Descubra o mundo surreal de Bucky, um anime bem original!

Não é nenhum segredo que os animes japoneses possuem um estilo característico. Isso vai além de um estilo artístico próprio, podendo também ser detectado em seus temas. É comum encontrar um anime que possua uma premissa inusitada, como lutadores cujos cabelos ficam loiros quando estão mais fortes; um caderno capaz de matar qualquer pessoa; e um rapaz que se transforma em mulher toda vez que se molha com água fria.

Apesar de tantos exemplos, poucos animes são capazes de se igualar a Bucky (Jibaku-kun, no original). Não no quesito originalidade, mas sim quanto a bizarrice. Quase tudo nesse anime causa uma estranheza, ainda que isso seja bastante divertido. Vamos entender as bizarrices que envolvem a história de Bucky.

O Mundo 12

O mundo 12

A história acontece em um lugar constituído de doze regiões (chamadas de mundos) que tem a forma de um relógio de proporções continentais. Cada uma desses mundos possui o formato de um número e apresenta uma cultura bem distinta das outras. Por exemplo, no segundo mundo as casas são feitas de doce e seus habitantes possuem poderes psíquicos. Bem diferente do oitavo mundo, onde a cultura é voltada para atividades pesqueiras, corridas de navios e jogos de azar.

Três tipos de seres vivem nesses doze mundos: as pessoas, os espíritos e os monstros. Vivem em uma harmonia mantida graças à princesa da Torre Pontiaguda que fica na região central em relação aos doze mundos, conhecido também como Mundo Zero. Contudo, certo dia algo acontece e a harmonia é quebrada, fazendo com que os monstros percam o controle e se voltem contra as pessoas.

Para combater esses monstros agressivos, os chamados "monstros encrenqueiros", existem as Grandes Crianças. Existem doze no total, uma para cada mundo. Cada uma é encarregada de um espírito e devem responder aos chamados de socorro das outras pessoas, protegendo-as dos ataques de monstros. O melhor dessas Grandes Crianças foi Spaak, mas ele passou seu posto para um garoto desconhecido chamado Bucky. Mais sobre isso a seguir.

Bucky e companhia

Bucky e companhia

A criança escolhida por Spaak para sucedê-lo é Bucky, um jovem carrancudo e bastante anti-social que possui como sonho a dominação mundial. Apesar de toda sua arrogância, foi a sua determinação que sobressaiu para que ganhasse o título de Grande Criança. 

Agora, para efetivar sua licença de Grande Criança, Bucky deve viajar até a Torre Pontiaguda. Contudo, a jornada não é simplesmente ir em direção ao centro. Primeiro Bucky terá que passar por todos os outros onze mundos antes de poder entrar no Mundo Zero.

Pinky foi a primeira pessoa a se juntara a Bucky em sua aventura. Ela é uma cidadã do Mundo Dois e também é uma Grande Criança. Possui uma admiração imensa por Spaak e, a princípio, não acredita que ele tenha nomeado Bucky como seu sucessor.

Quando era criança, Pinky tinha uma maldição que a mataria. A pedido de sua avó, Spaak transferiu a maldição para a avó, permitindo assim que a criança crescesse sem problema algum. Pinky acompanha Bucky em sua jornada até a  Torre Pontiaguda para reencontrar Spaak e mostrar para ele que está curada e bem mais forte desde a última vez que se viram.

O último integrante do grupo é Kai, a Grande Criança de orelhas pontudas do Mundo Três. Assim como Pinky, ele também possui um sentimento de gratidão em relação a Spaak, pois ele salvou a vila de Kai de um ataque de um Monstro Encrenqueiro.

Kai foi treinado por Mestre Funen, que foi amaldiçoado pela Torre Pontiaguda e agora possui a forma de uma cabeça dentro de um vaso de plantas (ou algo bizarro do tipo). Seu objetivo ao seguir Bucky em sua jornada é para poder curar a maldição de seu mestre.

Espíritos explosivos!

Espíritos explosivos

O espírito que as Grandes Crianças são encarregadas não são nada parecidos com lençóis brancos ou qualquer outra representação que você já tenha visto. Os espíritos são pequenas bolas rosadas com braços e pernas, e uma cara com feições duras. São os parceiros das Grandes Crianças em suas batalhas e, apesar do tamanho diminuto, são bastante poderosos. Possuem a habilidade de explodir sempre que abrem suas mãos.

