Wolfenstein: Veja quais são os melhores e piores games da franquia

A franquia Wolfenstein tem entretido gamers desde os inícios dos anos 80. Agora, vai sair o terceiro game de uma trilogia moderna que veio revitalizar o universo alternativo em que os nazistas se apoderaram do mundo. Está então na altura de revisitar os jogos anteriores e relembrar o caminho pelo qual a franquia já passou.

Confira então todos os games Wolfenstein, do pior ao melhor!

10. Castle Wolfenstein (1981)

Castle Wolfenstein

Nem sempre o primeiro é o melhor e esse é o caso com Castle Wolfenstein que inicia a franquia. O game é uma aventura e foi desenvolvido pela Muse Software para o Apple II.

Na altura, Castle Wolfenstein era um protótipo do gênero de ação stealth, que iria dar origem ao Metal Gear original de 1987. Mas, infelizmente, é impossível aproveitar o game para além da sua importância histórica.

9. Beyond Castle Wolfenstein (1984)

beyond Castle Wolfenstein

O último game da franquia antes de se tornar em um shooter em primeira pessoa é praticamente igual ao seu predecessor. No entanto, introduz alguns elementos que o melhoram como a habilidade de esconder os corpos dos inimigos que você mata.

Mesmo assim, o valor desse game continua na sua importância histórica e não mais do que isso.

8. Wolfenstein (2009)

Wolfenstein

De todos os games modernos da franquia, esse é o mais fraco. Tecnicamente, é uma sequência de Return to Castle Wolfenstein, mas que se limita a seguir a popularidade de outros shooters em primeira pessoa como Call of Duty. A campanha é muito aborrecida, e as hordas de nazis e inimigos sobrenaturais são simplesmente burras.

Concluindo, Wolfenstein é um game que permite passar algumas horas entretido, mas que não contem nada de especial a não ser introduzir Caroline Becker na franquia.

7. Wolfenstein RPG (2008)

Wolfenstein

Tal como Doom RPG, Wolfenstein RPG é um game mobile mas de uma era anterior aos smartphones. Aqui, a ação se transforma em luta por turnos, o que requer uma jogabilidade mais estratégica.

Não é, de todo, um game mau, mas também não há nada de especial a notar.

6. Wolfenstein: The Old Blood (2015)

the old blood

Esse game é um standalone de seis horas que marca o retorno da franquia à pureza de sua primeira década. Aqui, os zumbis e outras forças sobrenaturais estão de volta e você pode também encontrar criptas cheias de segredos para descobrir.

Se você for fã de Wolfenstein 3D ou Return to Castle Wolfenstein, então vai achar esse game divertido. Mas se não for esse o caso, é melhor nem experimentar.

5. Wolfenstein: Enemy Territory (2003)

enemy territory

Originalmente, esse game foi pensado como uma expansão de Return to Castle Wolfenstein, mas acabou sendo lançado como um standalone multijogador, onde os jogadores lutam entre si em seis mapas diferentes.

Graças a um sistema de classes inspirado em Team Fortress, diferentes mapas e modos de jogo, Wolfenstein: Enemy Territory acaba sendo uma das melhores surpresas da época a nível multijogador.

4. Return to Castle Wolfenstein (2001)

return

Desenvolvido no motor Tech 3 de Quake 3 e Call of Duty, Return to Castle Wolfenstein exibia dos melhores visuais que você podia querer na altura e, mesmo nos dias de hoje, não parece tão datado assim. A jogabilidade é também muito divertida, com corredores estreitos carregados de nazistas e vários monstros se juntando à luta.

Além disso, foi neste jogo que foi introduzido o universo que os games de hoje usaram para expandir suas tramas.

3. Wolfenstein 3D (1992)

Wolfenstein

Antes de Doom, existiu Wolfenstein 3D, sendo o primeiro shooter em primeira pessoa de sucesso. O objetivo é básico: um homem armado tem hordas de inimigos para matar. E é essa a premissa que vai inspirar vários games posteriores como Half-Life, Halo e Call of Duty.

Embora sua jogabilidade e gráficos já estejam muito ultrapassados, sem dúvida que é um jogo muito divertido de experimentar.

2. Wolfenstein II: The New Colossus (2017)

new colossus

Se Wolfenstein: The New Order é um conto sombrio sobre como o mundo poderia ser, Wolfenstein II: The New Colossus é a raiva necessária para reconquistar o mundo.

Passado nos Estados Unidos da América durante os anos 60, o protagonista BJ criam uma nova Revolução Americana desta vez para expulsar os nazistas de seu país. A campanha vai o levar em uma aventura cheia de ação e emoção, com sequências cheias de tensão.

1. Wolfenstein: The New Order (2014)

new order

Inicialmente, os fãs não estavam muito certos se esse jogo se ia dar bem. Felizmente, poucos shooters em primeira pessoa conseguem ser bons o suficiente como Wolfenstein: The New Order.

O game tem personagens carismáticas, desde o protagonista BJ até aos resistentes do regime nazista. A trama é também muito emocionante e consegue transmitir uma sensação de perda que vão fazer com que você ganhe ainda mais motivação para destruir seus inimigos.

Além disso, as mecânicas que misturam um shooter com um RPG deixam o jogo ainda mais complexo e interessante.

FIQUE POR DENTRO:

Confira os 25 jogos mais esperados para 2019!

Conheça os melhores games offline para PC e mobile.