Conheça a história da Ilha de Themyscira, o lar da Mulher-Maravilha

A Ilha de Themyscira é a casa das Amazonas, uma raça de mulheres guerreiras, criadas pelos deuses do Olimpo. A mais famosa habitante deste local, também conhecido por Ilha do Paraíso, é a Mulher-Maravilha.

Depois de Gotham e Metrópolis, Themyscira é sem dúvida a localização mais popular do Universo ficcional da DC Comics e neste artigo você vai ficar conhecendo um pouco da história desta ilha.

Se prepare para uma viagem sem precedentes, e venha conosco até Themyscira!

Uma ilha que nasceu do sofrimento

themyscira

As habitantes de Themyscira eram almas de mulheres que foram assassinadas por homens, que acabaram sendo ressuscitadas, numa nova raça a que chamaram de Amazonas. Essas almas foram utilizadas para criar essa nova raça por cinco deuses Gregos, Atena, Afrodite, Artemis, Deméter e Héstia.

As Amazonas receberam muitas características dos deuses que as criaram, como força, conhecimento, beleza e amor. As irmãs Hipólita e Antiope fundaram Themyscira, mas apesar de tudo, os primeiros tempos da ilha não foram nada fáceis.

O deus da Guerra, Ares, decidiu invadir a ilha e capturar todas as Amazonas. Felizmente elas conseguiram escapar, mas tiveram que se dividir em dois grupos, Antiope liderou o grupo que foi em busca de Hércules, enquanto que Hipólita fugiu com as restantes Amazonas para uma ilha distante.

Em homenagem à antiga Ilha de Themyscira, que foi invadida por Ares, Hipólita decidiu batizar a nova ilha com o mesmo nome.

Themyscira é uma homenagem à sociedade da antiga Grécia

themyscira

As Amazonas recomeçaram sua vida na nova ilha, construindo grandes monumentos e treinando para serem excelentes guerreiras. Durante muitos anos elas viveram em paz, numa sociedade baseada na justiça, igualdade e tolerância, algo que só mudou quando a Mulher-Maravilha entrou em contato com o restante humanidade.

A vida na Ilha de Themyscira era bem parecida com aquela das antigas sociedades Gregas, elas vestiam trajes semelhantes usando túnicas, sandálias e helmos. As Amazonas eram ainda extremamente religiosas, sendo devotas aos deuses que lhes tinham concedido o dom da vida.

Contudo existia uma regra em Themyscira que era praticamente inviolável, nenhum homem adulto poderia ficar a viver lá, sendo que quase todas as Amazonas nunca tinham visto um homem na sua vida.

A ilha foi destruída por várias vezes

themyscira

A primeira Ilha de Themyscira foi destruída por Ares, sendo que a segunda (a que foi fundada apenas por Hipólita), seguiu um caminho bem semelhante, tendo sido igualmente destruída.

Ela foi reconstruída mais tarde, com a ajuda de personagens como o Steve Trevor e o Caçador de Marte que deu um contributo precioso colocando tecnologia alienígena ao dispôr das Amazonas. A nova ilha era na verdade um conjunto de pequenas ilhas que ficavam flutuando bem por cima do oceano.

Infelizmente, para a Mulher-Maravilha e para as restantes Amazonas, esta não foi a última vez que a localização foi destruída... Mas isso é algo bem natural em histórias de super-heróis, não é mesmo?

Nenhum homem deve pisar no solo de Themyscira

themyscira

Durante toda a história da Ilha Paraíso, existe uma regra que se tem mantido ao longo dos anos - nenhum homem deve pisar no solo de Themyscira. Durante a Era de Ouro e a Era de Prata dos quadrinhos esta regra foi utilizada de várias formas para desenvolver a trama (sempre que era necessário).

Durante a história, sempre que um homem pisava no solo de Themycira as seguintes coisas poderiam acontecer:

  • Morte Imediata;
  • Todas as Amazonas perdiam os seus poderes;
  • Provocavam a fúria dos deuses;
  • Todas as Amazonas se apaixonavam pelo homem em questão.

Contudo em 1986, tudo mudou! Alguns homens começaram a frequentar a Ilha, apesar disso as Amazonas continuavam não confiando neles. Batman, Superman e Flash foram alguns dos homens que chegaram a visitar Themyscira.