Existem doze espíritos e todos eles se parecem uns com os outros, tendo apenas algumas poucas diferenças entre si. Um pode ter um tapa olho e uma trança, enquanto outro apresenta apenas um bigode fino e botas nos pés. Porém todos tem a mesma cara feia e rosa.

Jibak é o espírito que acompanha Bucky em sua viagem. É o mais simples de todos os espíritos, não tendo nenhum característica distinta, é apenas uma bola rosa de olhos pretos e sorriso gigante. Bucky o chama (adequadamente) de Esquisito.

Bamby é o espírito do Mundo Dois, parceira de Pinky. Possui uma personalidade tímida e acanhada. Se difere dos outros espíritos por ser bastante feminina e por usar sapatos de salto e por ter um lacinho em seu único fio de cabelo.

Bakzam é o espírito de companheiro da Grande Criança do Mundo Três. Possui um cabelo roxo amarrado em uma espécie de trança. Fica pendurado em uma corda na ponta do bastão de Kai.

Monstros para todos  lados

Monstros

Inicialmente os Monstros Encrenqueiros eram apenas criaturas que também compartilhavam os 12 mundos com as pessoas. Essa ordem natural foi desmanchada quando o surgiu o Veneno do Despertar. Quando uma criatura entra em contato com essa substância, ela se torna uma besta maligna e incontrolável.

Apesar desse lado perigoso que os monstros possuem, alguns são dóceis e podem ser de grande serventia para as Grandes Crianças. É o caso dos Monstros Guia, companheiros desses heróis, da mesma forma que os espíritos são. Bucky possui como Monstro Guia o Chicky, uma espécie de pintinho voador que fica enorme a medida que se alimenta. Pinky possui Gatinho, um gato gigante, e Kai tem Manta, uma arraia roxa voadora.

Vilões

Vilões

Existem dois vilões mais marcantes durante o seriado: Reo e Slash.

Quando uma Grande Criança se torna velha demais para se manter no posto, elas são convidadas a se tornarem Grandes Soldados na Torre Pontiaguda. Contudo, ninguém nunca aceitou o posto, exceto Reo, a antiga Grande Criança do Mundo Doze. Por essa razão vive sozinho no Mundo Zero.

Reo é um grande lutador, cujas habilidades de espadachim rivalizam até mesmo com as de Spaak. Fora isso, Reo é uma pessoa bastante mesquinha e orgulhosa. Todas as maldições que afligem os doze mundos foram criações de Reo, por se sentir contrariado de alguma forma. Isso inclui as maldições da avó de Pinky e do mestre de Kai. Ambos foram amaldiçoados por não aceitarem o título de Grandes Soldados.

Por mais que use sua influência para fazer as outras Grandes Crianças se voltarem contra Bucky e seus amigos, Reo não é de todo mau. Apenas foi corrompido pelo poder. Ainda é capaz de demonstrar sentimentos bons, como amor. Possui uma paixão por Bucky, constantemente se imaginando em situações nas quais declara seu amor.

Slash pode ser considerado o grande vilão por trás de todos os problemas da história. Possui uma aparência clássica de vilão, vestindo uma capa com capuz cobrindo o rosto por boa parte da série. Um visual perfeito para um personagem tão misterioso. Seu principal poder é a criação do Veneno do Despertar, capaz de corromper para o mal qualquer criatura, planta ou pessoa.

Sua origem está diretamente ligada à Princesa da Torre Pontiaguda. Slash é uma entidade maligna que surgiu dos sonhos desesperados da Princesa e desenvolveu uma consciência própria. Foi ele quem destruiu o planeta natal da princesa e a forçou a escapar em uma nave espacial (que é a Torre Pontiaguda) com seu irmão, o Spaak. Portanto, tanto Slash, Spaak e a Princesa são seres alienígenas.

Resumo

Resumo

O anime apresenta de tudo um pouco: monstros, heróis, espíritos que explodem, alienígenas, maldições e doze mundos estranhos. Pode parecer que tudo seja uma bagunça e que nada faça sentido, mas é uma série bastante divertida, caso você dê uma chance (e esvazie sua mente).

Bucky é um anime já finalizado, contendo 29 episódio no total. Foi lançado no Japão entre 1999 e 2000, adaptado do mangá Jibaku-kun de Ami Shibata.