Game of Thrones: os 6 melhores easter eggs em Eastwatch

Depois de um episódio de cortar a respiração como “The Spoils of War”, o capítulo dessa semana serviu para fazer ligações necessárias entre os vários jogadores de Westeros.

Conheça agora os detalhes do episódio “Eastwatch” que não podem escapar aos grandes fãs de Game of Thrones! Contém spoilers para a série.

1. Jon Snow não é um bastardo?

Sam e Gilly

Em Vilavelha, Gilly lê o diário do Alto Septão Maynard e, entre detalhes sobre degraus e movimento intestinais, ela descobre algo que poderá mudar o rumo da história da série. Entre tudo aquilo registrado por Maynard, existe algo que faz Gilly perguntar a Sam o que é uma “anulação” e explica que leu que:

“Ele emitiu uma anulação para o Príncipe Rhaegar e casou ele com outra pessoa no mesmo momento, em uma cerimônia secreta no Dorne”.

Embora Samwell Tarly não tenha dado a devida atenção ao que Gilly estava dizendo, os maiores fãs souberam exatamente o que estava sendo revelado. Na sexta temporada, foi confirmado que Jon Snow era realmente filho de Lyanna Stark e Rhaegar Targaryen, mas continuava a ser um bastardo porque seu pai era casado com Elia Martell.

Mas com esta nova informação, Jon pode ascender a uma posição que ele não poderia algum dia sonhar. Rhaegar Targaryen era o herdeiro direto de Aerys, o Rei Louco, e com a sua morte, esse direito passava para os seus filhos. Mas com a morte dos filhos legítimos com Elia Martell, todos acreditavam que esse direito era agora de Daenerys, irmã de Rhaegar, e única Targaryen ainda viva.

Com a legitimação de Jon Snow através de um casamento, o Rei do Norte ganha assim um direito maior que Daenerys ao Trono de Ferro, sendo o herdeiro direit à coroa. Mas será que é possível que este casamento secreto de Lyanna e Rhaegar seja realmente legal?

No mundo medieval de Game of Thrones, não existe o conceito de divórcio e as anulações de casamentos não são fáceis de obter. Para conseguir uma anulação é necessário provar que o matrimônio anterior nunca foi consumado ou que a união se tratou de um casamento forçado.

A união de Rhaegar e Elia não se aplica em nenhuma destas situações, restando apenas especular que o príncipe tenha usado o seu estatuto para pressionar o Alto Septão. Como representante máximo da Fé dos Sete em Westeros, a palavra de Maynard seria final e decisiva.

2. Sam abandona Vilavelha com palavras do seu pai

Randyll Tarly

Cansado dos seus apelos serem ignorados e da realidade de um aprendiz de meistre, Sam Tarly abandona Vilavelha. Gilly pergunta a ele se está realmente pronto para tomar essa decisão, e Sam responde: “Estou cansado de ler sobre as conquistas de homens melhores.”

Esta frase foi originalmente dita na sexta temporada por Randyll Tarly, pai de Sam. Na época, Randyll acusou Sam de ter falhado em se tornar um homem na Patrulha da Noite, preferindo a companhia dos livros “lendo sobre as conquistas de homens melhores”.

Embora Sam se tenha transformado em uma pessoa muito mais confiante, as palavras cruéis do seu pai continuam pesando na sua consciência.

3. As referências no destino final de Randyll e Dickon Tarly

Dickon e Randyll Tarly

A sétima temporada parece dedicada a mostrar paralelismos relacionados com a morte terrível de Rickard e Brandon Stark às mãos do Rei Louco. Mais uma vez, pai e filho são mortos às ordens de uma rainha – e nunca Daenerys se pareceu tanto com seu pai como nessa cena. Mesmo com os pedidos insistentes de Tyrion, a rainha está segura da sua decisão incendiária.

Lorde Varys e Tyrion Lannister conversam mais tarde sobre estas semelhanças e a necessidade de impedir que Daenerys se transforme no pai. Esta temporada tem mostrado as parecenças entre Cersei e o Rei Louco mas com a morte dos Tarly, Daenerys caminha em direção ao legado sangrento do seu pai.

Antes de Randyll Tarly ser transformado em cinzas por Drogon, Tyrion pede a Daenerys que mande o lorde para a Patrulha da Noite. Embora a Mãe dos Dragões recuse, esta decisão seria uma verdadeira justiça poética para o governante de Monte Chifre.

