigos, o esqueletinho mais mequetrefe tem chance de matar (e conseguirá) o jogador várias e várias vezes.

A dificuldade desse jogo faz com que o jogador sempre tenha consciência de suas ações e saiba escolher seus combates, além de ficarem mais atentos com suas explorações, pois um monstro terrível sempre pode estar espreitando nas sombras. Em geral, o jogo se resume a desconforto e paranoia constante. Você realmente teme por sua vida, ou melhor, para ser mais preciso, teme ver mais uma vez a tela escrita "você morreu".

Assim chegamos ao fim (diferente de muitos desses jogos citados acima). Você concorda com os jogos aqui listados? Qual outro jogo você achou praticamente impossível de terminar?