A história de Hal Jordan, o maior Lanterna Verde de todos os tempos

O Lanterna Verde é um herói que possui sua origem na Era de Ouro dos Quadrinho, lá na década de 30, com poderes mágicos e atendendo pleo nome de Alan Scott. Foi apenas na Era de Prata que o personagem foi remodelado para ter uma pegada mais voltada para a ficção científica, e é esse o Lanterna Verde mais conhecido hoje em dia. Conheça um pouco mais sobre Hal Jordan, um dos fundadores da Liga da Justiça (nos quadrinhos) e o maior Lanterna Verde da história.

Enfrentando seus medos

origem

Hal Jordan nasceu em Coast City, o filho do meio de Jessica e Martin Jordan. Seu pai era um piloto de testes de uma base aérea e o ídolo da infância de Hal. Infelizmente, Hal teve de enfrentar seu maior medo ainda criança, testemunhou a morte de sua pai em um acidente de voo. Isso marcaria o jovem garoto pelo resto de sua vida.

 Ao completar dezoito anos, Hal Jordan contraria os desejos de sua mãe e foge de casa para seguir os passos de seu pai. Hal se alista na Força Aérea Americana, onde, após anos de treinamento, também se torna um exímio piloto de jatos

Escolhido pelo anel

Escolhido

Sua vida, no entanto, não estava fadada a ser uma cópia daquela vivida por seu pai. Hal seria muito mais que um piloto. Certo dia, durante um treino de voo, uma energia verde envolve Hal e o transporta até o local da queda de uma nave alienígena. Hal se aproxima dos destroços e descobre um alienígena em seus últimos momentos de vida.

Esse alienígena era Abin Sur, membro da Tropa dos Lanternas Verdes, uma força policial que assegurava a paz em todo o universo. Sua nave havia sido atacada durante uma patrulha e teve que forçar um pouso de emergência na Terra. Visando encontrar um substituto para sua posição, Abin Sur usou os poderes do anel para encontrar alguém digno. Foi assim que Hal Jordan foi encontrado. Ele pega o anel das mãos do alienígena e aceita a responsabilidade de se tornar um Lanterna Verde.

A Tropa dos Lanternas Verdes

tropa

Após esse evento, Hal Jordan é transportado até o planeta Oa, base dos Lanternas Verdes e lar da Bateria Central, a fonte de energia que abastece todos os anéis da Tropa. A Bateria foi criada e é protegida pelos Guardiões, um grupo de alienígenas imortais.

Hal começa então a aprender tudo sobre essa ordem. Teve como mentor outro Lanterna mais experiente chamado Sinestro. Ele contou que o universo é dividido em 3600 setores, sendo cada uma dessas partes é protegida por um Lanterna Verde. A Terra se encontrava no setor 2814, e Hal Jordan foi o primeiro Lanterna Verde humano da história da tropa.

Também foi explicado a Hal o funcionamento dos anéis dos Lanternas Verdes. São consideradas as armas mais poderosas do Universo, capazes de produzir construtos de energia na forma do que quer que seu usuário imagine. Além disso, quanto maior for a força de vontade do Lanterna Verde, ou seja, quanto maior é sua capacidade de enfrentar o medo, mais potente será  anel.

Enquanto Sinestro se encarrega de mostrar para Hal o funcionamento e a filosofia da Tropa, Kilowog, o sargento de operações dos Lanternas Verdes, se responsabilizou por seu treinamento de combate. 

De mentor a vilão

Sinestro

Sinestro era considerado o maior dos Lanternas Verdes, jamais derrotado em combate algum e possuidor de uma incrível força de vontade. Também era o Lanterna Verde mais empenhado na tarefa de manter a ordem no universo. Tanto era que ficou obcecado com isso. Em busca de sua ordem perfeita (e deturpada), Sinestro retornou ao seu planeta natal e, com os poderes de seu anel, implementou uma ditadura na qual ele era o líder supremo.

Hal Jordan descobre que Sinestro está usando os poderes dos Lanternas Verdes para o mal e enfrenta seu mentor. Com a ajuda da população, que havia se voltado contra seu ditador, Hal consegue vencer Sinestro, mesmo não sendo ainda tão experiente. Sinestro foi levado a julgamento em Oa, onde foi condenado ao exílio no Universo de Antimatéria

Inimigos

Inimigos

Hal Jordan continuaria a ajudar os Lanternas Verdes a manter a ordem no Universo, se responsabilizando pelo setor 2814. Combateu várias ameaças, ajudou a fundar a Liga da Justiça, e conquistou o título de maior Lanterna Verde de todos os tempos.

Vários foram os inimigos que conquistou ao longo do caminho, sendo o mais insistente deles o já citado Sinestro. O vilão não ficou se lamentando após seu exílio. Fez alianças com os habitantes do Universo de Antimatéria e forjou para si um novo anel de poder amarelo, a cor que é a fraqueza dos anéis verdes. Seu anel era fortalecido pela capacidade de infligir medo de seu portador. Com esse novo poder, Sinestro criaria sua própria facção de inimigos munidos de anéis de poder, a Tropa Sinestro.

Outro inimigo recorrente de Hal Jordan é a Safira Estrela. Essa inimiga é na verdade a chefe de Hal Jordan na base aérea que trabalhava, além de um grande interesse romântico do herói. Ela foi escolhida por uma raça alienígena para se tornar sua rainha, concedendo-lhe poderes e uma outra personalidade. No entanto, sua paixão secreta pelo Lanterna Verde a impediu de ir com os alienígenas para seu planeta.

