A vida de Dumbledore, um dos maiores bruxos do mundo de Harry Potter

Uma das notícias sobre Animais Fantásticos: Os Crimes de Grindelwald que mais chamaram a atenção dos fãs do universo Harry Potter foi a confirmação de um antigo e querido personagem dessa série. Trata-se da participação de Dumbledore, o diretor de Hogwarts, que na época desse filme ainda era apenas um professor. Conheça mais sobre essa grande figura do mundo bruxo!

Família quebrada

ariana

Alvo Percival Wulfrico Brian Dumbledore, nasceu no verão de 1881, filho de Percival e Kendra Dumbledore. Ele era o filho mais velho e tinha dois irmãos, Aberforth e Ariana. Viviam em um pequeno vilarejo e a vida parecia boa para todos, até que um dia, uma tragédia aconteceu. Um grupo de garotos trouxas viram Ariana realizar uma magia e, assustados pelo que viram, atacaram a garota.

Como consequência do ataque, Ariana ficou mental e emocionalmente traumatizada, tendo dificuldades em realizar o mais simples feitiço desde então. Isso causou a fúria de seu pai, Percival, que se vingou dos garotos trouxas usando a maldição cruciatus neles. Por causa disso, Percival foi condenado a Azkaban, onde permaneceu até sua morte.

O caso da tortura dos garotos foi amplamente conhecido pelos bruxos da época, que passaram a também ver o resto da família Dumbledore como odiadores de trouxas. Para fugir dos olhos lugadores e buscar um novo começo para sua família, Kendra se mudou com os filhos para a vila de Godric's Hollow. Com a exceção de sua vizinha, Bathilda Bagshot, Kendra passou a evitar todas as pessoas, e assim Alvo aprendeu que jamais deveria mencionar seu pai ou sua irmã a ninguém.

Anos em Hogwarts

hogwarts

Então, Alvo recebeu uma coruja com uma carta de Hogwarts. Lá ele foi selecionado para a Casa Grifinória, e assim começou sua vida acadêmica. Foi nos seus anos em Hogwarts que Dumbledore começou a ganhar sua fama, não apenas a de ser um bruxo brilhante, mas também a de ser uma pessoa muito bondosa. Esse último atributo pode ser visto em sua primeira amizade na escola. Ficou amigo de Elifas Doge, um jovem que sofria de varíola de dragão, o que causava o afastamento dos outros estudantes.

É longa a lista de conquistas de Alvo Dumbledore durante seu período em Hogwarts. Tornou-se um monitor durante seu quarto ano, e monitor-chefe no sétimo. Ganhou o Prêmio Barnabus Finkley por Excepcional Performance Mágica. Tornou-se o Jovem Representante Britânico do Conselho de Wizengamot. Recebeu uma medalha de ouro por grande contribuição à alquimia na Conferência Internacional no Cairo. Também foi considerado o estudante mais brilhante a ter frequentado Hogwarts.

Gerardo Grindelwald

grindelwald

Ao se graduar em Hogwarts, Dumbledore planejava fazer uma viagem pelo mundo ao lado de seu amigo Doge. Contudo, seus planos foram suspensos após uma nova tragédia cair sobre sua família. Sua mãe, Kendra, morreu acidentalmente após um descontrole dos poderes mágicos de Ariana. Dumbledore, a contragosto, foi obrigado a assumir a liderança de sua família e se responsabilizar por seus irmãos.

Nessa época Dumbledore começou a ter seus primeiros desentendimentos com seu irmão Aberforth. Impediu que ele abandonasse Hogwarts para cuidar de Ariana e insistiu que ele deveria focar em seus estudos. Foi também nessa época que Dumbledore conheceu Gerardo Grindelwald, um jovem bruxo tão brilhante e talentoso quando Alvo. Grindelwald estava em Godric's Hollow em busca de dicas para encontrar as Relíquias da Morte.

