Chernobyl | Foi o bombeiro Vasily Ignatenko uma pessoa real?

Chernobyl é um drama histórico produzido pela HBO em parceria com a Sky Atlantic. A minissérie de cinco episódios é uma dramatização do desastre nuclear que ocorreu no reator quatro da Central Nuclear de Chernobyl no ano de 1986.

Depois do intenso primeiro episódio os espetadores da minissérie ficaram pensando se o bombeiro Vasily Ignatenko foi ou não uma pessoa real.

Neste artigo você poderá encontrar toda a informação disponível sobre Vasily Ignatenko, um dos heróis que apagou o fogo resultante da explosão do reator quatro.

NOTA: Este artigo contém SPOILERS!

Foi o bombeiro Vasily Ignatenko uma pessoa real?

Vasily Ignatenko

Sim, o bombeiro Vasily Ignatenko foi uma pessoa real, ele tinha 25 anos de idade quando o desastre na Central Nuclear de Chernobyl aconteceu. Vasily era um ex-militar que foi convidado pelo Governo Soviético a viver a trabalhar em Pripyat, no Posto de Bombeiros Paramilitar nº6.

Ele foi um dos primeiros a chegar ao local do desastre, tendo sido exposto a doses letais de radiação. Em poucas horas os bombeiros conseguiram extinguir grande parte do fogo, à exceção do fogo na grafite existente no reator.

Adam Nagaitis que interpreta o papel de Vasily na minissérie, explicou que foi extremamente difícil encontrar informação sobre o personagem, uma vez que os Soviéticos apenas retrataram os bombeiros como heróis, não entrando em detalhes sobre o que lhes aconteceu depois do desastre.

A história desoladora de Vasily Ignatenko

Vasily Ignatenko

O livro "Voices of Chernobyl" escrito pela jornalista Ucraniana, Svetlana Alexievitch, inclui um capítulo sobre Vasily tendo em conta informações cedidas pela sua esposa Lyudmilla Ignatenko.

Nesse capítulo, Lyudmilla revela que ela e Vasily estavam prestes a viajar para a Bielorrússia na manhã do dia 26 de Abril, sendo que o seu marido tinha informado o Posto de Bombeiros Paramilitar nº6 para não o incomodarem a partir das 4h00 - infelizmente a explosão de Chernobyl aconteceu por volta das 1h30.

Lyudmilla e Vasily casaram em 1983 depois de se terem conhecido em 1979 enquanto adolescentes, quando o desastre de Chernobyl aconteceu, Lyudmilla estava grávida.

Infelizmente, Vasily morreu de envenenamento por radiação duas semanas depois do desastre, a sua esposa acompanhou os seus últimos dias de vida, algo que teve implicações drásticas na sua saúde e nas do seu bebé.

No livro "Voices of Chernobyl", Lyudmilla revela que todos os dias conhecia uma pessoa diferente. Para além disso ela aforma ainda que durante os últimos dois dias no hospital - pedaços dos seus pulmões e fígado estavam saindo da boca de Vasily.

Vasily foi enterrado em cimento dentro de um caixão de zinco em Moscovo.