Por fim, outro inimigo que vale a pena ser mencionado é o Parallax, uma entidade demoníaca extremamente poderosa que se alimenta do medo dos seres vivos. Ele está aprisionado dentro da Bateria Central dos Lanternas Verdes e é a impureza amarela da energia dos anéis. Parallax é a razão pela qual os Lanternas possuem fraqueza contra a cor amarela.

Tornando-se aquilo que sempre combateu

Parallax

Certa vez, a cidade de Hal Jordan, Coast City, e seus habitantes foram completamente obliterados pelos vilões Mongul e Superciborgue. Isso despertou a raiva do Lanterna Verde, que foi enfrentar Mongul imediatamente. O herói derrotou o vilão, superando até mesmo a desvantagem da luta imposta pela pele amarela de Mongul.

De luto, Hal utilizou seu anel para recriar Coast City e seus habitantes. Foi um construto colossal, uma cidade inteira e "viva", repleta de moradores, tudo feito de energia verde. No entanto, Hal foi repreendido pelos Guardiões por usar os poderes do anel para benefício próprio e exigem que ele vá para Oa, para receber uma ação disciplinar. Isso só deixa Hal ainda mais enfurecido que parte para Oa, não para um puxão de orelha, mas em busca de mais poder.

Em seu caminho, Hal encontra vários outros Lanternas Verdes, que percebem as más intenções do terráqueo e tentam impedi-lo. Hal derrota todos e toma seus anéis para si. Em Oa ele enfrenta e mata Kilowog. Nada parece o impedir de chegar até a Bateria Central. Os Guardiões libertam Sinestro para que ele possa derrotar Hal, mas nem isso se mostra eficiente.

Por fim, Hal Jordan ganha acesso à Bateria Central e absorve toda a energia. Com isso, ele se torna praticamente onipotente e assume o nome de Parallax!

Luta pela sua alma

Espectro

Por certo tempo, Hal Jordan, então como Parallax, age como um vilão. Chega até mesmo a enfrentar os membros da Liga da Justiça. Seus dias de vilão chegariam ao fim após matar o Superciborgue. Parallax é contatado por Kyle Rayner, o mais novo Lanterna Verde da Terra, que pedia ajuda ao antigo herói para salvar o planeta.

A Terra passava por uma crise nunca antes vista. Uma entidade espacial gigantesca, semelhante a uma névoa negra, estava devorando o Sol, e impedia que qualquer luz chegasse à Terra. Buscando se redimir, Hal Jordan resolve impedir o Devorador de Sois, mas antes passa na Terra, cura John Stewart (outro Lanterna Verde) de sua paraplegia e ressuscita o Arqueiro Verde. Hal se teleporta para onde o Sol costuma estar e gasta todas as suas energias para destruir o Devorador de Sois e para reacender o Sol, morrendo no processo.

No entanto, esse não foi o fim de Hal Jordan. Seu espírito se uniria ao Especto, uma entidade também conhecida como o Espírito da Vingança. Espectro, apesar de usar Hal como um hospedeiro para suas tarefas vingativas, também tinha uma boa intenção ao se juntar ao herói caído. Estava ali para ajudar a conter a entidade Parallax que ainda possuía o espírito de Hal.

Hal, por ser o Lanterna com maior força de vontade, era quem tinha mais contato com a energia do anel e, por consequência, com a impureza amarela. Tudo foi um plano de Sinestro, que facilitou Parallax a influenciar a mente de Hal, levando-o a matar os outros Lanternas e a consumir a Bateria Central. Ao consumir a Bateria, Hal teve seu espírito completamente possuído por Parallax.

Eventualmente, Hal consegue vencer a batalha interna contra Parallax e tem seu espírito reunido ao seu corpo. Ele volta a ser um herói e aprisiona Parallax mais uma vez dentro da Bateria Central. Hal ainda teria muito trabalho pela frente, pois Sinestro ainda estava à solta e tinha uma Tropa dos Lanternas Verdes para reestruturar.  

Poderes

Poderes

Os poderes de um Lanterna Verde estão diretamente associados ao anel de poder que usam. Esse anel possui uma quantidade limitada de energia, mas que pode ser recarregada após recitar o juramento da Tropa dos Lanternas Verdes. Quanto maior for a força de vontade de seu usuário, mais fortes serão os efeitos do anel.

Dentre os vários poderes que o anel concede, os principais são:

Voar

O Lanterna Verde é capaz de se levitar e voar à altas velocidades, rápido o suficiente para realizar viagens espaciais.

Projeção de Energia

Capacidade de disparar raios de energia verde de diferentes intensidades. Já foi revelado que Hal Jordan consegue realizar um disparo com energia suficiente para destruir um planeta (não é a toa que o anel é considerado uma das armas mais poderosas do universo).

Campos de Força

Além de ser usado para o ataque, o anel pode ser usado para a defesa, criando campos de força super-resistentes ao redor de alvos. Esse campo de força envolve o Lanterna o tempo, e o possibilita agir em ambientes inóspitos, como o vácuo do espaço ou o fundo do mar.

Superforça

O anel também concede força sobre-humana à Hal Jordan, ao ponto e capacitá-lo a enfrentar em combate mano a mano contra seres superpoderosos.

Projeção de construtos

A energia do anel também pode ser moldada nas mais diferentes formas, de acordo com a criatividade do Lanterna Verde que estiver usando. Pode assumir a forma de seres vivos, armas, ferramentas, veículos, e o que mais decidirem.

Esse foi o essencial sobre a trajetória de Hal Jordan nos quadrinhos. Também é um fã desse super-herói? Conta qual é o seu momento favorito desse personagem.