Randyll Tarly enviou seu filho mais velho, Sam, para a Patrulha da Noite por considerar que ele era fraco e não merecedor de herdar Monte Chifre. Com Sam na Muralha, a herança da família passaria diretamente para Dickon, o irmão mais novo e o guerreiro que Randyll queria que o substituísse.

4. Davos Seaworth viu os memes que o público fez

Davos Seaworth

Quando Davos revê Gendry na Baixada das Pulgas, ele diz “achava que você ainda estaria remando”. Isso é uma divertida frase usada pelos produtores que funciona como meta comentário de Davos para o público, em uma referência aos inúmeros memes que mostravam Gendry remando infinitamente desde a última vez que o vimos na série.

5. Robert estaria orgulhoso de Gendry

Gendry

Gendry pode ser apenas bastardo de Robert Baratheon mas é um verdadeiro filho de seu pai. E isso ficou demonstrado perfeitamente com o seu uso impressionante do martelo de guerra que ele mesmo construiu.

Uma réplica do famoso martelo poderoso de Robert, Gendry colocou até o símbolo da Casa Baratheon no centro da arma.

6. O significado da carta de Sansa e as verdadeiras intenções de Mindinho

Arya

Arya Stark suspeita de Petyr Baelish desde o primeiro minuto que retorna a Winterfell, e ele sabe como explorar isso em seu proveito. Sabendo que está sendo vigiado por Arya, Mindinho faz a garota cair na sua própria armadilha e semeia a discórdia na pequena assassina.

A mensagem que Arya descobre na cama de Baelish é uma carta que Sansa enviou a Robb:

"Robb, estou lhe escrevendo de coração partido. Nosso bondoso Rei Robert faleceu, morto pelas feridas causadas em sua caçada ao javali. O pai foi acusado de traição. Ele conspirou junto com os irmãos de Robert contra o meu amado Joffrey e tentou roubar seu trono. Os Lannisters estão me tratando muito bem e providenciando todo o conforto. Eu te imploro: venha a Porto Real, jure fidelidade ao Rei Joffrey e impeça quaisquer conflitos entre as grandes casas Lannister e Stark."

Esta carta foi escrita na primeira temporada de Game of Thrones e essas palavras não são realmente de Sansa. Cersei Lannister manipulou Sansa para que ela escrevesse esta mensagem, dizendo à garota que esta era a única forma de Ned Stark ser poupado à morte. Mas esta carta teve o efeito contrário ao pretendido, porque Catelyn, Robb e Meistre Luwin entenderam imediatamente que esta tinha sido uma mensagem forçada dos Lannisters, usando Sansa para obrigarem os Stark a dobrar o joelho a Joffrey.

Sansa apenas queria salvar o pai e manter a família em segurança, e fez aquilo que achava necessário (e que era a sua única opção no momento). E quem estava também presente quando Sansa escreveu a carta? Mindinho.

Usando esta mensagem fora de contexto, Petyr Baelish sabe que é muito provável que Arya aja impulsivamente e não reconheça a verdade na mensagem da sua irmã. Neste mesmo episódio, assistimos a Arya questionar Sansa sobre o seu desejo de poder e como ela secretamente deseja que Jon não retorne a Winterfell. Estas acusações criam uma separação entre as irmãs e Mindinho sabe como aprofundar ainda mais esta divisão.

Durante muito tempo, Baelish foi uma das pessoas em quem Sansa mais depositava sua confiança. Mas quanto mais ela fica segura de si e está junto da sua família, mais Sansa se afasta de Petyr. Querendo manter seu controle e poder junto dela, Mindinho sabe que tem de afastar todos aqueles que o possam potencialmente substituir. E é exatamente por isso que ele manipula Arya no seu mais recente jogo.

O ator Aidan Gillen que dá vida a Petyr Baelish, explicou à TV and Satellite os objetivos do seu personagem com estas ações:

“Ele está tentando semear as sementes da dúvida em Sansa, dúvidas sobre a validade do seu irmão Jon Snow como líder, até sua validade como irmão. E agora com a chegada de Arya a Winterfell, ele também quer separar as irmãs.”

Petyr Baelish é o grande manipulador de Westeros e temos assistido não só a sobreviver como ascender a tudo e todos; até quando irá o seu jogo perverso durar?