TWD: Jeffrey Dean Morgan explica por que Negan não matou Rick

A estreia da sétima temporada não foi nada meiga para Rick. Negan não só assassinou brutalmente dois dos seus amigos como ainda o torturou psicologicamente em um jogo perverso.

Vale tudo para destruir a vida dele; mas então por que Negan simplesmente não matou Rick?

O jogo doentio de Negan

Rick

“Não hoje, não amanhã, mas eu vou te matar” – essas foram as palavras de Rick após Negan assassinar Glenn e Abraham. O vilão tem todos os motivos para querer destruir Rick, mas a sua visão para o protagonista vai mais longe.

Negan se diverte lançando o líder dos sobreviventes para o meio de mortos-vivos em busca de um machado. Em certo momento, Rick se vê rodeado de zumbis sem escapatória possível e, surpreendemente, é salvo por Negan. Claro que o jogo não fica por aí, porque o vilão quer acabar com Rick a todo o custo.

Mas não seria mais fácil matá-lo?

Jeffrey Dean Morgan, o ator que interpreta Negan, respondeu à questão:

“Talvez a coisa inteligente a fazer teria sido matar Rick. Cortar a cabeça da serpente. Mas eu acho que Negan está pensando uns passos à frente, e está tipo, ‘Peraí, se eu destruir esse cara e tiver ele trabalhando para mim, eu tenho muito mais a ganhar com isso.”

Negan sabe a ameaça que Rick representa, mas também conhece as capacidades que seu inimigo tem. Então o vilão decide arriscar e levar Rick ao limite da sanidade para subjugar ele ao seu domínio.

Rick atingindo o seu limite

Rick e Negan

Morgan comentou ainda a importância da cena do braço de Carl:

“Por mais horríveis que tenham sido as mortes dos dois sobreviventes, aquele momento da possibilidade de cortar o braço de Carl, acho que é o ponto emocionalmente mais baixo do programa. Acho que tudo levou a isso.”

E certamente foi esse o momento que fez Rick finalmente desmoronar e se render a Negan. Mas foi preciso todas essas tragédias e momentos traumatizantes para arruinar a mente do líder.