CRÍTICA Histórias Assustadoras | Terror nostálgico chama a atenção, mas não prende

Depois de longas como A Maldição da Chorona e Annabelle 3, que fazem parte do mesmo universo, chegou a hora do público encarar uma novidade inserida no hall do terror de 2019. Histórias Assustadoras para Contar no Escuro é a nova aposta do cinema, que conta com Guillermo Del Toro responsável pelo seu roteiro.

O icônico cineasta já foi vencedor do Oscar com A Forma da Água e também carrega clássicos como O Labirinto do Fauno em sua carreira. Entretanto, o novo longa em que o diretor e roteirista trabalha parece ser algo simples, que não agrega muito valor e faz o espectador questionar se vale a pena gastar seu dinheiro para acompanhar o longa.

ATENÇÃO: A crítica contém spoilers de Histórias Assustadoras para Contar no Escuro.

A premissa do filme

Os amigos Stella, Ramón, Auggie e Chuck

A trama começa no Halloween de 1968, quando três amigos decidem sacanear o popularzinho da escola que ama roubar doces de crianças indefesas. É quando Stella, Auggie e Chuck conhecem Ramón, um forasteiro que está de passagem por Mill Valley, após invadirem o carro do rapaz para fugir de encrencas.

Na intenção de contar um pouco mais da história da cidade em que vivem para Ramón, os amigos decidem ir até uma mansão abandonada. A casa em questão pertencia a família Bellow e a lenda que existe em Mill Valley é que havia uma garota que lia contos de terror para as crianças através das paredes da sua casa, por viver isolada. O mais estranho nisso tudo é que pessoas começavam a sumir depois de ouvir as histórias.

Stella encontra o livro e é quando tudo começa a dar errado. Isso porque todos os envolvidos que colocaram o pé dentro da mansão começam a sofrer com os ataques de histórias criadas naquele momento pelo espírito de Sarah Bellow, a proprietária do livro. Cada um deles teve o destaque que mereceu, sofrendo com seus maiores medos vindo à tona, já que o livro lê a pessoa e não ao contrário.

Diversão entediante

Elenco de Histórias Assustadoras

Porém, a história que tinha para ser tudo de bom, começa a deixar o espectador entediado no decorrer do filme. As cores escolhidas para o longa remetem a nostalgia, apesar de lembrar a década de 80 do que o final da década de 60. Durante o dia cores puxadas para o pastel deixam a impressão do antigo, já durante a noite, cores frias e escuras trazem o terror e a inquietação para o público.

O diretor André Øvredal trabalhou bem em sua intenção de assustar o público, de tentar puxar o espectador para dentro do filme e fazer com que ele se sinta integrado a história. Mas é só isso. Os sustos do filme são previsíveis, de modo que você sabe quando vai acontecer. Isso te deixa preparado para os próximos jumpscares do longa, além de não acrescentar muita ação no decorrer da história. Tem momentos que você praticamente pede pelo final do filme.

O motivo dos sustos

O espantalho Harold

As duas primeiras criaturas são as que mais incomodam, mesmo com a previsão de sustos. O espantalho e o cadáver são o mais próximo de algo voltado pro terror que se encontra no filme. A terceira história, que é quando uma das personagens é atacada por uma aranha, não causa muito impacto e é dai em diante que o filme se torna maçante.

As outras duas criaturas, para quem entende de clássicos e jogos, vai sentir uma leve semelhança. Uma delas parece uma versão bastante feia do monstro de marshmallow de Os Caça-Fantasmas e a outra lembra um Licker, com inteligência e que se desmonta, presente na franquia de jogos Resident Evil.

Vale a pena?

Ramón, Stella e o espantalho Harold

Muita gente pode até comparar com Mama, também de Del Toro. O filme há todo um mistério por trás e no final das contas, uma solução ok é encontrada na redenção do espírito que causa toda essa desordem.

Histórias Assustadoras para Contar no Escuro diverte, consegue até arrancar alguns sustos, mas infelizmente não é o que muitos estavam esperando. Se você deixou se levar pelos trailers lançados, esse filme será um tanto quanto decepcionante para você.

O longa estreou ontem, dia 8 de agosto, e segue em cartaz nos cinemas.

FIQUE LIGADO:

Histórias Assustadoras para Contar no Escuro ganha TRAILER aterrorizante!

Histórias Assustadoras para Contar no Escuro tem novo TRAILER revelado com Jangly Man

Scary Stories, de Guillermo del Toro, ganha 3 teasers no Super Bowl