Os melhores cosplayers do mundo

O mundo geek está cheio de pessoas criativas que adoram o mundo da ficção e da fantasia de mil e uma maneiras.

Uma das formas de demonstrar essa paixão é o cosplay, que tem se tornado cada vez mais popular e atingido resultados incríveis. Quer ver o que eles podem fazer?

Linda Le

Linda Le interpretando Psylocke

Linda Le, também conhecida como Vampy Bit Me, começou a carreira bem cedo, aos 12 anos. Ela ficou famosa quando adolescente, depois da fábrica de brinquedos japonesa Kotobukiya usar suas fotos de cosplay.

Seu cosplay preferido é Psylocke dos X-Men, mas também é conhecida pela sua interpretação de Teresa (do mangá Claymore) e Rei Ayanami (do anime Neon Genesis Evangelion).

Existe um verdadeiro culto de fãs seguindo Linda Le e sua dedicação ao cosplay garante a ela 40 participações pagas em convenções geek de todo o mundo.

D Piddy

D Piddy, o Deadpool da Internet

Conhecido como o “Deadpool da Internet”, D Piddy é o cosplayer mais famoso do personagem louco da Marvel. Mesmo com toda essa fama, ele não mostra sua identidade, permanecendo anônimo até hoje. Sua irreverência é perfeita para Deadpool e é conhecido por encarnar completamente o cara quando vai nas convenções.

Confira um vídeo que mostra bem o jeito típico dessa estrela da Internet:

Yaya Han

Yaya Han fazendo cosplay de Carmilla do anime Vampire Hunter D

Considerada por muitos como uma pioneira do cosplay, Yaya Han descobriu esse mundo na AnimeExpo de 1999. Desde então se tornou uma das mais famosas do meio, tem sua linha de roupas e frequentemente atua como juíza em competições por todo o mundo. Seu salto para a televisão aconteceu no programa “King of the Nerds”, seguindo depois para o papel de juíza em “Heroes of Cosplay”.

Yaya Han é conhecida por seu cosplay de Carmilla (do anime Vampire Hunter D), de Fook Mi (filme Austin Powers em o Homem do Membro de Ouro) e de Selina Kyle (DC Comics).

Jessica Nigri

Jessica Nigri como Juliet Starling do game Lollipop Chainsaw

Mundialmente considerada a Rainha do Cosplay, Jessica Nigri começou sua carreira em 2009 e desde então não parou de ganhar prêmios. Sua popularidade tornou ela um ícone geek da Internet, com uma enorme lista de seguidores, embora seja das cosplayers mais controversas.

Jessica Nigri é criticada por ultrapassar a linha do que é considerado sexy, já no que seria a exploração do corpo feminino. Em 2012, foi pedido a Nigri que abandonasse a convenção PAX por seu cosplay de Juliet Starling (do game Lollipop Chainsaw) ter sido considerado inaceitável.

Com toda a polêmica, Jessica tem tornado cada vez mais popular e já foi contratada como representante da Ubisoft, Kadokawa Games e Warner Brothers. Outros cosplays pelos quais ela é conhecida são de Pikachu (Pokémon) e do Capitão Edward Keenway (do game Assassin’s Creed III).

Samui San, o grande campeão mundial

Samui San interpretando Ezreal de League of Legends

Samui San é o nome cosplayer do brasileiro Johny Eduardo Santiago, que conquistou dia 7 de maio de 2016 o primeiro prêmio do concurso mundial Cosplay World Masters, uma competição internacional que elege o melhor cosplayer do mundo. Esse ano, a competição foi realizada em Portugal no evento IberAnime LX 2016 e Samui San foi premiado com 750 euros.

O vencedor fez cosplay de Ezreal de League of Legends e impressionou todo o mundo com sua atuação. Não foi a primeira vez que Samui San saiu vencedor de um concurso desses; em 2014 ele ganhou o Yamato Cosplay Cup Brazil que lhe deu a possibilidade de participar no Yamato Cosplay Cup International em 2015, o qual ganhou. Foi também o grande vencedor do Concurso Cosplay Experience, o concurso da CCXP.

Confira a apresentação vencedora de Samui San na Cosplay World Masters:

Mas o que é “cosplay”?

Uma família fazendo cosplay

Hoje em dia o cosplay está mais popular que nunca, mas tudo bem ainda não saber bem o que é isso. Nós explicamos: o termo vem da conjugação das palavras inglesas costume (traje / máscara) e play (brincadeira). Aí nasceu nasceu o cosplay.

Essa palavra passou a designar aqueles que se fantasiam de personagens da ficção para ir às convenções ou outros eventos que reúnam fãs da prática, interpretando seus personagems preferidos.