Vingadores: Ultimato | Diretores explicam porque Capitão América não morreu

Vingadores: Ultimato ficou marcado pela despedida de diversos personagens, como por exemplo, Capitão América. Chris Evans já havia dito que o longa seria a última vez que interpretaria o papel, o que levou os fãs a acreditarem na morte do herói. Os irmãos Russo, Joe e Anthony, explicaram porque o personagem não morreu de fato.

Segundo os cineastas, com a morte de Tony Stark, eles acharam que seria deprimente demais matar dois heróis no final do filme. O bilionário morreu após sacrificar sua vida e estalar os dedos, revertendo os atos de Thanos.

Steve Rogers idoso

Uma vez que você mata um personagem amado como Tony, você tem que ter esperança no final do filme de alguma forma e a única pessoa a lhe dar esse tipo de esperança é co-líder. Se tivéssemos matado as duas ligações, sinto que as pessoas teriam entrado em pane após o filme. A intenção não é destruir as pessoas, é esperar para contar uma história complexa e dimensionalizada de uma forma que as façam sentir um leque variado de emoções.

No final de Vingadores: Ultimato, os fãs viram Steve Rogers tomar uma surpreendente escolha. O soldado decidiu voltar ao passado para ficar ao lado do amor de sua vida, Peggy Carter, e entregou o escudo para Sam Wilson, o Falcão.

Além da morte de Tony Stark, Natasha Romanoff, a Viúva Negra, morreu após se sacrificar para que Clint Barton conseguisse pegar a Joia da Alma, em Vormir.

Você achou que o final de Capitão América foi merecido? Conta pra gente!

Vingadores: Ultimato segue em exibição nos cinemas de todo o Brasil.

FIQUE LIGADO:

CRÍTICA Vingadores: Ultimato | O carinhoso final de uma aventura de 10 anos

Vingadores: Ultimato | Entenda o significado da cena final

Vingadores: Ultimato | Diretores afirmam que Capitão América sempre pôde [SPOILER]