As mortes mais emocionantes de The 100

The 100 é uma série pós-apocalíptica que não tem medo de ser cruel com os personagens, incluindo mortes brutais e sacrifícios emocionantes.

Até o momento, já vimos tribos lutando contra tecnologia avançada, uma estação espacial caindo do céu, um culto de inteligência artificial e vários apocalipses.

Atenção: contém spoilers da série!

Luna

luna

Quando os fãs conheceram Luna, perceberam que todo o conflito entre as tribos a havia extenuado. Ela liderava o Floukru e o manteve fora das politicas dos restantes Grounders de forma a proteger o seu povo.

Tudo mudou quando a praga da radiação Praimfaya começou a atingir seu clã, fazendo dela a única sobrevivente devido a seu sangue especial. Cheia de angústia e ódio, Luna planejou ganhar o Conclave Final de forma a que ninguém entrasse no búnquer e sobrevivesse ao Praimfaya.

Durante o discurso de Luna sobre aceitação da escuridão dentro de si mesma, Octavia a apunhalou, acabando com seu sofrimento interior e conseguindo salvar assim 100 membros de cada clã.

Jasper

jasper

O personagem que nos habituou a suas cenas de comédia entrou em depressão profunda durante duas temporadas e acabou se suicidando.

Jasper juntou vários sobreviventes cansados da vida e resolveu entrar em uma grande festa que culminaria na overdose de todos eles, acabando assim com o sofrimento de uma vida em que o único objetivo é sobreviver.

Monty Green e Harper McIntyre

monty e harper

De todas as mortes em The 100, estas foram as mais nobres. O casal decidiu ficar acordado durante a travessia do grupo pelo espaço, de forma a guiar os sobreviventes adormecidos até um novo planeta habitável. Embora eles próprios não chegaram a ver o novo local, eles conseguiram salvar centenas de pessoas.

Monty e Harper decidiram viver sozinhos para que as pessoas que eles amam conseguissem sobreviver e o seu sacrifício é importante porque, no meio de eventos brutais e dos massacres, eles provam que ainda existe generosidade na humanidade.

Ontari

ontari

Criada pela Nação do Gelo para ser a perfeita líder, Ontari era afinal apenas uma garota mimada com desejo de poder. Ela pegava tudo o que queria e quando queria, e isso a levou a matar até seus concorrentes diretos quando dormiam.

Porém, quando Jaha esmagou sua cabeça, vemos sua verdadeira natureza: uma garota aterrorizada por perder sua possibilidade de se tornar alguém.

Anya

Anya

Anya passou de inimiga de Clarke para sua aliada. Apesar do duo manter uma relação instável durante sua aliança na temporada 2, elas acabaram eventualmente trabalhando juntas de forma a chegar à paz.

Infelizmente, quando tudo parecia estar correndo bem, um guarda da Arca dispara contra Anya nas costas, acabando com as esperanças de vermos as tribos vivendo de forma pacífica.

Thelonius Jaha

jaha

Durante a série, o líder da Arca, Thelonius Jaha, sempre foi uma espécie de vilão com boas intenções. Na verdade, ele sempre tentou fazer o melhor que podia mas sem conseguir atingir isso.

Na altura do Praimfaya, Jaha esteve entre os sobreviventes que Octavia não escolheu para salvar no búnquer, fazendo com que ele finalmente revisse seu filho na morte.

Finn Jones

finn

Se houve um momento em que os Delinquentes deixaram de ser adolescentes e passaram a ser adultos em um mundo sombrio, foi no sacrifício de Finn.

Tanto Clarke como Raven o amavam, e a maior parte dos restantes o respeitavam. Porém, a vida na Terra o mudou e ter que matar para sobreviver provocou o pior nele.

Quando os Grounders vieram buscá-lo, não foi surpresa alguma depois do que Finn havia feito. Essa morte mudou tudo na série, a partir daqui não houve forma de voltar atrás.

