Crítica Detetive Pikachu | Um passeio pela infância para diferentes gerações

Logo que foi divulgado que seria desenvolvido um filme do universo Pokémon, os fãs ficaram preocupados e descrentes de que algum estúdio pudesse honrar a franquia (afinal, os filmes de animes ainda não se deram muito bem, não é mesmo?).

Mas Detetive Pikachu não decepciona! OK, o filme está longe de ser perfeito, e alguns aspectos parecem dar a sensação de "aquilo está tão bom, isso aqui bem que poderia ser melhor...).

Mas é difícil imaginar algum fã do universo Pokémon que não fique de olhos brilhando ao ver esse mundo ganhar vida na telona. Mas vamos aos prós e contras do filme!

A crítica abaixo não contém spoilers!

Um mundo Pokémon

detetive pikachu

Foram muitos capítulos do anime, muitas emoções provocadas pela relação entre Ash e Pikachu, investimento em álbuns de figurinhas e mangás, o tempo usado jogando os games da franquia.

Toda uma geração cresceu em meio aos Pokémons. E essa geração vai ficar bem feliz em ver o mundo Pokémon ganhando vida. Mas as novas também vão se encantar.

É incrível ver os monstrinhos tão reais inseridos no nosso mundo. Em determinados momentos dá quase para esquecer que alguns deles não são de verdade. E o protagonista... ah, o protagonista é um show à parte.

O Pikachu de Ryan Reynolds

detetive pikachu

Seria de se pensar que estranharíamos a mudança do fofo Pikachu e seu famoso "Pika Pika" para a voz de Ryan Reynolds, tão marcada por personagens como Deadpool.

Contudo, o ator se encaixa perfeitamente no papel e nos dá um Pikachu fofo, atrapalhado, viciado em café, bem engraçado, mas também cheio de emoção. Chega a ser involuntária a vontade que temos de apenas levar o bichinho para casa conosco.

Referências ao anime

detetive pikachu

OK, o filme por si só é a referência ao anime. Mas, para ser uma versão americana, fica perceptível a intenção do longa de manter o clima do anime e as referências a elementos da produção original.

A trama se passa quase toda em Ryme City, uma cidade em que não há batalhas e pokebolas, Pokémons e pessoas convivem harmoniosamente. Ainda assim, há pokebolas no filme, há referências às grandes arenas e batalhas Pokémon.

Parte da história é uma grande referência ao primeiro filme animado da franquia. E a própria Ryme City parece misturar a estética e o clima de Tóquio a elementos de outras grandes cidades.

Problemas

detetive pikachu

Detetive Pikachu parece ter início se dedicando aos fãs já crescidos, mas vai caminhando para um final que parece mirar nas novas e bem jovens gerações que podem estar conhecendo a franquia agora.

Se, por um lado, a relação entre Tim (Justice Smith) e Pikachu e suas histórias parecem bem trabalhadas, por outro, o vilão se perde em atitudes bobas, como um antagonista de um filme infanto-juvenil.

Compreensivelmente, o filme parece tentar agradar as diferentes gerações, mas parece se perder um pouco em meio aos diferentes tons e níveis de complexidade de cada personagem. Ainda assim, a trama surpreende.

Conclusão

detetive pikachu

Detetive Pikachu traz um roteiro mediano e um final com clima infanto-juvenil que poderia ter sido melhor trabalhado (e aqui falamos desde as atitudes mal pensadas do vilão até os efeitos finais do Mewtwo).

Ainda assim, o filme envolve o expectador na magia de um mundo que qualquer um de nós gostaria que fosse real. A todo momento, são ouvidas pelo cinema exclamações de alegria, risadas e reações à fofura ou à aparência real dos Pokémons.

Se você vai esperando um roteiro super complexo e um filme adulto, talvez se decepcione um pouco. Mas se você vai esperando se encantar com os Pokémons em um filme que busca entreter adultos mas se manter acessível e atraente para novas gerações de todas as idades, aí você vai sair do cinema com o mesmo sorriso que manteve durante toda a sessão.

Detetive Pikachu está em cartaz.