Episódio de Os Simpsons com Michael Jackson é retirado do ar

Em 2019 fará dez anos que o rei do pop, Michael Jackson, faleceu. O cantor, que arrastava multidões, sempre passou por diversas polêmicas, incluindo escândalos de pedofilia.

Por conta de depoimentos de algumas pessoas em um documentário sobre o cantor, chamado Deixando Neverland da HBO, os produtores de Os Simpsons decidiram tirar o episódio Stark Raving Dad (no Brasil 'Papai Muito Louco') do ar.

Episódio retirado

Os Simpsons

De acordo com as afirmações dadas ao Wall Street Journal por James L. Brooks, produtor da série animada, retirar o episódio durante as alegações de estupro é algo estratégico para eles.

Parece claramente a única escolha a se fazer. Os caras com quem trabalho - onde nós passamos nossas vidas brigando por piadas - pensaram nisso. Este foi um episódio precioso. Há muitas memórias fantásticas que encerramos neste, e isso certamente não permite que permaneçam. Eu sou contra qualquer tipo de queima de livros. Mas este é o nosso livro, e nós estamos autorizados a tirar um capítulo.

Al Jean e Matt Groening, também produtores de Os Simpsons, falaram com a Variety. Jean confirmou sua posição ao lado de seus amigos, mas foi breve em sua resposta, apenas dizendo que estava de acordo.

O episódio em questão se tornou muito famoso por ter virado uma espécie de lenda urbana da série. O personagem era um homem internado em um hospital psiquiátrico, que insistia em dizer que era Michael Jackson, apesar de não parecer nada com o rei do pop.

O papel citado não foi creditado, mas muitos fãs notaram a semelhança da voz com Michael Jackson. Algum tempo depois, Matt Groening confirmou que o personagem foi dublado pelo cantor.

O rei do pop não chegou a cantar na série por conta do contrato com a gravadora, mas não se importou em não ser creditado.

James L. Brooks ainda confirmou que o episódio será retirado da sessão de streaming Simpsons World e de futuros lançamentos caseiros da série.