Roan

roan

O rei da Nação do Gelo sempre viveu sob um código de honra, mesmo que isso o colocasse em perigo. Durante o Conclave Final, Roan recusou até a ajuda de Echo, considerando isso errado moralmente.

No entanto, isso fez com que acabasse afogado por Luna em praça pública. Foi um final triste, especialmente tendo em conta que ele se havia tornado um dos personagens mais populares da série.

Wells

wells

Wells sempre tentou manter a paz e gostava tanto de Clarke que arriscou sua vida para a seguir para a Terra. Mas, apesar de todo o bem que ele fez, a maior parte dos Delinquentes não conseguia ultrapassar o fato de ele ser filho de Jaha.

Foi assim que Charlotte acabou matando Wells, como vingança por Jaha ter executado seus pais. Esse foi um momento surpreendente para o público, ao ver um dos personagens principais da série morrer de forma tão abrupta e tão cedo na série.

Lincoln

lincoln

Após o seu romance com Octavia durante a temporada 1, Lincoln se tornou um favorito dos fãs, principalmente devido a seu desejo pela paz e aceitação entre as tribos.

Após se revoltar contra a forma horrível como os Grounders doentes estavam a ser tratados pelo Skaikru, Lincoln foi preso e eventualmente sentenciado à morte. Octavia claro que tentou salvá-lo, mas ele recusou permitir que os demais prisioneiros morressem para ele se salvar.

Assim, Lincoln foi forçado a se ajoelhar na lama perante Pike, que o alvejou na cabeça. A partir daqui, Octavia nunca mais foi a mesma, começando um caminho em que viria a se tornar uma das personagens mais importantes da trama.

Tor Lemkin

the 100

Lá na primeira temporada, assistimos a um sacrifício em grupo. Sem saber que a Terra era uma opção viável de sobrevivência, 320 habitantes da Arca decidiram se matar para que o oxigênio no local pudesse durar mais tempo, e os engenheiros pudessem consertar o suporte de vida.

O sacrifício de todos foi emocionante, mas um personagem ganhou destaque. Pai de uma menina com cegueira parcial, Tor Lemkin decide ser um dos passageiros a se sacrificar, o que ele faz para que sua filha tenha mais chances de sobrevivência.

Atom

the 100

Embora seja um personagem de pouca expressão durante a primeira temporada, Atom teve uma morte significativa e emocionante, que demonstrava já no início as experiências traumáticas às quais os 100 iriam se submeter.

Atom acaba sendo atingido pela névoa ácida. Quando Bellamy, Charlotte e Clarke tropeçam em seu corpo desfigurado, Atom pede para que Bellamy acabe com seu sofrimento e o mate, mas o amigo não consegue. Clarke assume a tarefa e atinge o pescoço de Atom com uma faca, enquanto conversa com ele até sua morte.

Nyko

the 100

Durante as segunda, terceira e quarta temporadas, vimos Nyko sempre ajudando a curar os feridos, além de ajudar aqueles que precisavam de outras coisas. Mas seu espírito altruísta foi além quando se sacrificou para salvar Luna de um ataque de drone.

Além de sua morte ter sido inesperada, Nyko era um desses personagens que se tornou querido do público no decorrer dos episódios.

A.L.I.E.

alie

No início do fim do mundo, a cientista Becca tentou criar uma inteligência artificial que ajudasse a proteger as pessoas. Em vez disso, o seu programa A.L.I.E. decidiu que a humanidade era demasiado perigosa e hackeou vários sistemas de armas pelo mundo, lançando misseis por todo lado e acabando com o mundo.

Quando Jaha encontra seu núcleo, A.L.I.E. tenta novamente infetar todos os sobreviventes. E ela quase o consegue até que Clarke e seus companheiros a derrotam. Ver A.L.I.E. se desligando e todo mundo ficar livre de sua influência é um dos momentos mais emocionantes da série.