Os dois se tornaram grandes amigos e não demorou muito para que Dumbledore desenvolvesse uma admiração e paixão por Grindelwald. Ficou fascinado pelas ideias de Grindelwald sobre a dominação dos bruxos e conquista de poder pelo bem maior e se juntou à causa. O bruxo concedia a Dumbledore uma chance de escapar da mesmice daquela pequena vila e um modo de se sentir importante novamente.

O envolvimento de Alvo e Grindelwald, bem como as ideias anti-trouxas que os dois tinham, causaram o repúdio de Aberforth. Ele confrontou Dumbledore, dizendo que ele estava negligenciando os cuidados de Ariana e que não poderia seguir Grindelwald, pois teria que levá-la consigo. As palavras do irmão mais novo abriram os olhos de Dumbledore e enfureceram Grindelwald, que usou a maldição cruciatus em Aberforth.

Imediatamente os três começaram um duelo de feitiços. Ariana tentou intervir e parar a confusão, mas não possuía controle suficiente sobre seus poderes para impedir os três homens. Até que tudo acabou. Uma maldição disparada por uma das três varinhas atingiu Ariana e a matou. Grindelwald fugiu imediatamente, deixando Aberforth e Alvo arrasados. Desde então Aberforth rompeu suas relações com Alvo e foi embora, não sem antes quebrar o nariz do irmão com um soco.

O maior mago moderno

professor

Após a morte de Ariana, Dumbledore deu prosseguimento a sua vida. Queria fazer a diferença com suas habilidades e por isso escolheu ser um professor e ensinar as novas gerações de bruxos. Retornou para Hogwarts, onde se tornou o novo professor de transfiguração.

Por volta de 1910 um de seus estudantes foi Newt Scamander, aluno quieto e reservado que possuía uma paixão pelo trato de criaturas mágicas. Newt acabou se envolvendo em um incidente com uma criatura que colocou a vida de outros estudantes em risco. Por causa disso ele seria expulso, mas graças a intervenção de Dumbledore, ele pode manter sua varinha.

Enquanto Dumbledore estava em Hogwarts, preocupado com a formação de novos bruxos, Grindelwald continuava a agir pelo mundo. Agora um reconhecido bruxo das trevas, Grindelwald reunia seguidores em sua campanha pela superioridade bruxa. Isso preocupava Dumbledore, que buscou a ajuda de seu ex-aluno, Newt Scamander, no combate aos planos de Grindelwald. É nesse ponto que se passa a história de Animais Fantásticos: Os Crimes de Grindelwald.

Outra função que Dumbledore exercia em Hogwarts era a de recrutador de novos estudantes, jovens nascidos em lares trouxas que desenvolvem habilidades mágicas. Um desses alunos foi Tom Riddle, um garoto órfão que vivia em um orfanato. Desde seu primeiro encontro com Tom, Dumbledore suspeitou de sua propensão a crueldade, sigilo e dominação. Por causa disso, manteve sempre um olho atento sobre ele e foi o único professor em Hogwarts a não ser seduzido pelo charme do garoto. Isso também fez com que Tom desenvolvesse um certo temor por Dumbledore.

O maior duelo da história da magia

duelo

As forças de Grindelwald só aumentavam, cujo sucesso não se dava apenas no número de seguidores de sua causa que só crescia. Sua busca pelas Relíquias da Morte também mostrara frutífera, tendo encontrado a Varinha das Varinhas.

Apesar do seu medo de Grindelwald poder revelar quem realmente havia matado Ariana, em 1945 Dumbledore resolveu por um fim nessa história. Encontrou seu antigo amigo e travaram um novo duelo de feitiços que foi considerado o duelo mais lendário da história. Dumbledore mostrou ser o mais habilidoso e conseguiu derrotar Grindelwald e a Varinha das Varinhas. Grindelwald foi entregue às autoridades e aprisionado em Nurmengard.

Ao fim disso tudo, Dumbledore tomou a Varinha das Varinhas para si. Contudo esse não seria seu único prêmio. Por conta do bem prestado à comunidade bruxa do mundo todo ao derrotar Grindelwald, Dumbledore foi condecorado com uma Ordem de Merlim de Primeira Classe, o maior prêmio da comunidade bruxa.

