Death Note: 6 coisas que você precisa saber sobre o shinigami Ryuk!

Não importa se você é Time Kira ou Time L,  uma coisa é certa: todos adoram o Ryuk (ou Ryuku, para os mais íntimos) e ponto final. Afinal de contas, devemos tudo a este shinigami entediado que decidiu jogar um Death Note na Terra e ficar para ver o circo pegar fogo!

Este é sem dúvida um dos personagens mais impagáveis da série, dono de uma personalidade fora do comum e de uma risada que vai ficar ecoando na sua memória por um bom tempo.

Para os fãs deste deus da morte, reunimos alguns fatos e curiosidades que descrevem perfeitamente a identidade de Ryuk, o "shinigami de estimação" de Light... Ou seria o contrário?

Ryuk é "dono" de dois Death Notes

ryuk

Quem já acompanhou a série deve se lembrar que Ryuk era dono de DOIS Death Notes, sendo que um deles foi jogado na Terra pelo shinigami. Light foi o "sortudo" que encontrou o caderno da morte e passou a usá-lo para matar criminosos... Mas isso é assunto para outro artigo.

O fato é que o Death Note que Kira usava NÃO pertencia originalmente a Ryuk. O shinigami queria um outro caderno e foi pedir ao Rei dos Shinigamis, no entanto, teve o seu pedido recusado (é muito difícil convencer o Rei dos Mortos de fazer algo). 

Frustrado, mas determinado a ir ao mundo dos humanos sem se desfazer do seu Death Note, Ryuk rouba o caderno de Sidoh, um outro shinigami. Bem, e o resto é história...

Dono de uma personalidade peculiar

ryuk5

Ryuk é considerado bastante "esquisito" entre os demais shinigami. Ao contrário dos outros deuses da morte, Ryuk é muito curioso e proativo, além de sentir uma grande atração pela vida na Terra, achando os seres humanos muito "interessantes".

Ryuk confessa para Light que os shinigami costumam ser bastante preguiçosos (alguns chegam até a morrer por preguiça de escrever em seus cadernos da morte). Além do mais, para a maioria dos shinigami, passar os dias dormindo, jogando e apostando anos de vida com outros deuses da morte é muito melhor do que observar os "miseráveis humanos".

Mesmo achando as pessoas "interessantes", Ryuk não tem sentimentos pelos seres humanos, ao contrário de Rem e Gelus, por exemplo, que mostraram amar Misa Amane. Ryuk não sente compaixão por Light e nem deseja ajudá-lo em seus planos. O shinigami se resume a observar tudo o que acontece como um espectador, apenas para se entreter. 

Aliás, logo que se conheceram, Ryuk deixou claro para Light que não ia tomar partidos. Isso significa que não estava do lado de Kira, e muito menos no de "L".

Ryuk e o seu amor pelas maçãs

ryuk1

Não é novidade para nenhum fã de Death Note qual o maior (e único) vício de Ryuk: maçãs. 

Os shinigami se viciam na primeira coisa que experimentam quando estão no mundo dos humanos. No caso de Ryuk, enquanto estava no quarto de Light, comeu uma maçã e instantaneamente ficou viciado na fruta.

Para termos uma ideia da dimensão do amor do deus da morte por maçãs, num dos episódios do anime ele chega a afirmar que comer maçãs é semelhante ao "cigarro e álcool" para os humanos, um vício difícil de abandonar.

E ele não está exagerando. Quando Light tem a sua casa vigiada por câmeras e escutas, o jovem deixa de dar maçãs para o shinigami por um tempo e este começa a sofrer com crises de abstinência. O seu corpo ficou se retorcendo constantemente e só melhorava quando conseguia comer a sua fruta favorita.

O amor pelas maçãs foi levado para o Reino dos Shinigami. O deus da morte revela que na sua terra também existem maçãs, mas que têm um sabor horrível. As maçãs dos humanos seriam muito mais suculentas e este é o motivo para ser tão viciado na fruta.

Ryuk, o galã de Death Note... Ou quase!

ryuk4

Os shinigami têm várias aparências. Desde figuras humanoides, como Ryuk e Rem, até monstros totalmente bizarros e assustadores, como Nu e Calikarcha, por exemplo. Uma coisa é certa: não existem galãs entre os deuses da morte... Mas nem sempre a ideia foi essa, sabia?

Um dos criadores da série, o ilustrador Takeshi Obata, afirmou que originalmente era suposto Ryuk ter uma aparência humana. E não seria um ser humano comum, mas sim "bastante atraente"

Obata imaginava Ryuk parecido com Light, com os cabelos pretos e asas, semelhante a um "astro do rock das trevas". No entanto, o seu editor aconselhou a mudar de ideia, pois esta imagem do deus da morte poderia confundir as pessoas a tirar o destaque de Light como protagonista da série.

Assim, surgiu a ideia de criar um Ryuk mais monstruoso, com um rosto enigmático, onde você nunca conseguiria imaginar o que ele realmente estaria pensando, graças ao seu eterno sorriso medonho.

Como Ryuk pode ser morto?

ryuk2

É revelado que os shinigami não podem ser mortos por seres humanos e muito menos por outros deuses da morte. Nenhum objeto criado pelo homem pode matar esses seres, e os poderes do Death Note também não funcionam com as criaturas. 

Mas, ao longo da série percebemos que até mesmo os deuses da morte podem morrer, e existem duas principais formas de se matar um shinigami:

1 - Ryuk, assim como qualquer outro shinigami, pode morrer se deixar de escrever em seu Death Note. Os deuses da morte usam o caderno para matar pessoas e adicionar as expectativas de vida de cada indivíduo para si. Caso deixem de "trabalhar", os shinigami simplesmente perdem seus anos de vida aos poucos e morrem. 

2 - Apaixonando-se por um ser humano. Se Ryuk, por exemplo, desenvolvesse sentimentos de empatia e compaixão por um mortal e decidisse protegê-lo, evitando a sua morte para salvá-lo, estaria quebrando uma das principais regras dos shinigami: "tirar vidas". A punição para este ato é a morte imediata.

É difícil imaginar um shinigami que sinta amor por seres humanos, mas não é algo totalmente impossível. Lembra de Gelus? O deus da morte amava Misa Amane e salvou a vida da garota, morrendo logo em seguida como consequência.

Ryuk na vida real

ryukkk

Desde 2006 são produzidas adaptações em live-action baseadas no mangá criado por Tsugumi Ohba e Takeshi Obata

No total, já foram feitos 4 filmes nipônicos sobre as aventuras de Light e L: Death Note (2006); Death Note: The Last Name (2006); Death Note: Light Up the New World (2016); e o spin-off L: Change the World (2008).

Em todos os longas, Ryuk foi interpretado por Nakamura Shidō II, ator japonês natural de Tóquio, que emprestou a sua voz para dublar o shinigami, que nos filmes sempre foi reproduzido através de computação gráfica.

Para quem não conhece, Nakamura Shidō II (nascido Mikihiro Ogawa) também é conhecido por atuar em Kabuki, um estilo de teatro japonês dramático que se caracteriza pelo uso de uma elaborada maquiagem usada pelos atores.

No primeiro live-action de Death Note (2017) feito no ocidente, produzido e lançado pela Netflix,  o ator estadunidense Willem Dafoe (A Grande Muralha) é o responsável por emprestar a sua voz para dar vida a Ryuk.