10 dicas imperdíveis para The Legend of Zelda: Breath of the Wild

O mundo de The Legend of Zelda: Breath of the Wild oferece uma aventura extraordinária como nunca antes vista na franquia. Você já pode conhecer Link desde sempre mas Breath of the Wild leva nosso herói em desafios que vão surpreender até os maiores fãs.

Com um mundo tão vasto para explorar, existem vários detalhes e mecanismos que podem passar ao lado dos jogadores. Mas se você quer tirar o máximo proveito do game, então não vai deixar escapar nossas 10 dicas imperdíveis!

1. Aprenda a cozinhar de várias formas

The Legend of Zelda: Breath of the Wild

Cozinhar em Breath of the Wild é essencial para a sobrevivência de Link. Comer alimentos crus é uma má ideia quando se descobre que os alimentos cozidos dão vários buffs ao nosso explorador.

Apesar disso, o game não explica diretamente como você pode cozinhar. O processo tradicional é bem simples: abra o menu, escolha os ingredientes, selecione “hold” e pressione “A”. Link terá os ingredientes  à mão e precisa agora de colocá-los na panela. Feche o menu e pressione novamente “A” para os cozinhar.

Mas sabia que o ambiente à sua volta pode servir como uma cozinha improvisada? Nem precisa de panelas! Vá para um local bastante quente como Death Mountain ou Gerudo Desert, e você pode lançar a comida no chão que ela vai aquecer. Em ambientes frios como as Hebra Mountains, as refeições ficarão naturalmente geladas.

E, claro, Link pode criar fogo em elementos como árvores ou arbustos, permitindo que você possa colocar comida na fogueira para cozinhar.

Dica extra: Leia as descrições de todos os ingredientes para aprender os potenciais efeitos que eles podem oferecer. Não se esqueça de se divertir fazendo diferentes misturas e descobrindo os vários resultados possíveis.

2. Você não vai querer deixar nenhuma shrine ou torre por explorar

The Legend of Zelda: Breath of the Wild

O vasto mundo de Hyrule é pontuado por inúmeras torres e shrines essenciais para o caminho de Link. O mapa de Breath of the Wild não é apresentado todo de uma só vez, com todos os pontos indicando o que existem nesse ou naquele lugar. Você precisa subir a uma torre para desbloquear regiões e pontos de interesse no seu mapa.

As torres funcionam ainda como pontos de viagem rápida, facilitando assim o caminho de Link.

As shrines são vitais para melhorar suas hipóteses de sobrevivência e oferecem desafios que os fãs vão adorar. Cada uma destas relíquias do passado tem puzzles únicos para desbloquear. Com a solução do enigma, Link receberá uma esfera (Spirit Orb).

As shrines têm ainda tesouros escondidos que podem passar despercebidos pelos jogadores. Esteja atento e percorra todos os cantos para descobrir estes itens secretos. Tal como as torres, as shrines também são estações de viagem rápida que encurtam as distâncias.

3. As esferas são vitais para Link

The Legend of Zelda: Breath of the Wild

Você completa os desafios da shrine e recebe um Spirit Orb, uma esfera brilhante. O que fazer com isso? Esse item pode ser trocado por corações ou estamina, funcionando como upgrades dos poderes de Link.

Para fazer a troca, você precisa de um mínimo de 4 Spirit Orbs; depois, vá a qualquer estátua dos deuses e ofereça as esferas à divindade. Nesse momento, os jogadores terão a oportunidade de escolherem um coração extra ou uma melhoria de 20% na sua estamina.

Os corações são literalmente a vida de Link, mas a estamina é também essencial para o explorador manter sua energia ao longo do game. O ideal será ir equilibrando as escolhas, alternando entre coração e estamina a cada conquista.

Dica extra: se você gosta de um jogo mais desafiante e arriscado, escolha mais vezes estamina. Se quer ser capaz de se lançar sem receio para a ação, escolha os corações.

4. O ambiente pode ajudar você na hora de vencer inimigos

The Legend of Zelda: Breath of the Wild

O ambiente não serve só para decoração de fundo para suas aventuras. Interaja com o mundo à sua volta e se surpreenda. Inicialmente você terá muita dificuldade em enfrentar inimigos e vai precisar de planejar um pouco para ser bem-sucedido.

