Star Wars: Rian Johnson explica a cena de Leia e a evolução da Força

Star Wars: Os Últimos Jedi tem sido aplaudido por uns pelas escolhas originais, e destruído por outros que acham que o filme não respeita o legado. Uma das cenas mais polêmicas do filme envolve a General Leia em uma situação surpreendente que tem dividido profundamente os fãs.

Conheça a explicação do diretor Rian Johnson para esse momento e outras cenas polêmicas.

Contém spoilers.

Chewbacca e um adorável Porg servem de aviso final antes dos spoilers!

Chewbacca e Porg

A Força de Leia

Leia Organa

É em Os Últimos Jedi que finalmente assistimos à conexão de Leia com a Força, algo que sempre esteve presente na personagem mas nunca tínhamos realmente visto em ação. Quando uma explosão destrói parte da nave espacial da Resistência, Leia é arrastada para o espaço e o final parece ter chegado para a General.

Mas graças à sua conexão poderosa com a Força, Leia projeta-se através do espaço para retornar à sua nave e ser salva. Este momento foi recebido com muitas críticas, considerado como ridículo por vários fãs – e Rian Johnson sabia que estava correndo esse risco.

O diretor e roteirista de Os Últimos Jedi foi entrevistado pelo Los Angeles Times e foi questionado sobre o que originou essa cena:

“Isso foi algo que Kathy [Kennedy] estava sempre perguntando: Por que é isso [Força] nunca manifestou se em Leia? Ela fez obviamente uma escolha, porque em O Retorno do Jedi, Luke diz a ela ‘Você também tem esse poder.’ Eu gostei da ideia de não ter Luke concentrado e buscando o sabre de luz; é uma coisa instintiva de sobrevivência, como quando você ouve histórias de um pai cujo filho foi apanhado debaixo de um carro e ele tem força sobre-humana, ou uma pessoa afogando e lutando para voltar para a superfície. É basicamente ela não estando preparada para desistir da luta.”

“Eu queria que isso acontecesse [para Carrie] e eu sabia que ia ser um risco. É um grande momento, e eu estou certo que vai ter um impacto diferente para cada pessoa, mas para mim foi algo mesmo emocionalmente satisfatório de assistir.”

Novos horizontes para a Força e seus fantasmas

Luke Skywalker

Durante a entrevista, Rian foi também questionado sobre as possibilidades para a Força que agora se abrem na saga. Será que os fãs vão aceitar?

“A verdade é que, porque até O Despertar da Força, Star Wars esteve em âmbar e não tínhamos um novo filme Star Wars em 10 anos, você se esquece que eles estavam introduzindo novas coisas da Força com cada filme, baseado nas necessidades da história. O ato de agarrar através da Força não surgiu até O Império Contra-Ataca, não estava em Uma Nova Esperança. O mesmo aconteceu com fantasmas da Força.”

“O único ponto onde nós introduzimos uma reviravolta em relação aos fantasmas da Força é quando Yoda provoca o relâmpago na árvore. Isso, acho, é uma dica tentadora do potencial de alguém que é um fantasma da Força interagindo com o mundo real.”

Star Wars: Os Últimos Jedi chegou aos cinemas em 15 de dezembro.