Criador de Legion explica o futuro da série para a segunda temporada

O finale da primeira temporada de Legion concluiu a batalha interna de David mas isso não significa um final feliz. A história de David assumiu novas possibilidades para a segunda temporada, com Oliver recebendo um papel surpreendente na trama.

Saiba o que tudo isso signiicará para a temporada 2 pelas palavras do criador Noah Hawley!

Spoilers para o finale da temporada 1.

A intrigante cena pós-créditos

Sydney e David

David estava finalmente celebrando a sua vitória quando uma misteriosa orbe mecânica surgiu no horizonte. O mutante é escaneado pela máquina e, subitamente, é capturado para o interior da estranha orbe flutuante.

Muitos fãs acreditam que a máquina é o Equinox mencionado pela Divisão 3. Em entrevista ao CBR, o criador Noah Hawley não divulgou a natureza da orbe mas revelou a importância da cena para a segunda temporada.

Segundo Hawley, é necessário “manter a pressão” em David, embora isso afete o seu estado mental:

“O que ele deveria fazer era ir para um retiro durante um ano e se unir à natureza. Comer 3 refeições por dia, passear na floresta e aprender a ser uma pessoa, do mesmo jeito que outras pessoas, são pessoas. Mas ele não vai ter esse luxo, porque ele está em outra crise. Eu acho que isso vai continuar a manter a pressão nele de um jeito – esse stress em alguém que é desconexo, pode ser muito destrutivo.”

O porquê de usar algo típico da Marvel

David e Lenny

Quando ouvimos falar em cenas pós-créditos, é inevitável pensar nos filmes da Marvel. Esses são os filmes que todos os fãs sabem que devem ficar até ao fim para assistir as cenas que aparecem após os créditos finais.

Legion marcou o seu distanciamento do material original mas foi buscar essa técnica no seu finale. Hawley explica o motivo:

“Penso que existe uma tradição de que a Marvel se orgulha do seu lado cinematográfico. E é o início de outro pensamento. Então, eu queria dar ao público a canção final e o sentimento de assistir aos créditos para deixá-los absorverem a história completa que eles estiveram assistindo. E depois, provocá-los com aquilo que o segundo capítulo será.

Oliver e Lenny juntos

Oliver e Lenny

David está finalmente livre do Rei das Sombras mas a entidade encontrou rapidamente um substituto em Oliver. Noah Hawley descreve como a batalha interior de David passou a ser externa:

“Gosto dessa ideia de ter de enfrentar os nossos demônios e a ideia de que na primeira temporada, isso foi uma luta interna para David. E agora estamos tirando algo que tem tanto poder sobre ele emocional e psicologicamente e transformando em um agente exterior.”

E como essa transformação vai afetar David?

“Há algo muito complicado em entrar em guerra consigo mesmo, porque tal como ele diz nessa oitava hora, essa coisa esteve com ele desde que ele era um bebê. Quero dizer, é como um membro fantasma agora; é parte dele. Então isso complica emocionalmente, moralmente e pessoalmente nessa luta, o que é sempre mais interessante. Agora criamos um vilão para David, que é digno de ter uma história criada ao seu redor."

"O passado dessa coisa, a relação dos dois e história é muito sutil e rica. Tanto que torna possível um potencial confronto em que estamos realmente investidos como público, em vez de fazermos uma abordagem de ‘vilão do ano’.”

Professor X na próxima temporada?

David e Professor X

O nome de Charles Xavier pode nunca ter sido explicitamente referido em Legion, mas os sinais estão todos lá. David não sabe ainda a identidade do seu pai, mas isso poderá mudar na segunda temporada.

Noah Hawley explicou ao Collider como isso será algo abordado na série:

“Acho que qualquer pessoa que descobre que foi adotada vai ter as suas questões e vai querer falar com esses pais, os seus pais biológicos. Creio que isso é uma história muito natural. Onde nós deixamos as coisas na primeira temporada, isso não poderá ser a primeira prioridade [de David], mas será sobre o entendimento de quem ele é e o seu propósito nesse mundo.”

Quanto à inclusão de elementos X-Men, mais concretamente do Professor Xavier, isso é algo que Hawley assume não ser inteiramente uma decisão sua:

“É uma conversa criativa mas também é certamente uma conversa corporativa em algum nível. Em termos dos estúdios cinematográficos e sua relação com os X-Men, e os personagens que eles querem nos filmes e que querem proteger. Acho que se nós quiséssemos ter o Professor X na série, como Patrick Stewart ou James McAvoy, ou algum desses atores, isso seria uma conversação entre o ator e o estúdio. Eu ainda não entrei nesse dilema.”