Diretor de Hogwarts

Voldemort

Por volta da segunda metade dos anos 60, Dumbledore foi finalmente indicado ao cargo de diretor de Hogwarts, posto que assumiu com grande honra. Também tinha recebido vários convites para se tornar Ministro da Magia, porém sempre recusou esse cargo, pois considerava uma posição de grande poder, e a busca por poder sempre foi o seu fraco. O mais sábio era se abster disso.

Certa vez, pouco depois de assumir a posição de diretor de Hogwarts, Dumbledore recebeu a visita de seu ex-aluno Tom Riddle. O rapaz, agora um já um adulto formado e que respondia pelo nome de Lord Voldemort, pediu ao diretor a oportunidade para assumir o cargo de professor da disciplina de Defesa Contra as Artes das Trevas. Entretanto, Dumbledore sabia dos envolvimentos nefastos de Voldemort, e o negou a vaga. Irritado, Voldemort amaldiçoou a vaga, fazendo com que, desde então, nenhum professor pudesse se manter no cargo por mais de um ano.

Outro de seus feitos como diretor foi possibilitar os estudos de Remo Lupin, um jovem aluno que sofria de licantropia, se transformando em lobisomem em todas as luas cheias. Para isso, Dumbledore o realocava para a Casa dos Gritos nas noites de lua cheia, onde poderia se transformar em um monstro sem botar ninguém em perigo. Além disso, mandou que plantassem um salgueiro lutador para proteger a entrada da passagem secreta que levava à casa.

A ascensão e a queda de Lord Voldemort

Ordem

Assim como Grindelwald no passado, Lord Voldemort se tornou um temível bruxo das trevas nos anos seguintes à sua visita ao gabinete de Dumbledore. Aliciou vários bruxos à sua causa de supremacia e ódio aos trouxas, e os chamou de Comensais da Morte.

Dumbledore, por ser a pessoa que Voldemort mais temia no mundo, se viu na obrigação de organizar uma oposição ao bruxo das trevas. Assim foi formada a Ordem da Fênix, um grupo composto por bruxos excepcionais, unidos no propósito de impedir Voldemort e seus comensais de conquistar o mundo.

Tempo depois, Dumbledore ouviu de Sibila Trelawney a profecia do nascimento da criança que traria o fim de Lord Voldemort. Contudo, Severo Snape, um comensal da morte, também ouviu e imediatamente passou a informação para seu mestre. Voldemort interpretou a profecia de modo que a criança escolhida fosse Harry Potter, o filho que Lilian Potter havia dado a luz recentemente.

Voldemort, com a ajuda de Peter Pettigrew, um aliado infiltrado na Ordem da Fênix, conseguiu descobrir a localização da família Potter e foi atrás deles. Conseguiu matar Lilian e Tiago Potter, porém, quando foi executar o bebê, o amor de Lilian salvou Harry e destruiu Voldemort.

Harry Potter

Potter

Dumbledore soube de imediato que Voldemort foi destruído, mas não derrotado. Soube também que Harry carregava dentro de si um fragmento da alma do bruxo das trevas. Esteve presente no momento em que o garoto foi deixado na soleira da porta da família Dursley, seus únicos familiares. Seus feitiços garantiriam que Harry se manteria a salvo enquanto tivesse um lugar para chamar de lar.

Quando Harry completou 11 anos e pôde finalmente ingressar em Hogwarts, Dumbledore passou a acompanhá-lo mais de perto. Visava manter Harry longe do perigo (embora todo ano ele acabasse se metendo em apuros que quase o matavam) e prepará-lo para o inevitável retorno de Voldemort.

Ao seu lado, Dumbledore também contava com o auxílio de Severo Snape. O antigo comensal da morte ficou com o coração partido e mudou de lado assim que descobriu que suas ações resultaram na morte de Lilian Potter, a mulher por quem foi apaixonado por toda sua vida. Dumbledore concordou em ajudá-lo desde que ele jurasse que manteria Harry a salvo do perigo.

