Star Wars: Os Últimos Jedi não desilude para os fãs que buscam um bom easter egg ou referências cheias de significado. Conheça agora os melhores easter eggs que encontramos no filme – e que a Força esteja com você!

Spoilers para a saga Star Wars.

1. X-Wing esquecida no mar

Luke em Dagobah

Quando Luke disse que tinha escolhido Ahch-To para morrer, ele falava mesmo sério. Sua antiga X-Wing está submersa no mar que rodeia o planeta, uma referência clara de quando Luke aterrissou nos pântanos de Dagobah em O Império Contra-Ataca.

Existe ainda uma outra referência sobre o treinamento de Luke com Yoda, quando Skywalker diz a Rey que não vai ajudar ela a “levitar pedras” com sua mente.

2. Você queria dizer “sabres de luz”?

George Lucas

Luke Skywalker é um homem desiludido que receia treinar Rey sobre os ensinamentos da Força. Uma das coisas que ele diz à jovem para que ela vá embora, é que não consegue vencer a Primeira Ordem com uma “espada laser”. Esta frase poderia ser apenas Luke sendo sarcástico mas, na realidade, é uma referência ao próprio George Lucas.

O criador de Star Wars é conhecido por nunca chamar os sabres de luz com esse nome, preferindo antes chamar eles de “espadas laser”. Sim, sério. Em fases iniciais do roteiro de Uma Nova Esperança, os sabres de luz eram referidos como espadas laser.

3. Os dados dourados

Star Wars

Não se sinta mal se nunca reparou que Han Solo tinha dados dourados em sua Millenium Falcon. Este objeto apareceu apenas por breves segundos no primeiro filme da saga e nunca mais surgiram em cena.

Segundo Pablo Hidalgo – criador executivo da Lucasfilm Story Group – os dados fazem parte da história canônica de Han Solo:

“A história que você ouviria se viajasse para cantinas ou botecos na galáxia de Star Wars é que esses dados estiveram envolvidos em um jogo de Corellian Spike – uma versão de dados de um jogo de cartas chamado sabacc. O rumor é que Han ganhou a Millenium Falcon [de Lando Calrissian] com esses dados. Se isso é ou não conversa de boteco, eu não sei dizer.”

4. O leite colorido dessa galáxia

Star Wars

Em uma das cenas mais bizarras de Os Últimos Jedi, vemos Luke ordenhar um animal e beber seu leite verde como parte da sua rotina diária. Isso é uma referência ao famoso leite azul que Luke bebe em Uma Nova Esperança, quando ainda morava em Tatooine.

Curiosamente, Rogue One tinha uma cena em casa de Jyn Erso quando ela era criança, onde se vê o popular leite azul.

5. As semelhanças entre Poe Dameron e Han Solo

Poe e Han

Mais uma vez temos C-3PO igual a si próprio, falando em estatísticas e probabilidades na base Crait mas ninguém quer dar ouvidos. A voz que se levanta contra este hábito do androide é a de Poe Dameron, em uma referência ao estilo de Han Solo que dizia a C-3PO: “Nunca me diga as probabilidades”.

Han e Poe compartilham o mesmo espírito rebelde e com tendência para quebrarem as regras. E se há pessoa que aprecia exatamente esse tipo de personalidade é Leia, por muitas dores de cabeça que lhe possam dar.

6. O colar de Poe

Poe Dameron

Algo que pode passar facilmente ao lado do público é o fato de Poe usar um colar com um enorme significado pessoal. Esse colar tem um anel que foi o anel de casamento usado por sua mãe, Shara Bey, uma personagem que fez parte da Aliança Rebelde junto de Leia e Luke. Bey também era piloto de aviões como seu filho, e o marido – Kes Dameron – foi um importante sargento das Forças Especiais Descobridores, grupo que Han Solo liderou durante a Batalha de Endor.

7. Reflexo na cave

Luke e Darth Vader

Em Ahch-To, Rey desce até uma cave onde o lado negro da Força é dominante e rapidamente vemos paralelos entre a sua experiência e a de Luke em Dagobah. Rey vê seu reflexo multiplicado na cave sombria e pede para ver seus pais no espelho, acabando por apenas ver ela mesma no reflexo.

Em Império Contra-Ataca, Luke também entra em uma cave sombria onde enfrenta uma versão fantasma de Darth Vader, corta sua cabeça e a máscara revela que Vader é na verdade Luke. Isto é uma mensagem que avisa o jovem Skywalker de que, se atacar Vader, ele irá para o lado negro e vai se transformar ele mesmo em um vilão.

Seguindo a mesma lógica, será que a cave mostra a Rey o seu maior medo - estar sozinha - e responde ainda assim à sua pergunta? Talvez a resposta seja que seus pais não são realmente importantes para ela descobrir seu lugar no mundo, bastando apenas que Rey seja ela mesma para conseguir achar seu rumo.

