The Room: 6 motivos para assistir ao pior filme de todos os tempos

Artista do Desastre é o filme dirigido por James Franco que conta a história por detrás de The Room, o aclamado pior filme de todos os tempos.

O projeto dirigido, produzido, escrito e protagonizado por Tommy Wiseau, um misterioso homem, com um passado cheio de muitos mistérios, se tornou um verdadeiro filme cult e fenômeno mundial.

Lançado em 2003, The Room ainda hoje é exibido em centenas de cinema em várias cidades dos Estados Unidos. Mas o que faz com que o pior filme de todos os tempos tenha tantos seguidores? Qual o motivo para James Franco ter produzido um filme acerca de The Room? E quais as razões para você assistir ao infame longa?

Neste artigo vamos listar os 6 principais motivos para você reunir o seu grupo de amigos para assistir a The Room. Acredite, não vai se arrepender!

1. Tommy Wiseau é o verdadeiro homem mistério

TW-the-room

Para além de sabermos que Tommy Wiseau é o diretor, produtor, roteirista e protagonista de The Room, existem poucas certezas em relação a este misterioso homem. Apesar do seu sotaque muito pouco norte-americano, Tommy afirmou durante anos que era natural de Nova Orleães, sendo que só em 2017 é que confirmou que nasceu na Europa.

Informações recentes afirmam que antes de se mudar para os Estados Unidos, Tommy vendia brinquedos em forma de pássaro em Paris, e foi para a América com o sonho de ser ator.

Quando chegou aos EUA, ele mudou de nome para Tommy Wiseau, sendo que "Wiseau" é uma adaptação da palavra "Oiseau" que significa pássaro em francês (uma referência ao seu passado).

No entanto, a partir daqui as coisas ficam ainda mais confusas. Ninguém sabe a idade de Wiseau, sendo que o ator/diretor afirma que quando o filme foi gravado ele teria cerca de 27 anos de idade (apesar de a sua aparência dizer o contrário).

Mas o mistério ainda fica mais denso, pois o filme The Room custou cerca de 7 milhões de dólares para ser produzido e ninguém sabe onde é que Tommy Wiseau conseguiu todo esse dinheiro.

Antes de se aventurar pelo cinema, Tommy tinha uma loja de Jeans, afirmando que foi daí que conseguiu a grana para o seu louco projeto. Contudo esta história está constantemente sofrendo alterações, na versão mais recente Wiseau afirma que a fortuna foi conseguida graças a negócios no ramo da construção.

2. A historia por detrás do filme é incrível

the-room-promo

Depois de ter tentado várias audições em Los Angeles e de ter sido rejeitado por quase todos os diretores, Tommy acabou por conhecer Greg Sestero, um jovem que também estava tentando a sua sorte em Hollywood.

Eles continuaram indo a audições juntos, sendo que depois de lidar com tanta rejeição Tommy Wiseau decidiu que era hora de fazer o seu próprio filme. O seu amigo Greg Sestero acabou por se tornar no ator secundário do longa e ambos começaram a escolher os atores para os outros papéis. 

Como dissemos, o financiamento do filme continua até hoje a ser um mistério, mas ele custou milhões! A equipe de produção foi despedida na metade do filme por Wiseau (por estar sempre a duvidar das suas decisões) e um novo time foi contratado.

A própria relação dos atores com Wiseau não foi a melhor, existindo várias divergências criativas e muitas acusações sido feitas depois do filme ter sido dizimado pela crítica.

3. Tommy Wiseau tinha grandes ambições para o filme

the room

Depois de tanto trabalho é natural que Wiseau tivesse grandes expectativas para o filme. O diretor/ator/homem que fez tudo acabou o seu projeto em tempo record, pois queria que este fosse lançado antes das nomeações para os Oscars.

Tommy pagou do seu próprio bolso para que dois cinemas exibissem o filme durante duas semanas em LA (pois este era um requisito obrigatório por parte da Academia).

Para além disso Tommy Wiseau gastou uma fortuna em publicidade, tendo alugado um outdoor gigante no centro de Los Angeles para divulgar o filme. Curiosamente esse outdoor tinha um número de telefone, se você ligasse para ele, o próprio Tommy atenderia a chamada e lhe diria para ir ver o filme.

Quando as primeiras críticas saíram elas foram brutalmente devastadoras, afirmando que este era o Cidadão Kane dos filmes ruins, ou que estávamos perante o pior filme de todos os tempos.

Por isso não foi surpresa, quando os resultados das vendas de bilheteria foram tornados públicos... em duas semanas o filme apenas angariou 1000 dólares em vendas de bilhetes.

Quando Tommy percebeu que o seu filme estava sendo alvo de zoação ele decidiu alterar o gênero do filme de Drama para Comédia Negra... Isto sim é capacidade de adaptação!

4. A transformação em filme cult

the-room-culto

Com o passar do tempo o filme começou a circular pela internet e foi aí que ganhou o título de filme cult. Várias pessoas começaram a organizar exibições por todo o mundo, onde gritam falas do filme e atiram objetos para a telona que aparecem durante algumas cenas.

Foi assim que se criou um verdadeiro culto em torno de The Room. Ainda hoje existem exibições do longa por todo o mundo, sendo que no dia 10 de janeiro de 2018, o filme foi exibido em mais de 600 cinemas apenas nos Estados Unidos.

E tudo indica que este fenômeno não vai parar e o filme de James Franco, Artista do Desastre só irá fazer com que ainda mais pessoas vejam The Room, nem que seja por curiosidade

5. The Room é um filme genuinamente divertido

the-room-foto

Sabe quando alguém diz que algo é tão mau que até chega a ser bom? The Room é um caso desses! O fato do filme ser tão absurdo e de tudo o que gravita em torno dele ser tão estranho e bizarro faz com que a experiência cinematográfica seja verdadeiramente divertida.

A representação é má, os cenários são péssimos, os diálogos não têm qualquer tipo de sentido, mas são esses elementos que tornam o filme verdadeiramente único. Existem milhares de filmes ruins, mas apenas The Room conseguiu este tipo de reação.

Um conselho: reúna o seu grupo de amigos, assista a The Room e se prepare para muita risada. Acredite, você não vai se arrepender!

6. Nem Hollywood ficou indiferente à história de The Room

Em 2013 o ator secundário de The Room, Greg Sestero escreveu o livro The Disaster Artist: My Life Inside The Room (em português: Artista do Desastre: A minha vida dentro de The Room) onde conta todas as histórias e peripécias relacionadas com a criação do filme.

O ator James Franco acabou por ler o livro e decidiu criar um filme baseado na criação de The Room. Franco não só decidiu dirigir o filme, como foi ele o responsável por interpretar o papel de Tommy Wiseau, algo que já lhe valeu um Globo de Ouro, existindo rumores de que poderá vir mesmo a ganhar um Oscar.

Podemos dizer que este é o completar de um círculo, pois no final de contas Tommy Wiseau acabou por conseguir obter a atenção que queria, os motivos podem não ser os mesmos, mas esta história não deixa de ser um pouco poética.

Se você ficou convencido, pode assistir gratuitamente a The Room aqui: