Dentro do espírito natalício, a Blizzard lançou uma HQ especial de Natal que causou uma polêmica maior do que o esperado. Foi revelado que a popular personagem Tracer tinha uma namorada chamada Emily.

Por um mundo mais diverso e inclusivo

Emily e Tracer

Devido a muitos fãs questionarem a orientação sexual de Tracer, a Blizzard lançou agora um comunicado oficial:

“A Tracer é lésbica dentro do espectro LGBTQ+. Assim como na vida real, sentimentos que a variedade dos nossos personagens e as suas identidades ajudam a criar um universo de ficção muito mais rico e profundo. Desde o início nós queríamos que o universo de Overwatch fosse receptivo e inclusivo, refletindo a diversidade dos nossos jogadores ao redor do mundo. Existem inúmeros aspectos na personalidade de nossos personagens e, assim como com pessoas na vida real, a sexualidade é só uma pequena parte do que nossos heróis são.”

A revelação da homossexualidade de Tracer gerou bastante polêmica devido a muitos acharem que a sexualidade dos personagens não é algo importante para ser mencionado.

Por outro lado, Tracer é uma principais figuras de Overwatch, sendo frequentemente usada na publicidade do game. Uma personagem da sua dimensão ter uma orientação fora do padrão heterossexual é algo visto como progressivo e de valor para a representatividade inclusiva.

O fandom em redor de Overwatch é enorme e Tracer já vinha sendo imaginada como não heterossexual há bastante tempo pelos fãs. E por falar em fãs, sabia que na comunidade das fanfics e do Tumblr, Tracer era frequentemente “shippada” com Widowmaker?

A HQ especial de Natal se chama Reflexos, tendo sido escrita por Michael Chu e ilustrada por Miki Montlló. Leia aqui.