A proximidade que Dumbledore mantinha de Harry tinha um propósito. Sabia que um dia o garoto teria que morrer para que, um dia, Voldemort pudesse ser derrotado definitivamente. No entanto, esperava que pudesse ser uma boa influência sobre Harry, ao ponto de que o garoto escolheria se sacrificar pelo bem maior e derrotar o mal que Voldemort representava.

Caça às Horcruxes e Morte

morte

Com o passar dos anos de Harry Potter em Hogwarts, mais o garoto descobria sobre seu passado e seu envolvimento com Voldemort. Ao mesmo tempo, Dumbledore também desvendava mais os segredos desse bruxo das trevas.

Logo no primeiro ano de Harry na escola, descobriu que Voldemort planejava roubar a Pedra Filosofal para recuperar sua forma física. No segundo, Dumbledore começa a suspeitar que Voldemort possui Horcruxes, objetos que abrigam fragmentos da alma de Voldemort e o impedem de morrer. No quarto ano, Voldemort recupera suas forças, mas se mantém escondido. No quinto, Dumbledore é afastado de Hogwarts, e Voldemort aparece publicamente

A suspeita de que Vodemort havia feito Horcruxes se fixou na mente de Dumbledore. Pois o diretor viu nisso uma maneira de enfraquecer as forças do bruxo das trevas. Passou a investigar o passado de Voldemort para procurar por evidencias que pudessem confirmar sua hipótese. Descobriu que era verdade e que Voldemort havia feito sete Horcruxes. Com essa informação, Dumbledore começou a sua caça a esses objetos.

Conseguiu rastrear uma Horcrux, o anel de Gaunt. Contudo, descobriu mais que uma Horcrux. Encrustado no anel estava uma pedra com o símbolo das Relíquias da Morte. Havia encontrado a Pedra da Ressurreição! Com a intenção de ver sua irmã Ariana mais uma vez, Dumbledore esqueceu de que o anel era também uma Horcrux de Voldemort e o colocou em seu dedo. Isso ativou a maldição do anel, que escureceu a mão de Dumbledore e o iria matar em certo tempo.

Dumbledore removeu o anel e destruiu a Horcrux com a espada de Godric Grifinória. Contudo, isso não o curou da maldição. Graças aos conhecimentos de poção de Snape, a maldição foi controlada, porém não detida. Ela aos poucos se tornaria mais forte e eventualmente traria uma morte dolorosa para Dumbledore. Por conta disso, Dumbledore fez Snape prometer que, quando a hora chegasse, ele o daria uma morte rápida e indolor.

Isso aconteceu pouco tempo depois, quando Hogwarts foi atacada por comensais da morte. Para manter o disfarce de Snape entre dos seguidores de Voldemort, o diretor fez com que Snape seguisse o plano e o matasse. 

Legado

Kings Cross

A morte de Dumbledore era o que faltava para que Voldemort pudesse comandar de vez o mundo bruxo. Porém, foi também o que motivou Harry Potter, Hermione Granger e Rony Weasley a abandonarem Hogwarts e caçarem as horcruxes que ainda restavam para ser destruídas. Dumbledore previu que eles fariam isso e, em seu testamento, deixou presentes que os ajudariam em sua jornada.

Assim como Dumbledore esperava, Harry se tornou um adversário à altura de Voldemort. E quando o momento chegou, Harry prontamente se sacrificou para que Voldemort pudesse ser derrotado. Não apenas isso, como Harry também se tornou o mestre das três Relíquias da Morte, e soube utilizá-las de modo sábio e não egoistamente. Um exemplo de aluno que supera o mestre.

Inspirado pelo homem que Dumbledore fora, Harry batizou um de seus filhos de Alvo Severo Potter.

Na série de filmes Harry Potter, o personagem de Dumbledore foi interpretado por dois atores. Richard Harris foi o personagem nos dois primeiros filmes, enquanto que Michael Gambon assumiu o papel nos demais filmes, após a morte de Harris.

Em Animais Fantásticos: Os Crimes de Grindelwald, foi confirmado que Jude Law é o responsável por dar vida ao bem mais jovem Dumbledore. O filme tem sua estreia programada para o dia 15 de novembro de 2018.