8. Leia vestida de branco

Princesa Leia

Em Uma Nova Esperança, conhecemos a Princesa Leia com o clássico vestido branco, quando ela dispara contra os stormtroopers. Em Os Últimos Jedi, Leia aparece novamente vestida completamente de branco quando dispara contra Poe, em uma referência ao icônico visual do primeiro filme.

9. Gary, o cachorro

Gary, Rose e Finn

O melhor cameo em Os Últimos Jedi é de Gary, o cachorro de Carry Fisher que agora está com sua filha Billie. Gary aparece no cassino de Canto Bight, transformado em um estranho animal de estimação de um dos jogadores.

Carrie Fisher iria certamente adorar que seu cachorro fizesse parte do universo Star Wars. Este ganha especial significado quando o filme é dedicado à Princesa e General da vida real.

10. Árvore sagrada

Chirrut Îmwe

Em Rogue One, Chirrut Îmwe tinha um bastão construído de madeira Uneti, a mesma madeira que vem da árvore sagrada em Ahch-To e que guardava os livros milenares dos Jedi.

As Uneti são árvores profundamente importantes na história de Star Wars, em especial a que existia no Templo Jedi, em Coruscant, e que foi destruída pelo Imperador.

11. Uma porta especial

Rey e Luke

A X-Wing de Luke está submersa no mar mas nem toda a nave está longe da vista de Luke. Uma das partes da X-Wing é usada por Skywalker como porta da sua casa em Ahch-To. Isto é especialmente significativo quando pensamos que ele usa uma parte do seu passado para afastar tudo e todos que pertencem à sua história antes da chegada nesse planeta.

12. Crait é muito mais importante do que parece

Crait

Crait, o planeta de sal onde a Resistência se reúne no final de Os Últimos Jedi, é um lugar importante na história de Leia. No livro Leia, Princess of Alderaan, ficamos a saber que foi em Crait que Leia descobriu que seu pai adotivo – Bail Organa – liderava a Aliança Rebelde.

Este foi o primeiro passo de Leia para se transformar na rebelde que lutou contra o Império. É uma justiça poética que este seja o local a que Leia retorna, décadas mais tarde, para liderar os sobreviventes da Resistência.

13. Onde está o mau pressentimento?

BB-8

Assistiu a Star Wars: Os Últimos Jedi e ficou admirado por eles terem falhado uma das tradições dos filmes? Estamos falando claro de existir sempre um personagem que diz a frase “Eu tenho um mau pressentimento sobre isso”.

Mas a frase é dita no filme. O diretor Rian Johnson veio confirmar que a frase é realmente dita, levando muitos a pensar que afinal ela não foi dita em inglês mas sim de outra forma… Terá sido BB-8, como o site Screen Rant avança? Segundo essa teoria, a frase terá sido dita por BB-8 na X-Wing de Poe, e terá sido isso que levou o piloto a dizer ao droide para falar em “beeps felizes” para o motivar.

14. Luke aprendendo com Obi-Wan

Obi-Wan Kenobi vs Darth Vader

Durante o duelo entre Kylo Ren e Luke, o Mestre Jedi diz ao sobrinho que nunca irá deixá-lo se ele o atacar. Isto é uma referência à icônica frase dita por Obi-Wan Kenobi a Darth Vader em Uma Nova Esperança, quando o Obi-Wan diz que, se Vader o atacar, ele se tornará mais poderoso do que o seu inimigo consegue imaginar.

15. Uma jornada, dois sóis

Luke Skywalker

Lembrar de Luke Skywalker no início da sua jornada é lembrar de um jovem olhando para o horizonte de Tatooine e seu sóis gêmeos. Esta imagem icônica tem sua homenagem no fim da vida de Luke, quando ele se liberta da sua forma física enquanto olha o horizonte no topo de Ahch-To, naquela que é uma das cenas mais belas e nostálgicas de Os Últimos Jedi.

Os dois sóis fazem a ligação entre a juventude idealista de Luke em Tatooine e o seu final pacífico e determinado em Ahch-To, completando assim a jornada épica da sua fascinante e complexa vida.

16. A Força no Universo

Aliança Rebelde

No final do filme, o garoto dos estábulos que ajudou Rose e Finn revela ser sensível à Força quando “puxa” a vassoura para sua mão. É um momento sutil do filme mas indica que existem pessoas sensíveis à Força que poderão continuar o legado dos Jedi, possivelmente de novas e melhores formas que no passado.

O garoto olha para o céu de uma forma que lembra o olhar de Luke no horizonte quando era jovem e buscando algo mais. Usando o anel de Rose com o símbolo da Aliança Rebelde, o garoto de Canto Bight representa também a esperança renovada em toda a galáxia, graças ao sacrifício final de Luke Skywalker.