Violência doméstica, golpes financeiros, roubo de seu sangue?! O criador do universo Marvel não está tendo um ano fácil. Recentemente, Stan Lee (95 anos) chegou às notícias por problemas de saúde e acusações de assédio de sua parte para com suas enfermeiras (sem comprovações e tratadas por seu advogado como tentativa de extorquir dinheiro). 

Agora, o novo drama que rodeia Lee envolve acusações de que sua filha teria abusado física e psicologicamente dos pais, além de ela e outras pessoas envolvidas no escândalo estarem supostamente tentando controlar o empresário e suas finanças.

Stan Lee nega e já ameaçou processar os responsáveis pelas denúncias. Mas situações (no mínimo) estranhas seguem acontecendo ao redor do criador de heróis como Homem-Aranha e Hulk.

O envolvimento de Jerry Olivarez

Stan Lee

Em dezembro de 2017, o então consultor, mandatário e conselheiro de Lee, Jerry Olivarez (guarde este nome, ele aparecerá novamente!), respondeu a uma acusação de roubo do dinheiro do empresário.

Olivarez teria assinado um cheque de US$300 mil para si mesmo e comprado um imóvel de US$850 mil. O consultor argumentou que o próprio Stan Lee teria lhe pedido para fazer as transações. Ainda assim, contudo, ele foi demitido de todos os seus cargos.

Novo roubo

stan lee
Stan Lee ao lado da filha J.C. Lee

Já em fevereiro deste ano, Keya Morgan (lembre-se deste também!) denunciou Max Anderson (mais um para não esquecer), gerente de turnês de Lee, de roubar itens pessoais do empresário, além de se apropriar de parte do dinheiro de suas aparições públicas.

Morgan, na época produtor de Lee e conhecido por sua relação próxima ao roteirista e a sua filha, J.C. Lee, comprou uma briga que promete durar. Enquanto ele acusa Anderson de ter um comportamento violento, Anderson o acusa de obrigar Stan Lee a fazer variadas coisas contra sua vontade.

Outra denúncia de Morgan sobre Anderson, porém, também se provou verdadeira. O então gerente de turnês ofereceu US$50 mil a uma das enfermeiras de Lee em troca de sua assinatura em um documento que comprovasse suas denúncias sobre Morgan. Mais uma vez, ele não negou o ato, apenas afirmando que fez a oferta porque o documento refletia a verdade.

O roubo do sangue (!)

stan lee

Parece surreal, mas Lee teve amostras de seu sangue roubadas. O culpado: o ex-consultor Jerry Olivarez (já citado acima). Embora não se explique porque Olivarez estaria trabalhando novamente próximo ao empresário, sabe-se que ele coletou ampolas do sangue de Stan para misturá-lo à tinta de uma caneta especial que seria usada para autógrafos com o DNA do roteirista, com direito a certificado de autenticidade (acima).

Segundo o site TMZ, que noticiou o ocorrido, Olivarez teria preenchido uma guia médica falsa para a coleta. O golpe teria sido descoberto e mais uma vez denunciado pelo produtor Keya Morgan. O acusado não negou o procedimento, mas afirmou que Lee o fez de vontade própria e que Morgan estava tentando incriminá-lo.

A acusação contra J.C. Lee

stan lee

Há três dias, o The Hollywood Reporter publicou uma matéria noticiando uma acusação contra J.C. Lee, de 67 anos, segundo a qual a única filha de Stan Lee e Joan Lee teria abusado física e psicologicamente de seus pais.

O site de notícias publicou um documento assinado por Stan Lee em fevereiro deste ano. O texto mais parece um desabafo e revela informações que seriam muito íntimas da vida privada do empresário, o que dá um tom peculiar para um documento oficial.

O conteúdo falava que J.C. nunca teve um emprego significativo e nunca gerou negócios ou quaisquer outras propriedades intelectuais ou de outra natureza.

Além disso, o documento diz que Joan e Stan sempre sustentaram a filha, mesmo já em sua fase adulta, e que ela nunca teve capacidade de entender ou gerenciar dinheiro. Em algumas passagens do documento, se lê:

"Não é incomum para J.C. gastar, em qualquer mês, US$20 mil a US$40 mil em cartões de crédito, às vezes mais [...]

Em sua interação comigo, quando J.C. e eu discordamos, o que acontece com frequência, ela normalmente grita comigo e chora histericamente se não fizermos o que exige.

Esse comportamento abusivo não se limita a sua interação a mim. Eu testemunhei pessoalmente J.C. gritando com meu advogado na tentativa de impedir que ele falasse comigo.

