Descubra o essencial sobre as Tartarugas Ninjas

Um grupo de heróis composto por quatro tartarugas mutantes, mestras nas artes marciais dos ninjas, que estão passando pelos tormentos da adolescência e que vivem nos esgotos de Nova York. Pode parecer um conjunto muito específico de bizarrices, mas é exatamente isso que faz das Tartarugas ninjas um grupo tão único, que é adorado por fãs há mais de 30 anos! Conheça (ou relembre) um pouco sobre esses heróis.

O início de tudo

Origem

Certo dia, durante um acidente de trânsito, um caminhão deixa cair uma lata cheia de um líquido misterioso. Essa lata acerta o jarro com quatro tartarugas que um garoto carregava e tanto jarro quanto lata vão parar nos esgotos de Nova York. O conteúdo da lata vaza, um gosma radiativa que cobre as tartarugas e um rato que havia presenciado o acidente.

O rato se chamava Splinter e tanto ele quanto as tartarugas começaram a sofrer mutações, se tornando maiores, mais fortes e mais inteligentes. Splinter acolheu as tartarugas e as criou como se fossem seus próprios filhos. Batizou cada uma delas com um nome de um artista da Renascença e as ensinou as artes do ninjutsu.

O líder: Leonardo

Leonardo

Usando a máscara azul, Leonardo é o discípulo mais fiel e alinhado aos ensinamentos de Mestre Splinter. Ele é calmo, espiritualizado e bem mais sério que seus irmãos. Na ausência do mestre, é ele quem assume a liderança do grupo, posição essa que normalmente o coloca em atrito com seu irmão Raphael. Leonardo é especializado no uso de duas katanas, comumente utilizando duas dessas espadas em suas batalhas.

Foi batizado em homenagem a Leonardo da Vinci, pintor, anatomista, escultor, matemático, engenheiro e inventor, responsável por obras como A Última Ceia e a Monalisa.

O rebelde: Raphael

Raphael

O esquentadinho desse quarteto de irmãos, combinando perfeitamente com sua máscara vermelha. Raphael é a tartaruga mais agressiva, rebelde, teimosa e propenso a acessos de raiva. Apesar dessa raiva nunca ter sido totalmente explorada nas mídias, acredita-se que seja motivada pela percepção de Raphael de que ele e seus irmãos são seres únicos, logo são solitários em um mundo de humanos. 

Possui o sai como sua arma característica e seu nome é em referência ao pintor e arquiteto Raphael, cuja obra mais conhecida é a Escola de Atenas.

O cérebro: Donatello

Donatello

Em um grupo de ninjas, você pode imaginar que todos os integrantes são violentos e adoram uma luta. No entanto, esse não é o caso de Donatello. Apesar de estar sempre pronto para defender seus irmãos, ele é o mais pacífico desse quarteto. Em vez dos punhos, prefere utilizar sua excepcional inteligência para resolver seus problemas. É o cientista e o inventor do grupo.

Donatello veste a máscara roxa e possui maestria no uso de bastão bo. Seu nome é em referência a um famoso e artista e escultor florentino. 

O bem humorado: Michelangelo

Michelangelo

Michelangelo é a personagem que mais deixa claro que as tartarugas além de ninjas são também adolescentes. É o alívio cômico do grupo, com uma personalidade muito mais extrovertida, relaxada e brincalhona que seus irmãos. Possui também uma grande paixão por pizzas. Sua arma de escolha é o nunchaku e a cor de sua máscara é laranja.

Seu nove é inspirado no Michelangelo, famoso poeta, pintor e escultor, responsável pela Estátua de Davi e pela Pietà que se encontra na Basílica de São Pedro.

O mestre por trás das tartarugas

Splinter

Mestre Splinter nem sempre foi um rato gigante que anda como um ser humano, embora tampouco tenha levado uma vida comum antes disso. Splinter começou sua vida no Japão, onde era o animal de estimação de Hamato Yoshi, um mestre na arte marcial do ninjutsu. Splinter era muito mais inteligente que um rato normal e aprendeu a lutar simplesmente ao imitar os movimentos de seu dono.

Yoshi possuía um rival tanto no ninjutsu como na vida amorosa. Esse era Oroku Saki, que certo dia, tomado pelo ciúmes e a raiva, bateu na mulher que disputava a afeição com Yoshi. Em vingança, Yoshi matou Saki, e por isso foi expulso do clã, mudando-se então para os Estados Unidos.

Ao chegar em Nova York, Yoshi foi logo encontrado pelo Destruidor, o vilão líder de um clã ninja e irmão mais novo de Saki, que mata Yoshi. Splinter consegue fugir e passa a vagar pelos esgotos de Nova York até que um dia presencia o acidente de transito que faz a gosma radiativa cair sobre as tartarugas e sobre si mesmo. Splinter cuida das tartarugas e as ensina a lutar para que um dia possam lhe ajudar a vingar a morte de seu antigo Mestre.

Variedade de inimigos

Inimigos

Como já foi apresentado anteriormente, o principal inimigo das Tartarugas Ninjas é o Destruidor, um ninja maligno que em combate prefere usar apenas suas armadura cheia de lâminas. É o líder do Clã do Pé, um grupo de ninjas que compõem uma organização criminosa global, responsáveis por tráfico de drogas e armas, terrorismo e até mesmo magia negra.

As Tartarugas enfrentam recorrentemente outros seres mutantes, sendo o Rocksteady e Bebop os mais marcantes. Ambos eram membros de uma gangue que tiveram seus corpos unidos a animais de zoológico. Rocksteady se uniu a um rinoceronte e Bebop a um javali. Outros inimigos comuns desse quarteto de ninjas adolescentes são cientistas malucos, alienígenas e robôs.

O começo nos quadrinhos

Começo nos quadrinhos

As Tartarugas Nnjas ficaram muito famosas com o desenho animado infantil dos anos 80. No entanto, possui sua origem nos quadrinhos, onde não eram tão adequadas para um público infantil.

Inicialmente foram criadas apenas como uma piada, uma paródia a títulos de quadrinhos de sucesso, como os Novos Mutantes, Ronin e Demolidor. Tanto que o grupo de ninjas que as Tartarugas enfrentam são chamados de Clã do Pé. Uma referência aos ninjas enfrentados pelo Demolidor, que são membros do Tentáculo, que em inglês é chamado Hand (a mão em português).

As histórias nos quadrinhos eram muitos mais violentas e brutais, mostrando as tartarugas matando ninjas com suas habilidades marciais. Apenas quando foram licenciadas para uma série de animação é que se tornaram mais "amigáveis". Também foi nesse momento que ganharam uma distinção nas personalidades e nas cores que usavam.