Série do Punho de Ferro não vai ter o mítico dragão Shou-Lao

A história de Danny Rand nos quadrinhos é conhecida pelo seu misticismo, começando pelo próprio significado do título Punho de Ferro. Mas a série parece se afastar um pouco das suas raízes, começando por não apresentar o fantástico dragão Shou-Lao.

O realismo das séries Netflix / Marvel

Punho de Ferro

A adaptação televisiva de Punho de Ferro iria sempre apresentar maior dificuldade que a dos outros Defensores. Jessica Jones, Luke Cage e Demolidor deixaram sua marca como heróis urbanos, construindo uma imagem de “heróis reais com poderes” que já virou tradição na Netflix.

Como fazer a transição para a história de Danny Rand? Com um garoto crescendo num reino místico extradimensional e com poderes originários de um dragão, esse é um super-herói bem diferente dos outros Defensores.

O ator Finn Jones (Danny Rand) explicou que embora não vá existir o dragão na série, ele será referido:

“Nós fazemos alusão a ele em Punho de Ferro, de um jeito muito inteligente… E definitivamente em Os Defensores… mas acho que nós temos de ser realistas.”

Jones comparou ainda a sua nova série a Game of Thrones – onde interpretou Loras Tyrell – para falar as diferenças de orçamento:

“Eu adoraria ter um orçamento para essas séries para ter um estilo de dragão como em Game of Thrones… Mas infelizmente, nós temos restrições de orçamento. Essa é a natureza da série.”

A importância de Shou-Lao

Shou-Lao e Punho de Ferro

Sem Shou-Lao, não existiria Punho de Ferro. Tal como muitos guerreiros antes dele, Danny Rand treinou durante anos em K’un-Lun para obter a oportunidade de lutar contra o dragão. O combate contra Shou-Lao é um teste de vida ou morte onde os combatentes lutam para absorverem os poderes do dragão e ganharem o título de Punho de Ferro.

Shou-Lao é ainda a grande fonte de energia de K’un-Lun e é dotado de imortalidade. Quando Danny Rand venceu o dragão, ele se tornou o 66º Punho de Ferro da história.