Stranger Things: Conheça a Thessalhydra, o novo monstro da série!

Stranger Things vai chegar no Halloween deste ano e traz um novo monstro com a segunda temporada. Mas que monstro é esse? Confira as teorias e referências que nos levam a acreditar que vamos assistir a uma Thessalhydra em Hawkins.

Será esse novo monstro uma Thessalhydra?

Stranger Things

Demogorgon ficou conhecido como o monstro da primeira temporada mas esse foi apenas o nome que os garotos deram a ele. O Demogorgon de Dungeons & Dragons e da literatura em nada tem a ver com aquele visto na série.

Por isso, podemos pensar no novo monstro como uma outra adaptação da Thessalhydra, usando seu nome e história como inspiração daquilo que as crianças vão ter de enfrentar.

As referências à Thessalhydra no último episódio

Stranger Things

No final da primeira temporada, vimos os garotos jogando Dungeons & Dragons como habitualmente. O público assiste ao final da partida, com os meninos vencendo um monstro chamado Thessalhydra: Will acerta na criatura com uma bola de fogo e Lucas corta as 7 cabeças do monstro.

Tudo parece ter terminado da melhor maneira quando eles celebram a sua vitória. Mas não será que eles comemoram cedo demais?

Investigando um pouco sobre a origem desse monstro, descobrimos que ele tem 8 cabeças e elas têm a capacidade de se regenerarem. Ou seja, basta ficar apenas uma cabeça para o monstro voltar a fazer crescer as 7 cortadas.

Isso não são boas notícias para os garotos de Stranger Things. Se pensarmos que o primeiro episódio mostrava uma ideia do monstro que eles enfrentariam, tudo indica que a Thessalhydra seja o monstro dessa nova temporada.

As 8 cabeças foram já referidas na primeira temporada

Joyce e Dr. Brenner

Na sua busca por Will, Joyce Byers é informada por Dr. Martin que mais 6 pessoas desapareceram em Hawkins na mesma semana. Se juntarmos essas 6 a Will e Barb, teremos 8 pessoas e 8 hipotéticas cabeças da Thessalhydra.

Barb foi mostrada morta no Mundo Invertido e tudo indica que os outros 6 anônimos tiveram o mesmo destino. Will foi salvo já no limiar da sua absorção por esse mundo de pesadelo, o que novamente nos leva a fazer contas e associações: 7 pessoas capturadas, 7 cabeças do monstro.

Agora, lembra daquele detalhe importante do monstro regenerar suas cabeças tendo apenas uma? O que isso pode dizer acerca do futuro de Will Byers?

Will foi salvo mas ainda não está longe do perigo

Stranger Things

No último episódio, Will encontra-se seguro em casa e (aparentemente) longe do Mundo Invertido. Mas esse universo de terror ainda não largou o garoto e, quando Will está sozinho no banheiro, ele vive uma ilusão de que está novamente no Mundo Invertido.

Isso dura apenas alguns segundos mas é o suficiente para sabermos que Will não é o mesmo. Podíamos pensar que essa visão era somente uma alucinação, um sintoma hipotético de estresse pós-traumático; mas isso é rapidamente descartado quando assistimos ao garoto cuspindo um estranho verme, muito semelhante a outros do Mundo Invertido.

Como surgiu a Thessalhydra?

Stranger Things

O fato de Will ter trazido dentro de si um desses bichos terríveis pode indicar sérias consequências para a segunda temporada. Segundo os manuais de Dungeons & Dragons, a Thessalhydra é apenas um monstro híbrido de uma família maior conhecida como Thessals.

Estas criaturas surgiram primeiramente com origens misteriosas, mas em edições posteriores dos manuais de D&D, foi avançado que elas tinham sido criadas por um feiticeiro. O bruxo Thessalar foi considerado o responsável por corromper ovos de hydra com uma poção chamada “protovida”.

Com o sucesso da corrupção dos genes da hydra, nasceu a Thessalhydra. O feiticeiro Thessalar buscou corromper vários outros monstros com a “protovida”, mas descobriu que apenas funciona com 4 criaturas: hydras, quimeras, cocatrices e gorgónes.

A Thessalhydra é em tudo superior a uma Thessalmera, Thessalgorgon ou Thessaltrice. O monstro híbrido com base na hydra é o único dos 4 capaz de se reproduzir e com uma longa expectativa de vida.

Uma Thessalhydra é capaz de se reproduzir através da infecção de outros seres, colocando neles suas larvas. Isso nos leva a uma pergunta pertinente: será que o que vimos sair de Will era uma dessas larvas?

Os fãs têm apontado também o fato desse ser um monstro criado por um mago como uma ligação ao roteiro de Stranger Things. O feiticeiro de magia negra na história? Dr. Martin Brenner, claro. Era ele a liderar os experimentos científicos com Eleven, o que levaria a abrir um portal para o Mundo Invertido.

Descrição do monstro em D&D

Thessalhydra

Nos manuais de D&D, a Thessalhydra é descrita como uma criatura monstruosa com 8 cabeças rodeando o seu corpo reptiliano, com uma boca afiada no centro. O monstro fica completo com uma cauda de 5 metros semelhante a um torquês, próprio para arrancar e segurar seus inimigos.

De cor vermelha e com cerca de 10 metros de altura, a Thessalhydra é um monstro formidável capaz de colocar o medo no coração dos mais corajosos.

Como derrotar esse monstro?

Stranger Things

Quando seu inimigo é capaz de se regenerar e tem várias fontes de perigo direcionadas a você, como o vai derrotar? Nas lendas gregas, Hércules foi capaz de o fazer apenas com a ajuda do sobrinho: o herói cortava as cabeças, e o jovem queimava seus pescoços, cauterizando e impedindo o seu crescimento iminente.

Em Stranger Things, os garotos vão ter de se unir novamente para conseguir conquistar o monstro. Se Eleven se sacrificou e sozinha aniquilou o Demogorgon, agora a situação é diferente e todos vão ter que agir em equipe.

Isso é algo que vai diretamente ao encontro do coração da série: a união entre os garotos, a amizade prevalecendo sobre todo o resto. É a mensagem perfeita para Stranger Things, onde as crianças vão ter de se unir para lutar novamente contra a escuridão e derrotar as terríveis criaturas que nela vivem.