Game of Thrones | Produtor revela que Cersei matou Ser Pounce

Game of Thrones é uma série que não tem lá muita dó de matar seus personagens. Desde a primeira temporada, aprendemos que não dá pra se apegar demais a alguém no seriado porque, bem, qualquer um pode morrer ali.

Acontece que o produtor David Benioff revelou que nem todos os personagens que morreram tiveram suas mortes mostradas na série.

RIP Ser Pounce

Ser Pounce

De acordo com Benioff, o gatinho do Rei Tommen foi mais uma das vítimas no seriado. E o assassino seria ninguém mais ninguém menos do que Cersei Lannister, mãe de Tommen.

O produtor revelou ao Entertainment Weekly que o fim do pobre Ser Pounce foi tão horrível que precisou ser cortado da série.

Cersei detestava o nome 'Ser Pounce' de tal forma que não podia permitir que sobrevivesse. Desta forma, ensaiou a sua execução mais diabólica. A morte de Ser Pounce foi tão horrível que não pudemos colocá-la no ar.

O felino foi introduzido na série no quarto episódio da quarta temporada, chamado "Cumpridora de Promessas". Benioff explicou ainda que o fim do bichano se deu por razões práticas, já que não é fácil trabalhar com gatos.

Aquele gato não era divertido para se trabalhar. Os cachorros costumam ser mais fáceis, já que obedecem o que você pede para eles quando são treinados. Gatos têm seus próprios interesses.

Que Cersei não é exatamente a mais piedosa das mulheres, todo mundo já sabia. Mas matar o gatinho do seu próprio filho é cruel até para um Lannister!

A oitava e última temporada de Game of Thrones estreia dia 14 de abril na HBO.