Esse comportamento da minha filha J.C. direcionado a mim se tornou insuportável. É óbvio para mim que ela se comporta dessa forma para tentar me intimidar e me coagir."

O documento, assinado no escritório de seu advogado Tom Dallas, na época, também denuncia três outras pessoas: Jerardo "Jerry" Olivarez (cuidador de Lee na época), Keya Morgan (atual cuidador de Lee) e Kirk Schenck (advogado de J.C. Lee). Lee os acusaria de tentar controlar seu dinheiro e suas propriedades e de influenciar J.C..

De tempos em tempos, acusa o documento, J.C. exigia mudanças em seu testamento, como transferência de propriedades para seu nome. No final do texto (foto acima), ele teria escrito:

"Eu orientei o Sr. Shore a preparar para mim uma procuração para cuidados de saúde. É meu objetivo designar J.C. e meu sócio, Sr. Max Anderson ('Sr. Anderson') [aquele com quem Keya Morgan parece ter comprado uma briga!] como meus agentes conjuntos de Procuração para fazer decisões sobre cuidados com saúde no caso de eu não estar apto a fazê-las. Entretanto, exceto no que diz respeito à procuração de cuidados de saúde, eu estou excluindo J.C. e as três más influências identificadas acima, Olivarez, Morgan e Schenck, de serem designados como: (i) meu guardião ou administrador, se algum deles for apontado, (ii) administradores de quaisquer negócios dos quais sou administrador, (iii) meus executores [responsáveis pelos termos de seu testamento] e/ou (iv) de terem qualquer outro envolvimento na administração do meu dinheiro, propriedades e outros bens incluindo mas não limitando-se à minha propriedade intelectual quer façam parte do meu planejamento imobiliário ou não."

A reportagem completa, bem como todo o conteúdo do documento, pode ser vista aqui.

Violência doméstica

stan lee joan lee

Além das acusações supostamente feitas por Lee no documento que leva sua assinatura, a reportagem ainda cita denúncias de que J.C. Lee teria machucado fisicamente tanto Stan quanto Joan, em meados de 2014.

Antigos cuidadores da lenda dos quadrinhos teriam dito que a filha ligava com frequência para o pai, gritando e pedindo dinheiro. Um dia, ao chegar a casa dos pais, teria visto um Jaguar estacionado. Ao descobrir que não era para ela, mas sim que se tratava de um carro alugado, a mulher teria começado uma intensa discussão, pegando a mãe (com 92 anos na época) e a jogando contra uma janela. Stan (com 91 anos) teria tentado defender a esposa, e a filha respondeu segurando o pai pela cabeça e a batendo em uma cadeira.

Além da polêmica sobre o dinheiro oferecido por Max Anderson para que um dos cuidadores de Lee assinasse um documento de que teria visto Keya Morgan obrigando Stan a fazer coisas contra sua vontade, os funcionários responsáveis pelos cuidados do quadrinista (embora não se saiba se são as mesmas pessoas) recentemente se envolveram em um escândalo ao denunciarem abuso sexual e grande desrespeito da parte de Lee.

As acusações, contudo, não foram provadas e, na época, o advogado questionou que a denúncia houvesse chegado primeiro à imprensa, antes de ser oficializada em um departamento de polícia.

Stan Lee defende filha e Keya Morgan

A situação tomou proporções ainda mais absurdas quando, poucos dias depois da emissão do documento assinado por Lee, ele desmentiu toda a história e demitiu seu advogado, além de ter contratado diversos funcionários novos, entre eles um novo assistente, um novo cuidador e um novo contador.

Entre os novos contratados, está Keya Morgan, citado no documento como uma das más influências de sua filha, mas defendido por Stan Lee em vídeo. Atualmente, Morgan está à frente da vida de Lee.

Após a publicação da reportagem, Lee gravou dois vídeos. Em um deles, defende a filha e avisa que sua relação com ela nunca esteve melhor. No outro (acima), publicado pelo TMZ, desmente toda a reportagem e ameaça processar o THR caso não haja uma retratação:

"Estou falando em meu nome e no nome do meu amigo Keya Morgan. Vocês publicaram o material mais odioso e nocivo sobre mim e meu amigo Keya e alguns outros. Um material que é completamente incorreto, totalmente baseado em calúnias e o tipo de coisa que me fará processar vocês quando eu tiver a chance. Vocês acusaram a mim e aos meus amigos de fazer coisas que são irreais e inacreditáveis, eu nem sei o que dizer.

