Em reviravolta, Stan Lee pede ordem de restrição contra Keya Morgan

Pela primeira vez, após todas as acusações feitas a Keya Morgan, Stan Lee não ficou do lado do seu atual assistente.

Há alguns dias, Morgan foi preso acusado de preencher um relatório policial falso (ver notícia original abaixo). O quadrinista, que até então vinha defendendo o assistente, pediu uma ordem de restrição contra ele.

43 páginas

stan lee

De acordo com a notícia publicada pelo The Hollywood Reporter, o pedido de ordem de restrição preenchido por Stan Lee contra Keya Morgan é composto por 43 páginas. Até o dia 6 de julho, um juiz decidirá se o pedido é válido ou não.

Atualmente, Morgan está em liberdade, após pagar a fiança no valor de US$20 mil. As polêmicas envolvendo Lee seguem sem uma explicação concreta. Além de Morgan, nomes como Jerry Olivarez, Kirk Schenck, Max Anderson e até o de sua filha, J.C. Lee, são citados em denúncias variadas.

Problemas de saúde, acusações de assédio sexual, roubo do dinheiro e do patrimônio material de Lee, violência doméstica por parte de sua filha, roubo do sangue do quadrinista e uma participação aparentemente forçada de Lee em uma convenção estão entre as polêmicas que envolveram o criador da Marvel este ano.

Para entender melhor o caso que levou Keya Morgan a ser preso, confira a notícia original abaixo.

Para saber em detalhes sobre todas as polêmicas envolvendo Stan Lee atualmente, clique aqui.

Notícia original - 13/06

Assistente de Stan Lee é preso acusado de falsificar relatório policial

Dizer que o ano não está fácil para Stan Lee já está ficando repetitivo. Agora, seu assistente, Keya Morgan, foi preso em Los Angeles sob a acusação de preencher um relatório policial falso.

O nome de Morgan é citado na maior parte das polêmicas em volta do quadrinista, mas o dele não é o único, e todo o caso segue muito confuso.

Ameaça à vida de Lee: existiu ou não?

stan lee keya morgan
No começo do mês, o Daily Mail noticiou que dois homens armados haviam feito ameaças a Stan Lee, na frente de sua casa, no dia 31 de maio. Os dois suspeitos teriam tentado cobrar do quadrinista um suposto dinheiro que ele lhes deveria.

A página informou ainda que o plano dos homens era invadir a casa de Lee, e que teriam até visitado o local antes para reconhecimento. Dois helicópteros e diversas viaturas foram enviados ao local e prenderam os dois suspeitos. De acordo com uma declaração que a polícia de Los Angeles emitiu na época:

"Uma investigação está em andamento. Três viaturas ainda estão no local, com policiais e detetives."

E é aí que fica estranho mais uma vez. Mesmo com várias fontes e a própria polícia admitindo o ocorrido, agora Keya Morgan foi preso por preencher um relatório policial falso, no qual teria mentido sobre os dois homens armados.

A informação foi publicada pelo The Hollywood Reporter. Segundo a página, a polícia confirmou a prisão e a fiança possível seria de US$20 mil.

O nome de Keya Morgan aparece em várias polêmicas envolvendo Lee, tais como: a acusação de J.C. Lee, filha do quadrinista, de violência doméstica com os pais; a suposta manipulação do empresário da Marvel; e a participação aparentemente forçada de Lee na Silicon Valley Comic Con.

As principais acusações, entretanto, são feitas por pessoas como Max Anderson, ex gerente de turnês e ex produtor de Lee, que foi acusado por Morgan de cometer crimes como se apropriar do dinheiro de aparições públicas do criador da Marvel e oferecer dinheiro para um dos cuidadores de Lee acusar o então assistente de obrigar o empresário a fazer coisas que ele não queria. Anderson admitiu os delitos.

Morgan também denunciou Jerry Olivarez por roubo de dinheiro de Lee e roubo do sangue do quadrinista, para vender autógrafos com seu DNA.

Até então, Lee segue defendendo tanto sua filha quanto Morgan, já tendo inclusive gravado um vídeo declarando seu apoio ao atual assistente. Mas as polêmicas continuam surgindo.

Para ver mais detalhes e entender melhor a história toda, clique aqui.