Sabia que pode usar elementos do “cenário” para vencer combates? Um exemplo perfeito é se colocar sobre um desfiladeiro e lançar uma das pedras para esmagar os oponentes.

5. Koroks são preciosos para sua progressão

The Legend of Zelda: Breath of the Wild

Escondidos por todo o mundo de Hyrule, esses seres especiais são mais importantes do que imagina. Os Koroks dão sementes que servem para fazer upgrades ao seu equipamento e armas, aumentando a capacidade de armazenamento.

Eles estão geralmente escondidos em áreas difíceis de alcançar como debaixo de pedras ou no meio de plantas subaquáticas, por exemplo.

6. Nunca perca o norte

The Legend of Zelda: Breath of the Wild

Evite confusões com o minimapa de forma simples. Vá ao menu “Options”, e selecione para “On” a opção “Fix minimap to north”. Dessa forma, irá sempre saber em que direção Link está seguindo.

7. As tempestades de Hyrule podem ser o seu fim

The Legend of Zelda: Breath of the Wild

O mundo de Breath of the Wild tem grandes variações de clima e isso pode afetar Link de formas surpreendentes. Sabe como em vários RPGs você andar com suas armas de metal nas costas para todo o lado, faça chuva ou faça sol? É melhor não fazer isso aqui.

Quando uma tempestade estiver se formando, o melhor mesmo é guardar tudo o que tiver de metal. Assim que algumas faíscas surgirem, substitua as armas de metal pelas de madeira e faça o mesmo para o seu equipamento. Se não fizer isso, a qualquer momento um relâmpago pode cair em Link e é GAME OVER para você.

Triste fim para uma aventura, não é mesmo? A Nintendo sabe disso e colocou até uns ícones junto a tudo o que possa ser afetado pelos raios.

Dica extra: cozinhe algo com uma Voltfruit para ganhar maior resistência a eletricidade.

8. Chuva não é amiga da escalada

The Legend of Zelda: Breath of the Wild

Chovendo em Hyrule? É melhor escalar aquela montanha quando o tempo estiver mais gentil. Tal como na vida real, a chuva de Breath of the Wild afeta as superfícies e isso dificulta as escaladas.

Por outro lado, se você sempre quis surfar em The Legend of Zelda, vai ter aqui a sua oportunidade. Aproveite o solo escorregadio e use o escudo de Link para deslizar rapidamente pelo território. Para fazer isso, carregue em “ZL”, salte com “X” e escolha “A”.

9. Você vai precisar de criar uma ligação com seu cavalo

The Legend of Zelda: Breath of the Wild

Os cavalos de Hyrule não vão confiar automaticamente em Link e isso tem implicações algo cômicas. Inicialmente pode acontecer que seu cavalo não siga suas ordens e escolha ele mesmo o caminho que quer seguir.

Link vai precisar de criar uma ligação com o animal para poder domá-lo. Recompensas são importantes para que ele se sinta reconhecido e bem tratado por Link. Afague levemente o cavalo com o botão “L” quando ele seguir as suas instruções. São pequenos gestos que vão solidificando a união dos dois e fazem a diferença em tornar esse um jogo muito especial.

10. Fadas podem ser a salvação de Link

The Legend of Zelda: Breath of the Wild

Se Link tiver em sua posse uma fada, ele consegue enganar a morte: esse pequeno ser mágico consegue ressuscitar o herói. Como conseguir então uma fada?

Elas podem ser encontradas nas Great Fairy Fountains e na região Faron (especialmente em Lake of the Horse God). Estas são algumas das localizações mais conhecidas mas as fadas podem ser avistadas junto a lagos ou mesmo até na grama.

Esses são seres são muito rápidos, e você vai precisar suar para pegar um deles. Link pode ter até 3 fadas em seu inventário, algo que é extremamente importante na hora de uma grande batalha.

Dica extra: depois de cada Blood Moon, as fadas voltam a ressuscitar e você pode pegá-las novamente nos mesmos locais.