É como se vocês estivessem em uma vingança pessoal contra mim e as pessoas com as quais eu trabalho. Eu quero que saibam que vou gastar todo o dinheiro que tenho para acabar com isso e fazer vocês lamentarem ter começado uma campanha solitária contra uma pessoa sem nenhuma prova, sem nada. Mas vocês decidiram que as pessoas estavam me tratando mal e publicaram essas matérias. Eu vou pagar os advogados mais caros que tenho e, se vocês não pararem agora e publicarem retratações, eu vou processá-los."

A polêmica aparição na Silicon Valley Comic Con

Em uma de suas aparições públicas mais recentes, Stan Lee foi convidado de honra da Silicon Valley Comic Con, no dia 6 de abril. Mas a participação foi cercada de polêmicas. 

A primeira é que já é possível vê-lo acompanhado por seu novo assistente, Keya Morgan. Mas a que mais marcou aqueles que acompanharam a passagem de Lee pelo evento foi a condição de saúde do empresário. 

No vídeo acima, publicado pelo Bleeding Cool, é possível ver que ele tem dificuldades para assinar seu próprio nome, sendo preciso que o assistente soletre. Os fãs, que descreveram sua presença nessas condições como peturbadora, ainda contaram que Lee parecia ser forçado a andar pela convenção.

Um dos participantes do evento publicou em sua conta do Facebook que Lee foi exibido "como se fosse um saco de dinheiro". A sessão de autógrafos foi organizada por Morgan e J.C. Lee.

A carta aberta da Pow! Entertainment

stan lee

Fundada por Stan Lee em 2001, a empresa Pow! Entertainment também não ficou nada feliz ao ver o estado do quadrinista no vídeo da SVCC. Em um posicionamento público, a companhia publicou uma carta aberta na qual se demonstra preocupada com o estado de saúde de Lee. Leia abaixo:

"Nós da POW! Entertainment temos muito orgulho do nosso contínuo trabalho em criar novos e animadores conteúdos envolvendo Stan Lee ao mesmo tempo em que protegemos o legado do maior contador de histórias do nosso tempo. Também somos fãs e compartilhamos a admiração e o amor da comunidade que falou com sinceridade e preocupação sobre o bem estar de Stan.

Temos respeitado os problemas de saúde de Stan e lhe demos tempo e o espaço necessário para ele se recuperar. Também respeitamos sua privacidade enquanto ele lida com as agitações no seu gerenciamento pessoal e vida. Entretanto, após ver os vários vídeos públicos e testemunhos sobre Stan na Silicon Valley Comic Con, além de várias outras notícias perturbadoras, sentimos que devemos somar nossa voz à da legião de fãs e quadrinistas que se pronunciaram.

Como muitos notaram, os vídeos da SVCC mostraram que Stan não estava em sua disposição normal, que normalmente é carregada de energia e exuberância que fãs ao redor do mundo passaram a amar e admirar ao longo dos anos.

Nós, como vocês, simplesmente queremos que Stan curta a vida, conecte-se com fãs quando for possível e, mais importante, viva sua vida sem impedimentos ou estresse.

Estamos tocados com tanto amor com o nosso CCO e amigo e orgulhosamente estamos com vocês por Stan.

Seus pensamentos importam, por favor encontre no seu coração uma maneira de se posicionar por Stan!

Família Pow!"

#IStandByStan

This is heartbreaking. We love you, @TheRealStanLee. You are always welcome to come live with me - or please let us fans buy you a new place to live. We miss you, sir. https://t.co/egR7Ijv2pi

— KevinSmith (@ThatKevinSmith) April 10, 2018

A hashtag #IStandByStan (Eu estou ao lado de Stan, em tradução livre) foi criada pelos fãs em apoio ao quadrinista. Em meio a tantas polêmicas, o cineasta Kevin Smith chegou a convidá-lo a morar em sua casa. Lê-se no Tweet acima:

"Isso é de quebrar o coração. Nós te amamos @TheRealStanLee. Você será sempre bem vindo para morar comigo - ou, por favor, deixe que nós, fãs, compremos um novo lugar para você morar. Nós sentimos sua falta, senhor."

Já o quadrinista Todd MacFarlane disse ao site Bleeding Cool que visitou Stan recentemente e que, apesar de toda a situação polêmica, ele está bem.

A notícia será atualizada conforme houver mais desdobramentos.

-------------------------

Já conhece o Instagram do Aficionados?! Todas as informações, curiosidades e, claro, muitos memes para o nerd que há em você agora também nesta rede social! Segue lá!