8 histórias dos personagens de Overwatch que você não sabe

Overwatch é um game cheio de história, porém você tem que procurá-la em diversos lugares diferentes, como em vídeos ou quadrinhos lançados pela Blizzard.

Conheça essas 8 histórias impressionantes dos personagens do game!

1. Mei passou décadas em criogenização

mei

Essa cientista foi colocada com outros cientistas em Observatório: Antártica para achar a solução para os fenômenos climáticos inexplicáveis que estariam ocorrendo. Porém, uma tempestade polar soterrou a instalação, deixando todos presos. Eles então resolveram entrar em estado criogênico em uma última tentativa de sobreviver até serem resgatados.

Passado muitos anos, Mei acabou sendo a única sobrevivente desse desastre e o mundo em que acordou tinha passado por mudanças consideráveis.

2. Foram os supersoldados que começaram e acabaram com a Overwatch

soldado reaper

Jack Morrisson e Gabriel Reyes foram escolhidos para o programa militar de aprimoramento de soldados que transforma tropas normais em supersoldados. Esses dois tiveram tanto sucesso que acabaram sendo chamados para a criação de um grupo intitulado Overwatch, para combater a Crise Ômnica.

Quando a guerra finalmente terminou, Morrisson ficou liderando a Overwatch, enquanto que Reyes se encarregou de um ramo antiterrorista chamado Blackwatch. Porém, essa organização começou a criar muita polêmica devido a acusações de atividade criminal, corrupção e abuso de direitos humanos.

Isso tudo levou os membros das duas organizações a iniciarem uma luta entre si. A violência escalou de tal maneira que as organizações foram desmanteladas devido a uma grande explosão onde estariam os dois lideres.

Morrisson sobreviveu a explosão, mantendo-se anônimo e adotando a identidade de Soldado:76. Ele passou a ser um vigilante andando pelo mundo fazendo justiça.

Reyes também sobreviveu, no entanto, seus ferimentos eram mais graves e suas células foram alteradas para se deteriorarem e regenerarem a uma grande velocidade. Enraivecido, ele adotou a nova identidade de Reaper, um terrorista mascarado que persegue e assassina antigos membros da Overwatch.

3. Tracer andou perdida no tempo

tracer

Lena Oxton foi escolhida para testar um caça teletransportador devido a suas habilidades de voo insanas, sendo-lhe atribuído o codinome Tracer. Porém, durante o primeiro voo de teste, a matriz de teletransporte do avião sofreu uma anomalia e ele desapareceu com Lena dentro.

Passado meses ela reapareceu, mas suas moléculas haviam sido dessincronizadas pelo fluxo temporal. Devido a isso, Tracer não conseguia manter a forma física, desaparecendo por horas e até mesmo dias a fio. Então Wiston construiu um acelerador cronológico que a permitiu ficar ancorada no presente. Com esse equipamento, Tracer até pode controlar seu próprio tempo, acelerando-o ou desacelerando-o à sua vontade.

4. Foi Roadhog quem arrebentou com o Deserto Australiano

junkrat roadhog

Antes de se juntar com Junkrat criando caos por todo o mundo, Roadhog era apenas Mako Rutledge, um fazendeiro na Austrália. Após a guerra, suas terras foram entregues aos ômnicos em uma tentativa de criar paz duradoura. Ele ficou furioso e se juntou com outros residentes desalojados formando a Frente de Liberação Australiana.

Numa tentativa de recuperar seus bens, o grupo atacou a população robô. Porém os ataques ganharam uma proporção tal que o núcleo de fusão ômnico acabou sendo sabotado. Como resultado, houve uma explosão que sucateou o Deserto Australiano com metal retorcido e destroços por quilômetros. Mako viu então seu lar se tornar uma terra apocalíptica. Ele teve que se adaptar ao novo ambiente e assim perder aos poucos sua humanidade.

5. Widowmaker matou seu próprio marido

widowmaker

Antes de se tornar uma assassina letal, Widowmaker era Amélie, uma garota casada com Gérard Lacroix, o líder da Overwatch que operava contra a organização Talon. Como não o conseguiam pegar, os terroristas capturaram sua esposa e a reprogramaram como uma agente dormente, através de um programa de recondicionamento neural.

Quando ela foi encontrada pelos agentes da Overwatch e devolvida a sua vida normal, não passou duas semanas até matar seu marido durante o sono. Com sua missão cumprida, Amélie voltou então para Talon, concluindo o processo de transformação em Widowmaker.

6. A compaixão de Ana a fez perder seu olho

ana

Ana sempre foi considerada a melhor franco-atiradora do mundo. Ela continuou ativa até os seus cinquenta anos de idade como membro fundador da Overwatch. Até que, durante uma missão de resgate, ela foi dada como morta por uma agente da Talon conhecida como “Widowmaker”.

Naquela época ninguém sabia do destino de Ámelie. Quando Ana ficou frente a frente com sua inimiga e a reconheceu como a garota que outrora fora sua aliada, ela hesitou. Porém, Widowmaker havia sido treinada para esquecer seu passado e disparou contra Ana. Esta sobreviveu, no entanto gravemente ferida e tendo perdido seu olho direito.

7. Hanzo acreditou ter matado seu irmão para salvar o futuro de sua família

hanzo genji

Hanzo, por ser o herdeiro mais velho do império criminal de sua família, foi treinado desde jovem para a responsabilidade de suceder o seu pai. Ele sempre demonstrou uma aptidão natural para a liderança e para as artes marciais. Por outro lado, seu irmão mais novo Genji sempre viveu uma vida de luxo, tendo mais interesse por curtir uma vida de playboy do que pelos negócios ilegais de seu clã.

Com a morte de seu pai, os anciões da família deram instruções para que Hanzo exigisse que seu irmão rebelde tivesse um papel mais ativo no império Shimana. Genji se recusou e Hanzo foi forçado a matá-lo. Embora Genji tenha sobrevivido ao confronto, seu irmão ficou convencido que o havia matado, o que partiu seu coração. Hanzo não conseguiu ultrapassar os remorsos, acabando por rejeitar o legado de seu pai e abandonar o clã.

8. Mercy criou o Genji que hoje conhecemos

mercy

Angela Ziegler, conhecida como Mercy, teve sempre como objetivo ajudar o próximo. Um membro do clã Shimada havia sido ferido com gravidade, então Angela e a Overwatch o acolheram e reconstruíram seu corpo. Ele teve que passar por um processo que o deixou mais veloz e mais ágil, mas menos humano.

Genji se sentia cada vez mais em conflito com suas partes mecânicas e rapidamente se tornou um ermita vagando pelo mundo. Foi o monge ômnico Zenyatta que o encontrou passado anos e o ajudou a se reconciliar com sua existência meio homem meio máquina.