A origem e história de Tim Drake, o inteligente Robin Vermelho

Tim Drake pode passar despercebido pelos olhos de várias pessoas como "apenas mais um Robin", mas ele é muito mais que isso. Conheça mais sobre esse personagem que conseguiu impressionar até mesmo o Batman.

Desvendando o mistério

detetive

Tim Drake é o filho único de pais ricos, amorosos e orgulhosos. Diferente dos Robins anteriores, Tim não se ficou órfão ou tinha uma família problemática. Ainda quando criança, seus pais o levaram ao circo onde viu Dick Grayson se apresentar no trapézio. Os movimentos do outro garoto ficariam gravados na memória de Tim pelo resto de sua vida.

Anos mais tarde, Tim viu em um telejornal uma gravação de Batman e Robin capturando o Pinguim. Os movimentos de Robin lhe pareceram estranhamente familiares, muito parecidos com as acrobacias aéreas de Dick Grayson que ele conheceu no passado. Com essa suspeita, Tim investigou o paradeiro de Dick e descobriu que havia sido adotado por Bruce Wayne. Dessa forma, Tim também deduziu a identidade do Batman. Desde esse dia, passou a acompanhar com mais atenção as ações desses heróis.

Tim percebeu que um novo Robin (Jason Todd) havia assumido o lugar de Dick Grayson, e que esse agora atuava pelo nome de Asa Noturna. Também percebeu a mudança de atitude de Batman, que ficou muito mais violento e sombrio, após o desaparecimento desse segundo Robin. Chegou a conclusão de que Batman precisava de um Robin para balanceá-lo e tentou reuni-lo com Dick Grayson novamente. No entanto, Dick recusou ser um assistente, deixando Tim com apenas uma outra alternativa.

O terceiro Garoto prodígio

robin

Com a intenção de ajudar Batman, Tim tomou para si o posto de Robin. Batman, por sua vez, não aprovou em nada essa atitude, não queria colocar a vida de outro garoto em risco, havia dado muito errado com Jason Todd. Contudo, após Tim se mostrar fundamental na captura do vilão Duas-Caras, Batman resolveu aceitá-lo como assistente, treinando-o devidamente.

Diferente dos outros Robins, Tim não era um mestre de acrobacias como Dick Grayson, nem era temperamental como Jason Todd. Era um rapaz reservado que conseguia se garantir em combate, mas que seu forte residia na sua esperteza e habilidades como detetive. Inicialmente Tim possuía dúvidas sobre ser Robin, mas Batman confortou suas inseguranças dizendo que para ser Robin era preciso mais que coragem, era necessário ter inteligência, o que Tim tinha de sobra.

Por vários anos Tim lutaria ao lado de Batman, enfrentando os mais variados vilões de Gotham e provando ser um dos Robins mais fieis ao Cavaleiro das Trevas.

Interesse romântico

salteadora

Entre os vários inimigos que que Tim Drake ajudou Batman a capturar estava o Mestre das Pistas, um vilão de terceira categoria. As ações desse vilão não chamaram apenas a atenção das autoridades e da duple de super-heróis, mas também de sua própria filha, Stephanie Brown. A garota, desaprovando as ações do pai, começou a atuar como uma vigilante de nome Salteadora para atrapalhar os planos de Mestre das Pistas.

A primeira vez que Tim se encontrou com Salteadora foi durante o confronto contra Mestre das Pistas, no qual insistiu para que ela o ajudasse a capturar o pai. Depois disso, ambos se tornaram parceiros de vigilantismo, protegendo juntos as ruas de Gotham. Os dois se apaixonaram um pelo outro e Tim até mesmo terminou com sua antiga namorada de escola para poder estar com Stephanie.

O relacionamento dos dois foi conturbado, repleto de altos e baixos. Tim esteve ao lado Stephanie quando ela descobriu que estava grávida de seu ex-namorado, e também a apoiou quando ela decidiu que colocaria a criança para a adoção. Os dois tiveram que lidar também com um relacionamento a distância e com ciúmes. No entanto, foram exatamente os ciúmes que causariam o fim do namoro entre os dois.

Trabalho em equipe

justiça jovem

Pelo simples fato de ser o Robin, Tim Drake faz parte de uma equipe, a "família Batman", trabalhando em conjunto com outras pessoas, como Alfred, a Oráculo, Batgirl e, obviamente, o próprio Batman. No entanto, durante sua carreira de super-herói, não se limitou a trabalhar apenas com gente que carrega um morcego no peito.

Tim Drake, junto de Superboy e Impulso (também conhecido como Kid Flash) foi um dos membros fundadores e o líder da equipe de super-heróis adolescentes conhecida como Justiça Jovem. Após o fim dessa equipe, Robin e outros heróis se juntaram à nova formação dos Jovens Titãs

Tornando-se o Robin Vermelho

vermelhô na batcaverna

Durante o desaparecimento de Bruce Wayne, para que Gotham não ficasse sem a proteção do Cavaleiro das Trevas, Dick Grayson assumiu a posição de Batman. Imediatamente, Tim Drake se voluntariou para ajudá-lo como Robin. No entanto, Dick via Tim como alguém à sua altura, não como alguém que tinha o que aprender como assistente, e por isso escolheu Damian Wayne para ser Robin. Tim ficou furioso, pois além disso, ele era o único que acreditava que Bruce Wayne ainda estava vivo.

Tim então resolveu abandonar Gotham e foi para Europa investigar o paradeiro de Bruce. Lá, passou a agir sobre o codinome de Robin Vermelho, título que antes já tinha sido usado pelo supervilão Anarquia. Escolheu esse nome pois já havia sido manchado por um vilão, o que dava para Tim a liberdade de agir fora do código moral de Batman sem difamar um título de herói. Continuou a ser um vigilante, porém muito mais sombrio e violento.

Eventualmente Tim descobre que Bruce realmente não havia morrido, mas que estava perdido no tempo. Mesmo após ajudar a Liga da Justiça a trazer o Batman de volta para o presente, Tim manteve o nome de Robin Vermelho.

Na versão dos Novos 52, a história de origem de Tim Drake sofreu algumas modificações, sendo uma das maiores mudanças o seu título de Robin Vermelho. Segundo essa nova continuidade, Tim em momento algum foi apenas Robin, pois desde o princípio, quando começou seu treinamento com Batman, foi chamado de Robin Vermelho. 

Poderes e Habilidades

habilidades

Como todos os Robins anteriores, Tim foi treinado intensamente por Batman nas mais diversas áreas, como análise tática, furtividade, acrobacias, e uso de equipamentos de combate. É um grande artista marcial, tendo treinado não apenas com Batman, mas também com Henri Ducard (professor de Bruce Wayne) e com Lady Shiva (antiga integrante da Liga dos Assassinos).

Como já foi dito antes, o ponto forte de Tim Drake é a sua mente investigativa, considerado o mais analítico de todos os Robins. Dick Grayson já admitiu que Tim é melhor do que ele nesse quesito. O próprio Batman diz que, com o tempo, é bem provável que Tim um dia o ultrapasse e se torne o maior detetive do mundo.

Também já foi mostrado que Tim possui conhecimento de como pilotar aeronaves e outros veículos mais comuns. Também possui habilidades em manejar armas de fogo.