Roteiristas revelam segredo do sucesso dos longas da Marvel Studios

Nos últimos dez anos, os fãs vem acompanhando uma dos maiores sucessos da história do cinema. O Universo Cinematográfico da Marvel se tornou uma das maiores referências de filmes de super-heróis da atualidade e conseguiu trazer um grande público para as salas de cinema. E os roteiristas de Vingadores: Ultimato decidiram revelar a fórmula de sucesso dos longas.

Durante um painel da Disney, Christopher Markus e Stephen McFeely falaram sobre o enorme sucesso que o universo compartilhado vem fazendo. Para eles, um dos principais pontos foi lá em 2008, com Homem de Ferro de Jon Favreau, em que não se escondia mais a identidade dos heróis.

Homem de Ferro

Pense na narrativa que lhes permitiu isso. Se eles tivessem decidido manter a ideia de que tínhamos que manter esse segredo, agora você está contando certos tipos de histórias.

Os roteiristas acreditam que não existe essa coisa de fórmula, mas sim, a história de um personagem que tem falhas e cresce com isso. A forma como eles são desenvolvidos e evoluem acabam chamando a atenção do público.

Sobre isso, McFeely deu sua opinião e mostrou seu ponto. Para ele, assim como para Markus, Steve Rogers é um cara que tem sua ideia fixa sobre sua opinião, por exemplo.

Muitas vezes pensamos que a falha do personagem é sua força. Steve Rogers por exemplo - ele é o cara que pode fazer isso o dia todo. Ele é absolutamente fixo em sua opinião. Ele é o Gary Cooper de muitas maneiras, mas isso causa problemas. Ele não se dobra. Ele se sacrifica por aquilo que acredita.

Será que essa é realmente a fórmula do sucesso dos filmes da Marvel Studios? Você concorda com isso? Conta pra gente nos comentários!

O próximo filme da Marvel Studios para a fase 4 do UCM é Viúva Negra, que chega aos cinemas em 1° de maio de 2020.

FIQUE LIGADO:

Fase 4 MCU | Tudo que foi anunciado pela Marvel Studios na SDCC 2019

Marvel Studios pretende anunciar elenco de X-Men e Quarteto Fantástico em 2020

Marvel Studios vai continuar lançando até QUATRO filmes por ano!

Fonte: Deadline