Charlotte

charlotte

Após Murphy ter sido quase enforcado devido ao assassinato de Wells, Charlotte quis ter a certeza que mais ninguém sofreria por causa de suas ações.

Confrontada com a opção de se entregar ou de ver os sobreviventes entrarem em uma espécie de guerra civil, a garota decidiu cometer suicídio ao se jogar de uma ravina, deixando todo mundo em choque.

Sinclair

Sinclair

O mentor de Raven na Arca e também na Terra, perdeu sua vida a protegendo do vilão Emerson. O engenheiro fez de tudo para a proteger, murmurando com seu último suspiro para ela escapar e o deixar.

Esta morte foi especialmente dura devido a todas as dificuldades pelas quais Raven já havia passado na série.

Maya

maya

Maya morreu como uma heroína. Após os sobreviventes terem sido levados para o Monte Weather, Maya provou sua coragem ao se arriscar para salvar os inocentes.

No final, ela aceitou seu destino com bravura quando Bellamy e Clarke decidiram irradiar todos os Homens da Montanha, incluindo ela, de forma a salvar os seus companheiros.

Lexa

Lexa

Durante a segunda e terceira temporadas de The 100, vimos como Clarke e Lexa se apaixonaram, trazendo alguma esperança para o futuro das relações atribuladas das duas tribos.

Porém, logo após as duas finalmente consumarem seu amor, Lexa foi morta em um acidente trágico. As repercussões de sua morte foram terríveis e o impacto em Clarke foi muito emocionante.

Zeke Shaw

the 100

Logo no primeiro episódio da 6ª temporada, vimos a morte de um personagem que acompanhamos durante o 5º ano da série. Zeke acabou morrendo durante uma expedição para explorar o Santuário, logo depois de sair do sono criogênico na Eligius IV.

Durante a expedição, o jovem acaba precisando fugir de um enxame de insetos vorazes, mas acaba se aproximando muito de um poderoso campo de força que cercava uma comunidade desconhecida. Ele acaba sofrendo envenenamento por radiação letal, mas antes de morrer ainda consegue orientar Clarke sobre formas de baixar o campo de força e salvar os demais presentes tanto do enxame quanto do destino que ele teve.

Marcus Kane

the 100

Quando Marcus Kane desenvolveu uma perigosa infecção no final da 5ª temporada, os espectadores já esperavam que o personagem tivesse um destino trágico. Mas não estávamos preparados para como seria sua morte.

Para impedir que a infecção seguisse se espalhando pelo corpo de Kane, ele foi submetido a um sono, mas acabou sendo cobaia da estratégia dos Primes de criar organismos de acolhimento em busca de imortalidade. Abby Griffin e Prime Simone transferiram a consciência de Kane para um novo corpo.

Ao acordar e perceber que sua sobrevivência tinha implicado na morte da consciência original do corpo que agora habitava, ele toma o sangue noturno, retorna ao seu corpo original e se ejeta no espaço exterior, a tempo ainda de ter uma emocionante despedida de Abby.

Abigail Griffin

the 100

A 6ª temporada também emocionou os fãs ao matar essa personagem, que já acompanhávamos desde o episódio piloto da série. Mãe da protagonista, Abby teve algumas atitudes no decorrer dos episódios que fizeram com que outros personagens questionassem suas intenções.

No sexto ano do programa, inclusive, ela passou boa parte dos capítulos trabalhando junto aos Primes no desenvolvimento do novo sangue noturno, para salvar a vida de sua neta Madi. Contudo, o primeiro-ministro Russel decide usar o corpo de Abby como hospedeiro de sua esposa Simone, para salvar sua vida. Abby teve sua consciência destruída, momento em que assistimos à personagem vendo sua vida passando diante de seus olhos.

FIQUE POR DENTRO:

Conheça as melhores séries de Ficção Pós-Apocalíptica.

Séries marcantes que valem a pena ver de novo!

Saiba quais as melhores séries de zumbis para assistir!