Um mistério chamado Madame Gao: será ela a Crane Mother?

Desde a primeira temporada de Demolidor que uma personagem se destaca sutilmente entre os vilões: a enigmática Madame Gao. Uma líder criminosa de idade avançada, que parece estar sempre um passo à frente de todo o mundo.

Mas existe uma teoria que possivelmente revela o passado e identidade real de Gao: será a vilã Crane Mother dos quadrinhos?

Artigo com spoilers para a série Punho de Ferro.

Quem é a Crane Mother?

Crane Mother

Uma inimiga do Punho de Ferro que surgiu pela primeira vez em 2007, na HQ “O Imortal Punho de Ferro” #4. Crane Mother (ou Mãe Garça) era a líder da cidade mística de K’un-Zi, uma das Sete Capitais do Céu. Estas cidades estão suspensas em outra dimensão mas surgem periodicamente na Terra.

Crane Mother tem uma longa história de vingança com o Punho de Ferro, desde o tempo em que Orson Randall era o campeão de K’un-Lun. Desprezando Randall, por este não honrar a tradição do Torneio das Cidades Celestiais, a vilã fez de tudo para vê-lo morrer.

Décadas mais tarde, Crane Mother ressuscitou Davos, o Serpente de Aço e ordenou a morte de Orson Randall e Danny Rand. Após o assassinato de Orson, Danny é informado que tem de participar do Torneio das Cidades Celestiais, onde o velho inimigo Davos espera por ele.

O que sabemos sobre Madame Gao

Madame Gao

A personagem não existe nas HQs mas ela tem sido uma figura proeminente em Demolidor. Existe algo nela que transmite uma sensação de estranheza, algo fora do comum que depois é confirmado em pequenos detalhes.

Ela raramente fala, mas quando o faz são sempre frases enigmáticas com um fundo filosófico. Ela parece dominar várias línguas e quando questionada sobre isso, ela responde simplesmente que sabe “todas as línguas”.

Gao também surpreendeu tudo e todos quando atirou ao chão o Demolidor com um único golpe:

Madame Gao e Demolidor

Estamos falando de uma senhora idosa e de um super-herói. Como é que isso foi possível? E especialmente com a forma como ela escolheu, é impossível não associar às artes marciais místicas do Punho de Ferro.

Madame Gao parece ter uma conexão com outro mundo, algo indicado previamente em Demolidor. Em um confronto com Matt Murdock, Gao explica a lealdade total dos seus colaboradores:

Madame Gao

Porque eles têm fé… em algo além das distrações do seu mundo.

Gao faz a distinção entre o mundo do Demolidor e o seu, como se ela não pertencesse a este plano de existência. Isso poderia ser apenas uma declaração sobre diferentes morais entre herói e vilã; mas a base do seu argumento é a fé, algo que transporta a sua declaração para o reino espiritual.

Esse detalhe faz muito mais sentido se conhecermos a dimensão mística do Punho de Ferro e a sua origem fora do planeta Terra.

Outro detalhe que demonstra que Gao não é deste mundo está em uma conversa com Wilson Fisk. Quando ela abandona os Estados Unidos e diz que vai para casa, Fisk pergunta se sua terra natal é a China, e Gao responde que sua casa fica consideravelmente mais longe que a China.

Se ela realmente for a Crane Mother, o mais provável é estar falando da cidade mística K’un-Zi.

Uma droga chamada Serpente de Aço

heroína

O império criminoso de Madame Gao está curiosamente ligado ao Serpente de Aço. A droga que ela produz tem como nome “Serpente de Aço” e usa justamente o símbolo do vilão.

Crane Mother tinha como grande aliado esse mesmo inimigo do Punho de Ferro e ambos buscavam a eliminação do herói. Além disso, Davos ganhou seus poderes com o pacto com a Crane Mother e é através da energia dela que seus poderes fluíram.

É curioso o paralelo entre a produção e distribuição de heroína com o nome “Serpente de Aço”, e a da ligação vital que une a Crane Mother ao vilão. Se Gao for confirmada como a vilã e Davos surgir na série, talvez este paralelismo seja indicativo da relação dependente dele para ela.

O que descobrimos sobre Gao em Punho de Ferro

Madame Gao

Madame Gao desvendou mais um pedaço da sua história na série do último Defensor. Ela revelou a Danny Rand que conhecia K'un-Lun e ainda "sonhava" com a árvore imponente da cidade celestial. Gao mencionou ainda o século 17 como estando viva nessa época, algo que dá a ela uma longevidade sobrenatural.

Ela voltou a usar o seu poder ao afastar com um único gesto Danny Rand, e seus dotes de manipulação nunca estiveram tão apurados. Embora Gao seja facilmente capturada por Danny, tudo indica que ela permite que isso aconteça para tecer seus jogos mentais no herói e seus aliados.

A sua ligação a Davos é claramente mostrada nas últimas cenas, quando o antigo amigo de Danny conta a Joy que quer matá-lo. Madame Gao escuta a conversa e é claro que esse é mais um passo no seu xadrez monumental. Fica a dúvida se Davos estava manipulando Danny desde o início sob ordens de Gao ou se aliou à vilã depois da decepção com o amigo.

É especialmente significativo que a ligação entre Davos e Gao seja uma das últimas peças do finale. Como a última peça do puzzle que começou sutilmente com o símbolo de droga, para ser uma ligação aparentemente esquecida até essa última cena que une os dois vilões.

Gao revelou ainda a Danny que conheceu muitos Punhos de Ferro anteriores a ele. Ela fez questão de dizer o quanto o achava diferente de todos os outros, algo que ela usou para manipular Danny lentamente até revelar a ele a verdade sobre a morte dos seus pais.

Se acreditarmos que ao matar Harold, Danny ficaria com seu chi destruído, então Gao tinha todos os motivos para querer ver isto acontecer. Se Danny não tiver mais domínio sobre a sua energia vital, ele não consegue mais invocar o poder do Punho de Ferro.

A maior questão por responder no final é a menção da Crane Mother como estando relacionada com K'un-Lun. Danny revela que ele foi criado por monges da Ordem da Crane Mother, algo que entra em conflito com aquilo que sabemos dos quadrinhos.

Será essa uma pista falsa da série para nos desviar da verdade sobre Gao? No fim da série Punho de Ferro, a questão permanece: quem é Madame Gao? Que venham rapidamente os Defensores para desvendarmos o mistério fascinante que é essa senhora.