Star Wars: CEO da Disney confirma 'freio' na produção de filmes

Vocês se lembram da época em que os filmes de Star Wars tinham uma pausa de dois a três anos entre si? Essa época pode voltar! Após alguns anos de grandes estreias anuais, o CEO da Disney, Bob Iger, admitiu que a decisão pode ter sido um erro.

Um dos principais indicativos desse erro foram os baixos resultados que Solo: Uma História Star Wars obteve nas bilheterias mundiais. O longa estreou apenas meses depois de Star Wars: Os Últimos Jedi, não tendo tido tempo para uma melhor campanha de marketing que fizesse os fãs deixarem para trás os variados problemas que o filme teve em sua realização.

"Vamos ser um pouco mais cuidadosos"

star wars

Em entrevista ao The Hollywood Reporter, Iger conversou sobre o futuro da franquia Star Wars e admitiu que o volume e as datas de estreias dos filmes foram decididos de forma errada.

"Eu tomei a decisão do tempo [entre uma estreia e outra] e, quando olho para trás, acho que o erro que cometi - eu assumo a culpa - foi que foi um pouco demais, muito rápido."

Mas calma, o que já estava programado de filmes segue sendo desenvolvido. E isso inclui o Episódio IX e uma nova trilogia.

"Você pode esperar alguma desaceleração, mas isso não significa que não vamos fazer filmes. J.J. [Abrams] está ocupado fazendo o [Episódio] IX. Nós temos entidades criativas, incluindo [os criadores do Game of Thrones, David] Benioff e [DB] Weiss, que estão desenvolvendo suas próprias sagas, sobre a qual ainda não divulgamos detalhes. E nós estamos apenas no ponto em que vamos começar a tomar decisões sobre o que virá depois do filme de J.J., mas acho que vamos ser um pouco mais cuidadosos com o volume e o timing."

Star Wars possui todo um universo de histórias a serem contadas. O "freio" nas estreias, contudo, de fato pode ajudar a Disney e a Lucasfilm a não cansar os fãs.