Confira todos os filmes de Tarantino, do pior ao melhor!

Com a estreia iminente do 10º filme de Quentin Tarantino, é normal que os fãs queiram relembrar o trabalho anterior do diretor. Na verdade, há quem afirme que Tarantino não tem um único filme mau e, embora isso até possa ser verdade, é claro também que nem todos têm a mesma qualidade.

Relemebre então todos os filmes do diretor, do pior ao melhor!

9. Kill Bill: volume 2

kill bill 2

Kill Bill: volume 2 não é um mau filme. Porém, as conversas longas que deveriam causar tensão não funcionam como deveriam aqui. Uma Thurman continua incrível como protagonista do longa e, por isso, não foi boa ideia a manter longe da tela durante a primeira parte.

A sequência acaba sendo mais calma, cortando o frenesim que a primeira parte nos havia habituado.

8. Bastardos Inglórios

inglorious Basterds

Os filmes de Tarantino são conhecidos por seus excessos, mas esse longa de guerra é um pouco excessivo em demasia. Existem demasiados elementos e tramas secundárias que não ligam muito bem com as cenas que envolvem um grupo de americanos executando de formas brutais os nazis.

No entanto, nem tudo é negativo. O longa tem várias cenas memoráveis e, além disso, foi aqui que Christoph Waltz ficou conhecido no cinema mainstream.

7. Kill Bill: volume 1

kill bill 1

A maior parte das coisas boas de Kill Bill estão, sem dúvida, no volume 1. A mestria que Tarantino tem com cenas longas e filmagens complexas junto com as cenas de ação frenética fazem do longa uma coreografia fantástica.

Sendo um épico de vingança, a primeira parte mostra a violência estilizada que Tarantino nos habituou, mas tirando isso, o longa não tem mais nada memorável.

6. Django Livre

Django

O primeiro western de Tarantino é uma mistura do gênero com blaxploitation e até terror. O filme sobre um herói corrigindo as injustiças de um mundo pré-Guerra Civil não é perfeito, mas não deixa de nos dar das melhores representações que podemos ver em cinema.

Infelizmente, comparado com outros longas do diretor, Django Livre acaba se tornando um pouco inconsistente, apesar das excelentes representações dos atores e temas provocativos.

5. Cães de Aluguel

reservoir dogs

O filme de estreia de Tarantino como roteirista e diretor continua sendo um dos melhores que você pode assistir. Foi aqui que o público ficou conhecendo seu domínio na escrita, com uma capacidade de criar histórias tensas, frenéticas e divertidas. E sua imagem de marca: transformar conversas mundanas em algo inesquecível.

4. Os Oito Odiados

hateful eight

Um western sangrento sobre um grupo de criminosos presos em uma loja durante uma tempestade, Os Oito Odiados parece uma mistura de Cães de Aluguel com Django Livre. Aqui, Tarantino consegue transformar os ressentimentos raciais em seu ponto principal da trama.

Esse filme tem um ambiente claustrofóbico, com uma narrativa que vai aumentando aos poucos a tensão. Porém, isso acaba sendo em demasia devido à duração de quase 3 horas do filme, o que causa com que a trama pareça não se desenvolver.

3. À Prova de Morte

death proof

Tarantino considerou À Prova de Morte seu pior filme de sempre, mas esse filme é uma de suas mais poderosas homenagens ao cinema. Inicialmente parte de uma sessão dupla junto com Planeta Terror de Robert Rodriguez, ambos os filmes são um tributo aos filmes-B com efeitos exagerados.

O título se refere ao carro do protagonista, que alegadamente o consegue proteger de qualquer tipo de acidente. Dessa forma, ele se sente à vontade para matar garotas que vai conhecendo, ficando ele próprio ileso.

2. Jackie Brown

Jackie Brown

Em Jackie Brown os personagens são imperfeitos mas de uma maneira interessante, tal como pessoas reais. Embora o filme não seja tão complexo como Pulp Fiction: Tempo de Violência, continua sendo quase perfeito.

Você consegue perceber isso logo na cena inicial, inspirada em A Primeira Noite de Um Homem, que diz para o público tudo sobre a protagonista sem ela dizer sequer uma palavra.

1. Pulp Fiction: Tempo de Violência

pulp fiction

25 anos após a estreia do filme, Pulp Fiction: Tempo de Violência é um dos longas mais imitados e influentes da história do cinema. Aqui existem muitos elementos que se não fosse pela mestria de Tarantino nunca resultariam juntos. O filme consegue ser ao mesmo tempo mundano e também completamente exagerado.

Na verdade, Pulp Fiction: Tempo de Violência conseguiu criar sua própria linguagem e mitologia, algo que entrou na cultura pop moderna para ficar.

FIQUE POR DENTRO:

Relembre as melhores frases dos filmes de Quentin Tarantino.

Dez dos filmes japoneses mais viajados que você precisa assistir!

Os filmes de terror mais controversos de todos os tempos.

Confira 10 filmes imperdíveis baseados em fatos reais.